Entenda a diferença entre custos, gastos e despesas

  14 Comentários   Conceitos de Gestão  
Compartilhe com amigos:
Entenda a diferença entre custos, gastos e despesas

Realizar atividades financeiras não é uma tarefa fácil. É preciso lidar com números, valores e preços de forma cuidadosa, pois um erro pode significar um grande prejuízo para a empresa. Para que a gestão financeira seja feita de forma correta, é preciso que o responsável entre bem a diferença entre custos, gastos e despesas. Por isso, preparamos este post com explicações e exemplos que podem ajudar na compreensão. Confira.

Apresentação Pronta de Resultados Financeiros

Custo

Todo investimento que uma empresa precisa fazer para produzir um produto ou oferecer um serviço é chamado de custo. Sem esse valor, não é possível dar início ou continuidade às vendas. Para aumentar a quantidade produzida, em geral, é preciso aumentar o custo da empresa.

Aqui também podemos definir o conceito de “preço de custo”, que é o valor mínimo gasto pela empresa para fabricar determinado produto. Se o material for vendido a preço de custo, a empresa não tem nenhum lucro. Em cima do preço de custo, é calcular o preço de venda – a diferença entre os dois é lucro.

Exemplos: matéria-prima, água, eletricidade da produção, depreciação de maquinário, embalagem.

Despesa

As despesas englobam tudo aquilo que a empresa precisa ter para manter o funcionamento da estrutura mínima. São valores investidos na área comercial, administrativo, marketing, recursos humanos. As despesas não têm ligação direta com a produção de novos itens que serão vendidos pela empresa, mas podem ter influência no aumento da receita.

As despesas podem ser divididas em duas categorias:

  •          Fixas: que não variam com a quantidade de bens ou produtos vendidos pela empresa, como material de escritório
  •          Variáveis: varia com a quantidade de produtos produzidos pela empresa, como comissão de vendedores.

Exemplos: salários, material de escritório, telefone, aluguel, comissão de vendedores, compra de publicidade.

Gastos

Gastos são os valores que a empresa não previu no orçamento, mas que precisa investir para continuar a produção. Como um gasto é imprevisível, não é possível de ser repassado no preço do produto, portanto, a empresa precisa arcar com o prejuízo.

Exemplos: substituição de peça com defeito, assistência técnica.

Para fazer a gestão dos custos, despesas e gastos da sua empresa, o ideal é utilizar uma planilha de fluxo de caixa. Com o uso da ferramenta, os gestores podem lan;ar entradas e saída, conferir o que precisa pagar e o que tem e, dessa forma, analisa como está o andamento do fluxo de caixa da empresa. Além disso, é possível ter acesso ao demonstrativo de resultado do exercício (DRE) e avaliar os relatórios que são gerados automaticamente.

Uma planilha de fluxo de caixa agiliza diversas atividades, aumentando a produtividade da equipe e permitindo que os responsáveis tenham mais tempo para se dedicar ao planejamento estratégico da empresa.

Você ficou com alguma dúvida sobre a diferença entre custos, gastos e despesas? Deixe sua pergunta nos comentários abaixo. Aproveite para testar o seu conhecimento com o nosso exercício sobre a diferença entre despesas fixas e variáveis:

Compartilhe com amigos:

Inscreva-se e receba o conteúdo semanal
que realmente importa

Experimente! É grátis e, se não gostar, basta cancelar o envio com 1 clique.
 

Deixe seu comentário aqui

  • Vasco Amaral

    Pagamento de Juros, é gasto ou despesa? Obrigado

    • Rafael

      Oi Vasco, não existe uma resposta certa, vai depender do tipo de atividade da sua empresa. Se a sua atividade fim for financeira, os juros entrariam provavelmente como gasto, se não como despesa

  • Adriane Borges

    Todos os custos são gastos ?

    • Rafael

      Oi Adriane, tudo bom? Existe bastante teoria em relação a isso, mas na minha visão sim, todos os custos são gastos e todas as despesas são gastos. A diferença é que os custos estão ligados a produção ou prestação de serviço e as despesas são os gastos gerais da empresa

      • Maria Fatima Fernandes Rodrigu

        ola, boa tarde!Me tira uma dúvida?No CPC 16 que trata dos estoques diz: qu eirá Orientar sobre a determinação do valor de custo dos estoques e sobre seu subsequente reconhecimento com despesa em resultado.Como assim o custo vira despesa?Obrigada

        • Rafael

          Oi Maria, tudo bom? Não tenho conhecimento da CPC 16 e não sei qual é o teor técnico dele. De maneira geral custos estão ligados à produção e despesas são gastos administrativos, etc.

          • Maria Fatima Fernandes Rodrigu

            Tudo sim!
            Ok, muito obrigada,
            Bjo

            Em 15 de março de 2017 10:07, Disqus escreveu:

  • João Vitor Avelino

    Investimentos que e a empresa faz, teria alguma classificação ? Ou a classificação seria o próprio investimento mesmo ?

    • Rafael

      Oi João, tudo bom?
      Investimento é um gasto, que dependendo de como ele é feito e de como você está apurando seus resultados vai ser classificado como investimento mesmo, pois um cuidado que você deve ter ao avaliar as finanças de um negócio é saber quais atividades são operacionais e quais não são.

  • Luiz Gustavo

    Olá os gastos com iluminação, pintura e reformas, são debitados de acordo com a porcentagem na parte da empresa de cada sócio, ou é debitada diretamente do caixa da empresa?
    Obrigado!

    • Rafael

      Oi Luiz, não existe verdade absoluta sobre esse tipo de coisa, mas o mais comum e o que eu acredito ser correto é ser debitado do caixa da empresa e o que sobra (lucro) é dividido ao final de trimestres, semestres ou ano de acordo com essa participação. Vale a pena pensar também em uma reserva de caixa.

      • Luiz Gustavo

        Dúvida esclarecida.
        Muito obrigado Rafael, agradeço pela sua atenção!

  • Cristiano Marques

    Olá, por favor uma dúvida qto a classificação. O % de pagamento dos serviços prestados por terceiros no meu estabelecimento, sendo estes trabalhadores fixos e atuando diretamente no negócio fim da empresa, devem ser considerados custos ou despesas fixa? Sendo os % fixo e retirados de valores tabelados dos serviços, ou seja, não variam?

    • Rafael

      Oi Cristiano, tudo bom?

      Essa é uma escolha que você pode fazer como achar mais interessante e estiver mais alinhado com o seu negócio.

      Um exemplo: uma empresa de desenvolvimento de softwares que paga um valor fixo mensal para seus programadores pode alocar esse valor como um custo de projetos fechados ou como uma despesa da empresa, de acordo com o que fizer mais sentido para ela. Na minha opinião, se essas pessoas fizerem exclusivamente a atividade fim, faz sentido pensar como custo.

Buscar no Blog LUZ

Digite abaixo…

×
Receba a sua dose semanal de conhecimento grátis
×
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]