Tipos de Departamentalização

  9 Comentários   Conceitos de Gestão  
Compartilhe com amigos:
Departamentalização - Tipos de departamentalização

O que é

A departamentalização é uma forma de sistematização da estrutura organizacional que visa agrupar atividades que possuem uma mesma linha de ação com o objetivo de melhorar a eficiência operacional da empresa. Dessa forma, a empresa consegue juntar recursos, unidades e pessoas que tenham esse ponto em comum.

Se quando falamos sobre organogramas, entramos em conceitos de divisão do trabalho no sentido vertical, ou seja, ligado aos níveis de autoridade e hierarquia existentes, quando falamos sobre departamentalização vamos falar da especialização horizontal, que tem relação com a divisão e variedade de tarefas.

Tipos de Departamentalização

Como estamos falando sobre divisão do trabalho por tipos de especialização, fica óbvio que cada empresa pode ter uma forma de departamentalizar diferente de acordo com a sua realidade. Por causa disso, vamos ver os principais tipos existentes:

Departamentalização - Tipos de departamentalização

Por Função

Esse é um dos tipos de abordagem mais comum que existem. Nesse caso, são criadas áreas na empresa agrupando pessoas especialistas em determinada atividade. É aquela velha estrutura que você já conhece (e talvez até trabalhe), onde uma empresa possui uma área de vendas, uma área financeira e por aí vai. No final das contas, o objetivo é ter pessoas com expertises similares trabalhando junto.

Departamentalização Funcional

 

Por Clientes

Quando uma empresa conhece tão bem os seus clientes que se organiza para concentrar os esforços nos atributos e necessidades do seu público, ela provavelmente vai utilizar a departamentalização por clientes. Um exemplo clássico são as lojas de departamentos como você pode ver na imagem abaixo:

Departamentalização por Clientes - Loja de Departamentos

 

Observe que diversos tipos de esforços de vendas são feitos de acordo com as preferências dos clientes. Nesse caso, você pode ver desde seções de perfumaria, lingerie e moda até seções de roupa masculina social e esporte, dependendo da loja.

Por Processos

Nesse caso, a maior preocupação para a organização de setores na empresa vai ser no processo de produção. Os exemplos mais óbvios desse tipo de departamentalização são as fábricas e montadoras de carros. Veja abaixo:

Departamentalização por Processos - Montadora de Carros

Um exemplo um pouco menos óbvio é da própria área de desenvolvimento de planilhas da LUZ, que está estruturada como uma linha de montagem. Primeiro um consultor especializado no conhecimento de gestão e nos feedbacks de nossos clientes estrutura os pré requisitos da planilha. Logo em seguida, um designer com conhecimento em experiência do usuário desenha todas as telas da planilha e, por fim, um especialista em Excel cria a planilha diretamente no software.

Por Produtos ou Serviços

Esse tipo de departamentalização é similar à abordagem por clientes, já que a empresa se organiza agrupando seus colaboradores dentro de áreas específicas. A única diferença é que nesse caso, ao invés do foco ser um tipo de cliente, o foco passa a ser nos tipos de produtos oferecidos pela empresa. Um exemplo típico dessa divisão acontece nos supermercados:

Departamentalização por Produtos - Supermercado

Se entrarmos na departamentalização por serviços, temos nos hospitais um excelente exemplo:

Departamentalização por Serviços - Hospital

A ideia principal aqui é entender que a empresa possui produtos ou serviços que são muitos diferentes entre si e que por isso faz sentido especializar as áreas para que o nível de qualidade oferecida ao cliente aumente.

Matricial

Essa é uma combinação da departamentalização funcional com uma de outro tipo. Essa outra pode ser por projetos (como mostraremos no exemplo abaixo), por produtos, serviços, clientes ou localização geográfica.

Departamentalização Matricial - Construtoras

 

Na realidade, nesse tipo de divisão, a empresa mantém a estrutura funcional para atividades internas e adota a departamentalização divisional para os projetos ou produtos/serviços ofertados. É muito comum ver esse tipo de estrutura em consultorias, agências de publicidade e empresas similares.

Geográfica ou Territorial

Como o próprio nome já diz, a abordagem territorial vai dividir a empresa de acordo com os locais onde ela atua. Ela é muito comum em empresas que possuem filiais em áreas ou regiões diferentes. Nesses casos, apesar de possuírem áreas unificadas, o foco é em prestar atenção nas características de cada região.

Departamentalização Geográfica ou Territorial - Varejistas

Essa abordagem é especialmente positiva para não errar na alocação de produtos em regiões onde ele não tem aderência e propagandas mais direcionadas ao comportamento local.

Por Projetos

Na departamentalização por projetos, os colaboradores vão receber atribuições temporárias dentro de projetos. Isso ocorre, porque como você bem sabe um projeto tem início, meio e fim. Assim, as funções só vão existir enquanto o projeto existir. Depois disso pode ocorrer alocação em outros projetos e por aí vai.

Dois exemplos clássicos são os de consultorias e de agências de publicidade, como retratado abaixo:

Departamentalização por Projetos - Agência de Publicidade

Como Fazer Departamentalização

Primeiramente você deve entender que esse não é um processo simples que vai acontecer de uma hora para outra. Esse tipo de organização da estrutura funcional e organograma da empresa vai afetar todos os seus funcionários, por isso pense bem antes de sugerir ou implementar qualquer mudança.

Depois, entenda que não existe certo ou errado, muito menos uma estrutura ou tipo de departamentalização definido que vai funcionar no seu caso. O mais importante é entender a sua realidade e ver quais estruturas se enquadram mais. Não esqueça que você pode criar abordagens mistas (que normalmente são as mais frequentes).

Departamentalização Mista

Além disso, veja que alguns princípios são bem importantes e devem ser seguidos na hora de fazer a departamentalização do seu negócio:

  • Princípio do maior uso – o departamento que faz mais uso de uma atividade, deve ter controle sobre ela
  • Princípio do interesse – o departamento que controlar a atividade, deve criar mecanismos de supervisão
  • Princípio da separação e do controle – atividades de controle devem estar separadas de atividades controladas
  • Princípio da supressão da concorrência – elimine concorrência entre departamentos agrupando atividades similares em um único departamento

Conclusão

Como já falei, cada tipo de departamentalização possui características diferentes, pontos positivos e negativos para cada situação. Não existe um modelo mais correto que vá funcionar sempre, o mais importante é entender a realidade da sua organização.

Normalmente a definição e representação do tipo de abordagem escolhido será feita por meio de organogramas. Apesar da departamentalização ter diferenças para esse modelo de representação da estrutura da empresa, essa é a maneira mais fácil e prática de se mostrar como ela está organizada.

PS – Ao longo do post utilizamos imagens de um artigo sobre estruturas organizacionais do site Esquemaria.

Compartilhe com amigos:

Inscreva-se e receba o conteúdo semanal
que realmente importa

Experimente! É grátis e, se não gostar, basta cancelar o envio com 1 clique.
 

Deixe seu comentário aqui

  • André

    Muito bom! texto objetivo e bem ilustrado.

    • Rafael

      Obrigado pelo elogio André. Se tiver algum conteúdo que ainda não tenhamos escrito e você tenha interesse é só nos falar

  • Pedro Lucas

    Não entendi muito bem o principio da separação e do controle… Agradeceria um possível esclarecimento gratuito 😀

    • Rafael

      Oi Pedro, de maneira geral é só uma diretriz para separar atividades de gestão de atividades operacionais, direcionando a empresa para mais ou menos hierarquia de acordo com seu tamanho e estrutura

  • Flavio de paula

    PODERIA ME EXPLICAR COM EXEMPLOS AS DESVANTAGENS DA DEPARTAMENTALIZAÇÃO POR CLIENTES ?

    • Amanda Vieira

      DIFICULDADE DE COORDENAÇÃO

    • Rafael

      Oi Flávio, de maneira geral as vantagens e desvantagens de cada um dos tipos de departamentalização vão variar de acordo com o tipo de empresa. De maneira geral, uma desvantagem de departamentalizar sua empresa pelos tipos de clientes que tem é que cada área pode acabar tendo direcionamentos diferentes ocasionando uma perda de marca, comunicação ou até identidade da empresa.

  • Gabriel Avelar

    Gostaria de agradecer pela ajuda. Estava em dúvida quanto aos tipos de departamentalização por processos e por projetos, mas agora tudo se esclareceu. Obrigado!

    • Rafael Avila

      Excelente Gabriel!

Buscar no Blog LUZ

Digite abaixo…

×
Receba a sua dose semanal de conhecimento grátis
×
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]