Encontrou um problema? Então traga a solução!

  9 Comentários   Tendências  
Compartilhe com amigos:
Velha rabugenta

Velha rabugenta

Esse é uma filosofia básica aqui na LUZ: apontar problemas é para os fracos! Se você viu algo errado, algo que esta lhe incomodando, algo que esta mal-feito, etc. então nem venha de mimimi se você não tem um solução para propor! O mundo esta cheio de críticos, pessoas que colocam defeitos ao seu redor, destacam o que há de ruim e param por aí. Sabemos muito bem que isso não adianta de nada, se não nosso mundo já estaria melhor faz um bom tempo. Não é mesmo?

[newsletter titulo = ‘Assine nossa newsletter’ texto =’Receba ferramentas de gestão gratuitas toda semana!’ desconto =’10%’]

E também não adianta dizer que o problema não é da sua área ou não é sua responsabilidade. Aqui, o sucesso da empresa e, consequentemente, a solução dos problemas é responsabilidade de todos. Como em qualquer ecossistema, cada parte influência a outra e vice-versa. E já que a auto-crítica é uma grande dificuldade que os seres-humanos possuem, é super natural que você enxerge mais facilmente os problemas dos outros. E nossa experiência mostra que essa facilidade também é válida para propor soluções para os outros também!

Ah, mas eu já pensei e não encontrei a solução! Então não venha cheio de pedras na mão criticando, mude sua postura! Ao invés de apenas criticar, inicie a discussão de uma solução para o problema que você notou. Percebe a diferença? Vou separar para você compreender:

a) Abrir a boca para criticar um problema identificado e ponto.

b) Abrir a boca para discutir uma solução para um problema identificado.

E eu não estou falando nada sobre crítica construtiva, ok? Para mim, isso não existe. É balela de revista Você S.A. e livros empresariais de auto-ajuda. Críticas precisam ser sinceras e diretas, por mais que não sejam agradáveis de ouvir. O que não significa que você precisa ser grosso e mal-educado também.

Portanto, se você for criticar algo ou alguém, pense antes e leve uma sugestão de solução! E se você for o criticado ou o responsável pelo problema, escute com atenção e, em seguida, peça uma sugestão de solução. Mais uma vez reafirmo: críticos sem sugestões de solução devem ser ignorados, pois não tem moral nenhuma para criticar. Só pode criticar quem sabe solucionar!

E na sua empresa, como é que as críticas são feitas? Com uma solução junto? Me conta! 😉

[newsletter titulo = ‘Assine nossa newsletter’ texto =’Receba ferramentas de gestão gratuitas toda semana!’ desconto =’10%’]

Compartilhe com amigos:

Inscreva-se e receba o conteúdo semanal
que realmente importa

Experimente! É grátis e, se não gostar, basta cancelar o envio com 1 clique.
 

Deixe seu comentário aqui

  • rafael bruno

    Como sempre, arrebentando nos posts. Eu adoto a mesma filosofia para a minha vida. Se alguém chega resmungando, eu ouço com paciência e pergunto: Sim, e como consertar?
    O silêncio e/ou a dúvida de quem reclamou é quase que absoluto.

  • geraldo santos

    Daniel,
    Muito bem colocado!!
    abs
    Geraldo

  • Alzira

    Como sempre, estão corretíssimos. Estas frases feitas de grandes filósofos, empresários e mestres espirituais ou conselhos de amigos….são apenas mimimis.
    Cada qual vive sua dificuldade cf seu estado atual, se não pode ajudar de modo efetivo…cale-se e ouça. Estará ajudando, ouvindo-o.

  • “Você que está chegando agora e criticando o que está feito, devia ter estado aqui na hora de fazer.

    Assinado: Quem fez quando ninguém sabia como fazer”

    Essa fica na parede da minha sala…

  • Tiago

    Bem colocado, vale a pena destacar e muito a diferença entre mimimi e identificação do problema para tomada de solução. Lembro no meu inicio na área de qualidade utilizando o PDCA que na nossa equipe tinham aqueles que enxergavam o problema e outros que eram muito bons em gerar soluções, mas não tinham a visão inicial para identificar um problema e iniciar um projeto. Então, temos que ser bem cautelosos para não fazer uma discriminação com os identificadores de problema…rs

  • Daniel Pereira

    Pessoal, todos pontos muito bem colocados. O fato é que criticar e solucionar são igualmente importantes, o que é inaceitável a crítica se tornar um instrumento negativo na empresa, principalmente com aqueles que não sabem propor uma solução. 😉

  • Alzira

    Concordo com o Tiago! Alguns são muito bons na identificação de problemas e outros são excelentes para criar soluções. Mesmo porque somos complementos uns dos outros. Somando nossos dons e talentos natos, por certo tudo vai encaixar com precisão. É só falar com “jeitinho” na hora certa e com a pessoa certa.

  • Pingback: 10 idéias para 2013 | Daniel Luiz()

  • Pingback: A Economia do futuro, como será? | Blog LUZ Loja de Consultoria()

Buscar no Blog LUZ

Digite abaixo…

×
Receba a sua dose semanal de conhecimento grátis
×
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]