5 Passos para Você ser O CARA da Gestão Financeira

0
61

A grande verdade da gestão de empresas é que não dá para fazer tudo ao mesmo tempo. Mais do que isso, ninguém nasce sabendo e o processo de aprendizado é sempre feito em passos que permitem a real absorção do conteúdo e adequação dos processos e da equipe.

Já conversamos com milhares de gestores sobre finanças e chegamos ao modelo que consideramos ideal alcançar o estado da arte em gestão financeira.

1) Registrar suas Movimentações

Para gestores mais avançados isso pode parecer bobagem, mas não é, nem mesmo para quem já tem um bom sistema de gestão. O primeiríssimo passo, sem dúvidas, para ter uma boa visão da saúde do seu negócio é conseguir criar maneira de registrar as movimentações que estão sendo feitas. Logicamente, existem milhões de maneiras, desde um caderno até um sistema financeira, mas acreditamos que o método mais flexível são planilhas. Pois você tem a liberdade de usar em qualquer situação e depois manipular os dados seja na própria planilha ou num sistema.

gestão financeira completa - lançamentos fevereiro

2) CATEGORIZAR AS SUAS MOVIMENTAÇÕES

Depois de garantir que todo o dinheiro que entra ou sai está sendo acompanhado e registrado, o próximo nível é categorizar essas informações. Esse é um passo essencial, pois inicia um processos de análise dos dados que ajudam na tomada de decisão. Com um plano de contas, você vai saber qual produto vende mais e qual vende menos ou também as suas maiores fontes e variações de custos.

gestão financeira completa - análise gráfica despesas

3) VISUALIZAR POR CAIXA E POR COMPETÊNCIA

O terceiro passo que, na minha interpretação, já é bem avançado e mostra um sistema maduro de gestão financeira é conseguir visualizar suas movimentações pelos dois regimes: caixa e competência. Já falamos largamente em outro post sobre isso, mas o resumo é que a visão por caixa é aquela que vê as entradas e saídas de acordo com o momento no qual elas aconteceram e a competência é quando elas deveriam ter acontecido. Assim, você consegue ver a saúde imediata da sua empresa e também se ela tem uma estrutura geral saudável.

gestão financeira completa - demonstração de resultado do exercício - DRE

4) RATEAR OS CUSTOS POR ÁREA

O nível seguinte é criar uma visão ainda mais específica e separar sua gestão financeira geral por centros de custos. Assim como no plano de contas, assim você vai retirar ainda mais inteligência da sua planilha ou sistema, pois agora cada departamento ou unidade de negócio vai ter lucratividades e estruturas de custos próprias.

gestão financeira completa - análise por centro de custo

5) PROJETE O FUTURO

Por fim, o nível mais elevado da gestão financeira é conseguir não apenas controlar o presente e tirar informações valiosas dele, mas também ter uma boa visão do futuro e conseguir antecipar grandes eventos e se programar para não ser pego de surpresa!

gestão financeira completa - projeção financeira

Em qual etapa você está? Precisa de ajuda ou está com dúvidas? Deixe seu comentário abaixo!

COMPARTILHAR
Artigo anterior8 Leis Trabalhistas que Você Não Pode Esquecer
Próximo artigo5 dicas para melhorar o controle de frotas da empresa
Leandro Borges

Leandro começou a vida profissional prestando consultorias centenas de pequenas empresas em todo o Brasil e foi professor em instituições como SEBRAE, Vale, Souza Cruz, FIRJAN, COPPE e FGV. Hoje, é encantado pelas facilidades que o Excel traz para a gestão empresarial e quer levar essa maravilha para o Brasil e o Mundo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome