Conheça a Mudança que fez a Taxa de Abertura da Nossa Newsletter Dobrar

17
947

Esse post é bem simples e prático, focado em quem sabe o potencial que o email marketing tem como uma ferramenta de relacionamento (e futuras vendas) com seus clientes e potenciais clientes. Para quem não conhece ou não utiliza, basicamente quando falamos de email marketing você precisa de pouquíssimas coisas para começar a brincar e apesar de alguns mitos de que essa ferramenta está ultrapassada, acreditamos bastante em seu potencial quando bem utilizada. Para dar início na sua empresa você vai precisar apenas de:

1. Escolher o software que vai utilizar

2. Pensar no tipo de news que vai mandar para seus clientes e a periodicidade

3. Organizar seu email com Remetente, Assunto e a Mensagem

 

Nesse post eu não vou entrar no mérito de qual ferramenta utilizar (nós usamos o Mail Chimp e nos agrada bastante), no tipo de news que você deve mandar (informativa, com oferta gratuita ou promoções) ou em como escrever a mensagem que seus assinantes vão receber. Apesar de todos os itens influenciarem quem recebe ou deixa de receber e abrir a sua news, eles não são essenciais para isso.

Como estamos falando de taxa de abertura do email, vamos nos concentrar em como mudanças no campo Remetente e Assunto podem fazer a sua empresa dobrar a taxa de abertura dos seus emails mostrando o caso real da LUZ. Vamos pensar como o leitor dos seus emails, como você pode ver, ao receber um email seu, ele vai ver o remetente, o assunto e um pouquinho do texto.

 

0 blog 01.jpeg

 

Como você pode ver, basicamente no campo remetente você pode ter o nome de uma pessoa como o Jeff Walker faz ou o nome de uma empresa, como o Copyblogger. No caso do assunto, você pode ver temas mais gerais como o Lessons Learned ou mais instigativos como o Dare to Imagine da Skoll Foundation. E o que você acha que é melhor?

 

O que Fazíamos

 

Para resumir, usávamos o nome da LUZ como remetente e o assunto era padronizado como Newsletter Semanal. Bem simples e objetivo, mostrando nossa cara empresarial, não tinha como dar errado, certo?

 

0 blog 01

 

Mais ou menos, apesar de ter resultados (15,5% de abertura) melhores do que a média do nosso setor (13%) em termos de abertura de email, o que já é bem legal, ainda dava para melhorar bastante…

 

0 blog 01

 

E o que a Gente faz Agora

 

Depois de analisar diversas outras empresas e organizações aqui do Brasil e lá de fora e como eles estavam fazendo o envio de newsletters, percebemos que a nossa comunicação tinha ficado estagnada em algo extremamente padronizado, que muitas vezes era vista como SPAM ou deixada de lado por falta de tempo de ver aquelas novidades, que apesar de maneiras e boas, não estavam na lista de prioridades dos nossos assinantes.

Por isso, em um primeiro momento modificamos o Remetente para algo mais pessoal (como eu já enviava a nossa news, passamos a utilizar o meu nome como remetente) e também mudamos o assuntos sempre para algo mais atrativo que desperta a atenção do nosso leitor, vamos ver um exemplo:

 

0 blog 01

 

Querendo ou não querendo, quando nossos leitores viram um assunto com “Vou Fazer uma Confissão…” eles ficaram curirosos. Eu podia estar trazendo uma notícia muito boa ou muito ruim, mas sem abrir o email eles nunca saberiam o que era, por isso o resultado foi tão legal desse envio…

 

Quais foram os Resultados

 

Como você vai ver no relatório do Mail Chimp que utilizamos para acompanhar os resultados de nossas news, a taxa de abertura mais que dobrou (31,8%), ficou bem acima da média da nossa listas (praticamente o dobro também) e ainda bem acima da média do nosso setor.

 

0 blog 01

 

Bom, esse foi apenas o começo. Com pequenas mudanças que você pode fazer hoje mesmo você já começa a ter mais resultados na sua newsletter e estratégias de email marketing. Na semana que vem eu vou falar do corpo do email e da estrutura das mensagens e como gerar mais relacionamento de fato com a sua lista, para não ficar apenas no blablabla.

Se tiver alguma técnica boa para aumentar abertura de emails divide aqui com a gente, vai ser um prazer ouvir mais de você e se você quiser participar de um webinar animal sobre como aumentar suas vendas usando email marketing, garanta já a sua inscrição pois vai acontecer no começo de Julho!

[newsletter titulo = ‘Assine nossa newsletter’ texto =’Receba ferramentas de gestão gratuitas toda semana!’ desconto =’10%’]

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDefina os Salários em Equipe
Próximo artigo5 Melhores Cidades para Empreender no Brasil
Rafael Ávila
Administrador e turismólogo, apaixonado pelas possibilidades que o Excel dá para gestores, empreendedores e estudantes. É sócio diretor da área de planilhas na LUZ - Planilhas Empresariais (luz.vc) e é o responsável pelo desenvolvimento das mais de 150 planilhas com foco empresarial e pessoal comercializadas em seu site. Também ministra os cursos online de Excel (cursos.luz.vc) e gosta de ajudar milhares de planilheiros por meio do Fórum e Blog da LUZ.

17 COMENTÁRIOS

  1. Galera, curto muito o trabalho da Luz. Algo q vcs sutilmente já estão fazendo, mas acho q podem carregar um pouco mais na mão, é em posts mais polêmicos. Acho q está no branding da Luz essa ousadia. Segue um texto do Trendwatching para inspirar:

    “Perante um número sem fim de opções, só as marcas sem papas na língua, que rompem os limites, que dizem algo controverso, provocador e apaixonante, se destacam. Os consumidores vão abraçar as marcas com colhões.
    POR EXEMPLO: Celebrando o comportamento “financeiramente incorreto”.
    Em maio de 2012, a empresa argentina de cartões de crédito Tarjeta Naranja lançou uma campanha de marketing chamada Financeiramente Incorretos, que incentivava os consumidores a fazer gastos frívolos para outrem. Um de seus quatro comerciais apresentava uma terapeuta que utilizava seu cartão de crédito para financiar uma grande escultura da cabeça de Sigmund Freud, em uma praça pública de Buenos Aires.COMO APLICAR
    Adotando uma postura: Quer aumentar um pouco o fator de risco? Então encontre um tema polarizador e participe dele, colocando-se à frente no caminho do perigo. Sim, é possível que você atraia respostas negativas, mas o faça de maneira correta e os consumidores respeitarão seus colhões 😉

    Enfim, food for thought.

    Abs, ALD

  2. Mandou bem Ávila! Nessas horas que vemos como pequenas mudanças numa rotina podem fazer uma grande diferença! Vou sugerir aqui na empresa!! Valeu!! Grandes abraços, Lontra.

  3. Fala Dametto, com certeza temas polêmicos atrai muita gente. Tanto a galera que concorda como os haters…

    Na medida do possível gostamos de colocar uns posts mais apelativos e controversos, mas também tomamos cuidado para não parecer que somos do contra, também não gosto desse estilo de blog.

    Enfim, dica anotada, valeu!

  4. Valeu Tiago, muito bom saber da sua presença! Ainda faltam algumas semanas, mas já já chega e com certeza vai estar 100% voltado para essas mudanças que fizemos e trouxeram muitos resultados!

  5. Hehe! Sempre acompanhei, mas agora estou me tornando um leitor assíduo de vocês!
    Estou na Reserva cara. Comecei agora.. To trabalhando com o Rony. Curtindo muito a exp!

  6. Então, eu preferia quando o remetente era a Luz Consultoria… Qdo recebi o email de Rafael Ávila, confesso que só abri pra ver se era Spam… e quase apaguei sem ler. Será que esse aumento na abertura dos emails não foi só no primeiro mês? pessoas que como eu, abriram sem saber de quem era? Eu já fiz o contrario, troquei meu nome pelo nome da empresa. Isso não fortalece a marca? Pq se amanhã quem manda emails passa a ser outra pessoa? Se for o nome da marca, eu sempre vou abrir e fica como uma hipnose na minha cabeça: Luz Consultoria, Luz Consultoria….
    Estou querendo hipnotizar meus clientes assim porque quando eu tiver uma secretária, se as pessoas estiverem acostumadas com o nome da empresa, é fácil, senão ela tem que dizer: aqui é a secretária do Rafael Ávila, da empresa Luz Consultoria… ou apenas: aqui é da Luz Consultoria…
    Que acha?

  7. Oi Priscila,

    na verdade, colocar seu nome como remetente ou da sua empresa vai variar muito de acordo com os seus objetivos e estrutura da sua empresa…

    No nosso caso a melhora permaneceu depois do primeiro email enviado nesse modelo e continua melhor até hoje. Nosso objetivo, mais do que reforçar a nossa marca (que de certa forma já é feita pois eu sou um dos sócios da LUZ), foi mostrar que somos humanos e que tinha alguém que de fato se importava com o assinante da nossa news (no caso eu)… Dessa forma conseguimos construir relacionamentos mais verdadeiros com nossos assinantes, recebemos muitos elogios e muitas pessoas gostaram da mudança.

    Da maneira que você falou, tendo outra pessoa responsável por escrever a news ou em instituições maiores, pode ser que o modelo indicado nesse post não seja tão aplicável. De qualquer forma, sou um defensor dos testes. Para ver se funciona ou não com você, faça testes durante algum período e colete feedbacks para ter certeza que tomou a melhor decisão.

    Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome