Por que criar e monitorar indicadores de treinamento?

0
1596
por que criar indicadores de treinamento?

Empresas que passam por dificuldades conseguem contorná-los com maior facilidade quando seus colaboradores estão bem treinados. Nos bons períodos, as empresas também conseguirão maior cadência de crescimento, com colaboradores treinados e conscientes do que precisam fazer.

Se o capital humano é o grande diferencial das organizações, as ações de treinamento e desenvolvimento de pessoas têm papel importante para o crescimento das empresas. Nesse sentido, é importante que as empresas façam investimentos para transformar o potencial dos seus profissionais em resultado e melhorar o desempenho empresarial.

Planilha de Controle de Treinamentos

A questão é que a simples injeção de capital em treinamento e desenvolvimento não melhora as empresas. É necessário que elas atuem de forma estruturada nesse campo, buscando formular planos e indicadores concretos.

Há de se entender por treinamento e desenvolvimento, a aquisição sistemática de atitudes, conhecimentos, regras ou habilidades que tem como propósito um melhor desempenho no trabalho. Também se refere a um conjunto de experiências de aprendizagem centralizadas na posição atual do profissional.

Os processos de treinamento, portanto possuem duas faces. A primeira, de curto prazo, auxilia os colaboradores em suas atribuições atuais. A segunda, de longo prazo, deve se preocupar com funções a serem ocupadas no futuro e planos de sucessão, sendo necessário um planejamento maior.

O que são indicadores de desempenho?

São dois tipos de indicadores de desempenho e cada um apresenta uma característica.

  • Indicadores de desempenho de processos ou key performance indicators (KPIs) – tem como objetivo saber como a tarefa é realizada e se tal tarefa está atingindo objetivos determinados. Esse indicador deve ser quantificável por meio de um índice que retrate o andamento do processo como um todo ou em parte.
  • Indicadores de desempenho estratégicos – têm como função verificar se a organização está atingindo seus objetivos, ou seja, os objetivos estratégicos. Um instrumento que auxilia na determinação desses objetivos é o Balanced Scorecard.

Um indicador de desempenho informa qualitativa e quantitativamente um processo, em termos de eficiência, eficácia ou nível de satisfação.

É possível o acompanhamento da evolução dos indicadores ao longo do tempo e compará-lo com outras organizações. Quando medidos sistematicamente, os indicadores auxiliam as empresas a acompanhar se o que foi programado por elas em seu planejamento estratégico foi bem concretizado, especialmente, ao  mostrar adequadamente as possíveis brechas da gestão.

Os indicadores de uma empresa funcionam mais ou menos assim… Os indicadores estratégicos mostram o que não está funcionando do ponto de vista global, ou seja, como a empresa está falhando como um todo. Os indicadores de performance podem explicar a falha dos estratégicos, expondo falhas de processos, times ou indivíduos.

Falhas expostas por indicadores de performance acabam mostrando muito para uma empresa sobre a sua demanda atual por treinamentos. Eles irão capacitar os profissionais e as falhas serão reduzidas.

No entanto, também precisamos pensar em treinamento e desenvolvimento como um processo da empresa. De forma que ele precisa de planejamento e dos seus próprios indicadores de performance. Ou até mesmo estratégicos, se fizerem parte de algum grande objetivo da empresa.

Planilha de Controle de Treinamentos

Exemplos de indicadores de treinamentos úteis para sua empresa

Quantidade de treinamentos por ano

Preocupadas em qualificar e ter uma equipe mais competitiva, o treinamento é um método ideal porque aumenta a eficácia das intenções da empresa. Pesquisas indicam que o ideal é que as empresas brasileiras façam pelo menos 30h de treinamento corporativo por ano. Medir a quantidade de treinamentos oferecidos internamente, acaba nos dando uma dimensão quantitativa do funcionamento do processo.

Frequência média dos colaboradores

Não importa apenas prover os treinamentos, sem atingir quem realmente interessa: os colaboradores. Medir a frequência deles é importante para saber se os treinamentos estão atingindo-os, pelo menos em termos de participação.

Avaliação média dos treinamentos internos

Para garantir a qualidade dos treinamentos ou, pelo menos, entender o que pode ser melhorado, é importante dar voz aos colaboradores. A melhor forma de fazer isso é criando critérios para a avaliação de treinamentos. Dessa forma, os colaboradores poderão qualificar os treinamentos e, com o tempo, a empresa saberá melhor por qual caminho ir, quais treinamentos cortar, quais amplificar e quais melhorar.

Gasto com treinamentos anual ou mensal

Medir a quantidade de treinamentos é interessante, mas eles podem ter diferentes carga-horárias. Portanto, medir o investimento mensal ou anual da empresa com treinamentos pode ser até mais confiável do que medir apenas quantidade.

Planilha de Controle de Treinamentos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome