Como gerenciar a terceirização de mão de obra no seu negócio

0
414
Planilhas Prontas em Excel

Uma empresa que deseje apostar na contratação terceirizada de trabalhadores precisa aprender como gerenciar terceirização de mão de obra.

Isso é necessário pois a terceirização do trabalho, estimulada pela recente Reforma Trabalhista, ajuda uma empresa em uma série de áreas, especialmente no corte de gastos com a força de trabalho.

No entanto, também abre uma série de novos desafios de gestão e, por isso, é necessário aprender como gerenciar terceirização de mão de obra.

Quer saber como fazer essa gestão? Então siga a leitura abaixo!

Quais os desafios da terceirização de mão de obra?

Para saber como fazer uma boa gestão de mão de obra terceirizada é importante saber quais são os desafios que esse tipo de ação traz para a sua empresa. Afinal, o bom gerenciamento nasce justamente da capacidade de solucionar problemas.

Confira abaixo alguns dos grandes desafios de trabalhar com uma mão de obra terceirizada!

Liderança

Um dos grandes desafios que a terceirização oferece para as empresas é de liderança. Afinal, grande parte da força de trabalho do negócio não está sujeita a hierarquia tradicional da empresa.

Por exemplo, um trabalhador que seja contratado para fazer a limpeza de uma empresa, não responde hierarquicamente ao departamento de Recursos Humanos desse negócio, mas sim ao seu próprio gerente. Por causa disso, há uma ausência de liderança natural desse tipo de trabalho.

Na prática, uma força de trabalho com pouca liderança acaba criando um desafio natural de engajamento dos profissionais com as metas e necessidades do negócio. Afinal, se eles não sabem a quem responder e estão naturalmente fora da cadeia hierárquica, então será mais complicado impactá-los para atingir as metas necessárias.

Como gerenciar a terceirização de mão de obra no seu negócio 1

Adaptação sócio-comportamental

Quando uma empresa gerencia o próprio processo de contratação e vai ao mercado para arranjar novos talentos, ela normalmente leva em consideração certos traços comportamentais. Por exemplo, não vai contratar um profissional que tem todo o talento técnico, mas pouca proatividade, para um cargo que exige inovação e autonomia.

No entanto, quando a contratação é terceirizada, não há como controlar o input de perfis sócio-comportamentais adquiridos. A consequência óbvia disso é o fato de que a empresa passa a ter riscos de conflitos ou incongruências entre a sua força de trabalho.

Qualidade de serviço

Por fim, um dos grandes desafios de uma empresa que resolve terceirizar parte ou o total da sua força de trabalho é a qualidade do serviço prestado. Isso porque são vários os fatores que vão afetar o resultado do trabalho daquele profissional.

Imagine, apenas para efeitos de discussão teórica, um profissional com todos os requisitos técnicos para executar uma função. Caso ele seja contratado por uma empresa, se encaixe em seu perfil sócio-comportamental e esteja dentro da estrutura hierárquica normal, ele produzirá um determinado X para a companhia.

No entanto, caso ele seja terceirizado e não tenha todos esses bônus de engajamento, produzirá algum valor menor do que X. Isso sem considerar nenhuma variação de capacidade técnica.

Portanto, é seguro dizer que a terceirização gera sim uma perda na qualidade de serviço, mesmo que seja pouca e que não faça muita diferença no geral da empresa.

Como gerenciar terceirização de mão de obra?

Considerando que os desafios acima são os principais quando falamos de terceirização, é importante aprender então como gerenciar essa questão para usufruir os principais benefícios que ela traz, enquanto se minimiza os problemas.

O primeiro ponto para isso é contar com o apoio de uma consultoria de Recursos Humanos que seja especializada em gerenciar trabalhadores terceirizados. Isso é necessário pois, como já vimos, a terceirização traz um contexto muito único para uma empresa. Sem um apoio especializado, seu negócio terá de aprender “na prática” como cuidar dessa questão, o que pode levar alguns anos até dominar de fato o conhecimento.

Uma consultoria que seja especializada no assunto, no entanto, pode atuar de maneira instantânea, já trazendo o conhecimento acumulado de anos de serviços e dezenas de clientes que se beneficiaram disso antes.

O segundo ponto importante para isso é fazer uma análise frequente dos resultados obtidos via terceirização. Hoje em dia, é essencial trabalhar com uma abordagem orientada a dados.

Para isso, você precisará aprender como coletar informações e de que forma aproveitá-las.

No primeiro caso, será necessário estabelecer todo um sistema físico de coleta de dados. Isso inclui ter um perfil para cada profissional terceirizado e contratado, além de estabelecer pontos de coleta de dados em todas as rotinas (incluindo horários de entrada, saída, nível de produção e muito mais).

Em seguida, será necessário saber como usar essas informações para criar análises interessantes, capazes de gerar bons feedbacks para o seu negócio. Essas informações precisarão ser tratadas pelos gerentes da empresa, de modo a entender melhor como cada aspecto do modelo de trabalho funciona.

E aí, aprendeu como gerenciar terceirização de mão de obra? As informações citadas aqui ajudarão a obter o melhor resultado nessa área.

Não esqueça de deixar um comentário a seguir com a sua opinião sobre o assunto!

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome