Como gerenciar pagamentos do seu pequeno negócio: 5 ações efetivas

0
568
mulher-gerenciando-pagamentos
Young smiling businesswoman signing financial documents in cafe
Planilhas Prontas em Excel

Você sabia que 1 em cada 2 negócios que abrem as portas no Brasil acabam falindo em 4 anos? Isso porque muitos empreendedores não sabem como gerenciar pequenos negócios.

Uma das questões mais difíceis de lidar, para os empreendedores de primeira viagem, é o fluxo de caixa. Ou seja: o equilíbrio entre os recursos que saem do caixa da empresa e os que entram.

Muitos negócios até são lucrativos, mas estão sempre com caixa negativo (o famoso “cheque especial”). Os juros vão, aos poucos, corroendo os lucros e a empresa passa a ter prejuízo.

Se você quer evitar isso no seu negócio, precisa entender como gerenciar pequenos negócios. Para isso, deve aprender 5 ações eficazes que vão melhorar os pagamentos dos seus clientes.

Portanto, siga a leitura agora mesmo!

1. Entenda como gerenciar pequenos negócios via pagamentos e recebíveis

Um dos principais pontos que causa problemas para pequenos empresários é o gerenciamento do negócio via pagamentos e recebíveis.

É o exemplo que demos na introdução: o negócio até é lucrativo mas, por alguma razão, o caixa está sempre negativo.

Normalmente isso acontece pois não há gerenciamento estratégico do fluxo de recebimentos e pagamentos.

Vamos explicar com um exemplo. Suponha que você precise pagar R$50,00 para produzir um produto que vende por R$250,00.

O negócio é lucrativo, mesmo considerando gastos indiretos como marketing, transporte e outros.

No entanto, para poder fazer um lote de 1000 produtos, você precisa primeiro investir R$50.000,00 e só depois receber os R$250.000,00 das vendas.

Entretanto, como o fluxo não pode parar, você já tem de começar a produzir um segundo lote antes de receber o dinheiro do primeiro para não ficar parado. Resumindo: você está nos R$100.000,00 negativos antes de pingar o primeiro dinheiro.

Por isso, é importante saber como gerenciar o fluxo de pagamentos com o seu fluxo de recebimentos. A ideia é sempre receber para poder pagar os materiais do próximo fluxo de produção e coletar o lucro.

2. Facilite ao máximo o pagamento dos seus clientes

Uma das razões que pequenos negócios têm dificuldade de manter suas contas em dia é o fato de que eles não facilitam o pagamento dos clientes.

Imagine, por exemplo, um restaurante de qualidade que fica em uma cidadezinha turística no interior do Espírito Santo. Ele poderia faturar muito mais, mas não tem uma maquininha de cartão.

Por causa disso, só pode receber em dinheiro, o que afasta turistas. Afinal, a maioria das pessoas usa o pagamento em cartão em um restaurante e não anda com dinheiro no bolso, especialmente em uma viagem de férias.

Esse é apenas um exemplo de como é benéfico sempre tentar facilitar ao máximo as maneiras de pagamento do seu cliente.

Portanto, tenha uma maquininha de cartão moderna (que permita o pagamento sem contato) e invista em todos os meios tecnológicos para poder receber dos seus clientes.

pagando-com-cartao-de-credito

3. Incentive o pagamento antecipado por parte dos clientes

Alguns pequenos negócios trabalham com produtos por encomenda. Pense, por exemplo, em uma boleira que faz bolos para festas de aniversários. O pedido deve ser feito por antecedência para que seja realizado.

No entanto, nem todos os pequenos negócios possuem uma estratégia de pagamento antecipado por parte dos seus clientes. Não precisa nem ser um pagamento de 100%, mas um sinal de 50% já é o suficiente.

Isso significa que pequenos negócios devem arcar com todos os custos de produção antes de começar a recolher os ganhos.

Assim, voltamos àquele caso do nosso primeiro exemplo: o negócio tem de investir demais antes de começar a receber ou não consegue equilibrar o fluxo de pagamentos para fornecedores e o recebimento de clientes.

Uma maneira de corrigir esse problema é incentivar o pagamento antecipado por parte dos clientes. Não só fica mais fácil de lidar com o fluxo de caixa, como você ainda evita pagar taxas de parcelamento.

Outro benefício é que diminui bastante a taxa de inadimplência, uma vez que o cliente já investiu parte do dinheiro no projeto.

Isso pode ser feito oferecendo “descontos” para quem paga à vista ou para quem dá um sinal no pagamento.

Essa é uma tática muito usada por grandes lojas de departamento que oferecem descontos para o pagamento à vista (mas na verdade só estão cobrando o valor do produto sem a taxa do parcelamento).

4. Use a tecnologia para reduzir a sua taxa de inadimplência

Você conhece os sistemas de cobrança automatizada? Estamos falando de aplicativos que controlam a data dos pagamentos dos clientes e então enviam mensagens automaticamente via SMS ou email para que eles paguem os boletos em dia.

Atualmente, esses sistemas são baratos e qualquer negócio pode usá-los. Eles são muito recomendados para negócios que trabalham com muitos parcelamentos, especialmente via boletos.

Com o sistema, é possível enviar uma cobrança preventiva aos clientes com uma mensagem positiva dizendo algo como “Não se esqueça que o seu boleto vence dia X. Pague em dia para evitar multas!”.

Isso reduz bastante a taxa de inadimplência, pois muitos clientes simplesmente se esquecem de pagar no meio de tantos boletos.

5. Saiba como cobrar seus clientes com humanidade

Muitos pequenos negócios acabam sofrendo prejuízos pois não sabem como cobrar os clientes que estão inadimplentes.

Normalmente, ou as pessoas partem para uma cobrança agressiva e que afasta o consumidor ou ficam excessivamente passivos e nunca cobram ninguém.

Os dois extremos desse padrão são desaconselhados. O ideal é cobrar sim os clientes em débito, mas com humanidade. Assim, não se afasta o consumidor e se aumentam as chances dele pagar.

Portanto, nunca comece uma cobrança relembrando que o cliente está em dívida e nem adote uma postura de que o consumidor está aplicando um golpe.

Converse normalmente e pergunte se houve algum problema com o pagamento. Ouça o que ele tem a dizer e trabalhe em conjunto para que a situação seja resolvida da melhor maneira possível.

Com essas 5 ações, você aprenderá como gerenciar pequenos negócios da melhor forma possível e conseguirá manter sua empresa de pé por mais tempo.

Gostou das nossas dicas? Então comente abaixo qual dessas ações você já usa na sua empresa!

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome