Controle financeiro: como organizar o pagamento de um empréstimo?

0
553
Planilhas Prontas em Excel

Se você está pensando em tomar um crédito na praça, é importante saber primeiro como organizar pagamento de empréstimo. Afinal, você não quer se tornar mais um dentre os 63 milhões de inadimplentes no Brasil.

Por causa do alto número de inadimplentes, muita gente tem medo de pegar empréstimos. No entanto, o risco é baixo se você souber como se planejar para usar essa ferramenta da melhor forma possível.

Quer saber como organizar pagamento de empréstimo da melhor forma possível para evitar a inadimplência? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Planeje como organizar pagamento do empréstimo da maneira certa

Antes mesmo de você ir até o banco e negociar com o gerente por uma linha de crédito, é importante parar para fazer algumas contas e se planejar adequadamente.

Afinal, quanto mais e melhor você se planejar, menores serão as chances de você ficar inadimplente com o empréstimo tomado.

Pela lei, uma parcela de empréstimo só pode ser equivalente a, no máximo, 30% da renda bruta mensal do tomador.

Por exemplo, se você ganha R$1.500,00 por mês, só pode pegar parcelas de até R$500,00. Se você pretende pagar o crédito em 12 meses, o valor máximo a pagar é de R$6.000,00.

No parágrafo anterior, fizemos uma conta simplificada, sem considerar os juros. No entanto, você deve fazer um cálculo completo antes de pegar um empréstimo.

Só assim você saberá quanto poderá pegar, em qual prazo e como vai pagar pelo empréstimo sem correr riscos.

O recomendado é limitar 20% da sua renda para pagar as parcelas do empréstimo. Portanto, se você ganhar R$1.500,00, opte por pegar um empréstimo cujas parcelas sejam de, no máximo, R$300,00.

Isso ajuda a limitar as chances de ficar inadimplente e, portanto, tornam a operação mais segura para você.

Organize suas finanças antes de pegar um empréstimo

Se você quer saber como organizar pagamento de empréstimo precisa, em primeiro lugar, aprender como organizar suas próprias contas.

Isso porque as chances de ficar sem dinheiro para pagar as prestações do seu crédito são muito menores quando as contas de casa estão bem organizadas e estáveis.

Ou seja: você precisará delimitar todos os seus gastos de modo que eles permaneçam estáveis e você tenha como lidar com o empréstimo sem dificuldade.

Voltemos ao exemplo de você ganhar R$1.500,00 por mês. Suponha que você more sozinho e pague R$700,00 de aluguel (com luz e gás inclusos). Depois, divide os gastos de comida, energia elétrica, Internet e celular com o seu cônjuge. No total, fica R$500,00 em tudo para você.

Isso significa que seus gastos ficam em R$1200,00 e sobram exatamente R$300,00 para o empréstimo.

Nesse caso, o ideal é tentar reduzir os custos um pouco mais e torná-los mais estáveis para ter uma margem de manobra na hora de pagar as prestações.

Crie o hábito de poupar para lidar mais fácil com a situação

De acordo com um estudo recente de uma universidade de Londres, é necessário apenas 66 dias para poder criar um hábito novo. Por isso, é importante que você se dedique a aprender o hábito de poupar.

Uma boa maneira de fazer isso é com o Desafio das 52 Semanas. Nele, você precisará poupar um pouquinho a cada semana. O objetivo é começar com um valor bem pequeno na primeira semana (por exemplo, R$10,00) e ir aumentando aos poucos (R$15,00 na segunda, R$20,00 na terceira) até chegar a valores maiores nas últimas semanas.

Assim, você aprenderá de maneira intuitiva e fácil como adicionar a poupança na sua vida e conseguir juntar mais dinheiro para pagar seu empréstimo e investir em você mesmo.

Controle financeiro: como organizar o pagamento de um empréstimo? 1

Estude diferentes modalidades de crédito

Antes de topar pegar um empréstimo em um banco ou financeira, estude os diferentes tipos de crédito disponível no mercado. Assim, você poderá optar pela melhor opção possível.

Por exemplo, o empréstimo consignado costuma ter taxas muito baixas de juros, além de ter um bom prazo para pagar. É, portanto, uma opção melhor que o crédito pessoal.

O Crédito com Garantia de Imóvel é uma ótima opção também, mas só para quem tem um imóvel em seu nome.

Antecipe parcelas, se possível

Normalmente, um empréstimo costuma ser um compromisso de longo prazo. Por exemplo, um financiamento imobiliário pode durar até 30 anos. Empréstimos pessoais costumam ter prazos menores, no entanto (até 5 anos).

Por isso, vale a pena pensar em antecipar algumas parcelas nos meses em que sobrar mais dinheiro na sua conta. Isso porque a antecipação de parcelas pode reduzir o valor total do empréstimo.

Com isso, o crédito no geral fica mais barato e fica mais fácil para você pagá-lo, diminuindo o risco de inadimplência.

E aí, aprendeu como organizar pagamento de empréstimo? Com essas dicas, fica mais fácil usar uma linha de crédito da melhor maneira possível, sem correr risco de ficar com o nome negativado.

Se você gostou do conteúdo, não esqueça de deixar a sua opinião sobre o assunto abaixo!

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome