Por que fazer o planejamento de execução da minha obra?

0
459
Por que fazer o planejamento de execução da minha obra?

Por Vanessa Dias.

A etapa de planejamento é indispensável para quem pensa no sucesso do seu projeto, seja ele da natureza que for.

Com um planejamento bem elaborado o gestor terá um guia para evitar erros e re-trabalhos no momento da execução, aumentará seu poder de barganha na compra dos materiais e ainda ganhará tempo na tomada de decisão.

O objetivo principal do planejamento de obras é prever os riscos, inconformidades e impactos tanto positivos quanto negativos que poderão afetar os envolvidos no projeto de construção civil.

Não existe fórmula mágica para elaborar um planejamento, entretanto é importante conhecer quais serão as etapas envolvidas em todo o processo da construção. Sem isso o planejador não conseguirá visualizar de maneira correta quais serão os recursos e ações necessários para executar cada atividade.

O profissional responsável pelo planejamento irá elaborar uma série de estudos e cálculos para avaliar as circunstâncias mais rentáveis para a execução do empreendimento. Além disso, irá dimensionar prazos e montar cronogramas que visem atender o custo previsto do projeto.

Com um planejamento bem elaborado o tempo de execução da obra poderá ser menor e com menos retrabalho, além de garantir mais qualidade devido ao menor índice de erros durante a construção.

Conhecendo cada etapa a ser executada, o gestor terá facilidade para visualizar a construção de modo geral atendendo à execução de forma sistemática e distribuindo a equipe conforme as frentes de serviços forem sendo liberadas, sem pular etapas e evitando que uma equipe interfira no serviço da outra de forma negativa.

Além disso, com um cronograma montado de acordo com a realidade da obra e da empresa, o poder de barganha sobre a compra dos insumos da construção será maior devido ao conhecimento do gestor em relação à necessidade de cada passo que a construção for dando.

Dessa forma, ficará mais fácil negociar preços e entregas conforme o estimado e conforme a exigência das atividades desenvolvidas.

Para o gestor, a elaboração do planejamento de obras contribui para a identificação do caminho crítico e este poderá dar atenção às atividades que podem comprometer o prazo da obra. Além de visualizar de forma macro os passos para a entrega final, também é possível tomar decisões mais rapidamente e de forma assertiva de modo que não interfiram ou mesmo minimizem os gargalos encontrados durante a execução.

Então, sabendo de tudo isso, o que realmente compõe o planejamento de obras?

O planejamento parte da ideia de que se trata de um documento com as diretrizes e orientações necessárias para a execução da obra. Este documento tem como foco a redução de retrabalhos e desperdícios tanto de tempo como de recursos, auxiliando na tomada de decisões caso haja algum imprevisto.

Fazem parte do planejamento de obras o estudo de viabilidade, onde é possível verificar e analisar se o empreendimento trará lucros ou prejuízos para a construtora; o orçamento de obras, este deve ser bem elaborado, pois com um orçamento incompleto, a empresa corre o risco de ter grande prejuízo e ser obrigada a parar a obra devido a falta de verba; levantamento de riscos do projeto, todo projeto está sujeito a riscos e identifica-los é a melhor forma de combate-los, a função desse levantamento é maximizar os riscos positivos e minimizar os negativos; cronograma de execução, este documento servirá como guia para os passos da execução da obra.

Por fim, o planejamento de obras deve ser feito para que a empresa obtenha melhores resultados! Não importa o tamanho do projeto, o ideal é definir um período para estuda-lo e montar a estratégia de execução, dessa forma garantindo mais qualidade para o empreendimento, diminuindo o desperdício, reduzindo custo e, consequentemente, aumentando o lucro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome