Confira 4 passos para fazer uma gestão de crise eficiente

0
350
Descubra as melhores estratégias para o crescimento da sua empresa
Planilhas Prontas em Excel

A pandemia gerada pelo novo coronavírus (Covid-19), causou uma série de desequilíbrios no âmbito econômico do país. Com isso, a maioria das empresas se viu em uma situação de recessão, tendo que agir imediatamente para contornar o fenômeno da crise.

Diante desse cenário, é fundamental pensar estrategicamente e seguir algumas recomendações para fazer uma gestão de crise eficiente. Afinal, só assim é possível combater a crise e minimizar os impactos negativos criados por ela.

No entanto, é importante mencionar que todas as empresas estão sujeitas a enfrentar um momento de instabilidade corporativa, seja ela causada por um fator externo, como o coronavírus, ou uma crise de polêmica de imagem ou ações de acidente de trabalho. 

Com isso, até mesmo empresas bem renomadas, como indústrias de bomba de água submersa, podem enfrentar situações como essa. Por isso, é fundamental se manter preparado e fazer um bom planejamento para que a companhia consiga sobreviver à crise, ainda que em menor grau.

O ideal é não esperar que o problema surja para buscar uma solução, mas sim conter um manual para que tudo seja resolvido o mais rápido possível.

É fato que, independentemente da razão, é essencial aplicar algumas medidas para contornar a crise. Por isso, listamos, a seguir, 4 passos simples para fazer uma gestão de crise eficiente e manter o posicionamento de mercado. Quer saber mais sobre? Continue lendo!

1. Alinhe a comunicação com a equipe 

O primeiro passo para fazer uma gestão de crise eficiente é alinhar a comunicação com a equipe, ou seja, é necessário apontar o atual contexto da empresa e mostrar o que deve ser seguido para contornar essa situação, como a adaptação de novas placas de segurança.

Dessa forma, é fundamental que os colaboradores estejam cientes sobre o passo a passo da empresa, bem como as medidas a serem tomadas e as informações. Isso porque eles também são responsáveis por compartilhar dados entre equipes, clientes e fornecedores. 

2. Elabore um manual de crise

Bom, agora que a sua equipe já está devidamente informada sobre o que deve ser realizado durante a crise, é hora de elaborar um plano de comunicação, ou seja, um manual de crise. 

Em resumo, o manual de crise deve conter uma lista de pontos fortes e fracos da organização, explicar como e quando agir diante das mais diversas situações, além de apresentar os responsáveis para lidar com a crise, como os líderes de disco flap.

Dessa forma, vale reunir a equipe e entender as habilidades e competências de cada um e, posteriormente, definir os mais capacitados para lidar com o momento; ou mesmo oferecer a oportunidade para alguém.

Se você trabalha com outsourcing de impressão, por exemplo, é importante apontar em seu manual de crise todas as variáveis do mercado, além do posicionamento da concorrência diante da pandemia.

3. Mantenha a empresa funcionando

Embora uma crise seja extremamente prejudicial financeiramente, não é recomendável paralisar o funcionamento da empresa. Para isso, contar com o auxílio de um software pode melhorar o desenvolvimento de tarefas e contribuir com o custo-benefício.

Um software de gestão, por exemplo, é responsável por coletar informações sobre os departamentos, analisar o desempenho da equipe, controlar as receitas e despesas da companhia, avaliar gastos adicionais, como insumos para cerveja, entre outras opções.

Além disso, a instabilidade econômica exige remanejamento dos colaboradores, ou seja, um maior desempenho de cada um. Com a ajuda de um software, é possível cruzar dados do desempenho do profissional com a área de produção dos mesmos. 

Se você trabalha com aluguel de tendas para festas, vale até mesmo criar campanhas de e-mail marketing e disparar as mensagens para o seu público-alvo, a fim de mantê-lo informado sobre os próximos passos da companhia.

4. Tenha um bom relacionamento com o público

Por fim, o bom relacionamento com o público é fundamental, independente da saúde financeira da empresa. Por isso, mostre aos clientes o quanto eles são especiais e importantes para o crescimento da companhia.

Além disso, comunique expectativas, mostre o que a empresa está fazendo para resolver a situação e mantenha o contato direto com o público. Isso trará mais segurança e mostrará que a companhia valoriza o cliente. 

Gostou do nosso post sobre como fazer uma gestão de crise eficiente? Então, compartilhe com os colegas e deixe o seu comentário!

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.‌

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome