Como montar um brechó

0
695
Como montar um brechó
Planilhas Prontas em Excel

Independentemente do momento econômico, as lojas de revenda, também chamadas de brechós, podem ser uma escolha popular entre os compradores, os quais abrangem desde famílias com orçamentos limitados até colecionadores de peças de roupa em busca de seu próximo grande tesouro.

Se você estiver interessado em uma maneira divertida e potencialmente lucrativa de ganhar a vida, você pode começar um brechó seguindo alguns passos básicos.

O que é um brechó?

Um brechó é um estabelecimento de varejo que vende principalmente produtos usados, como roupas, calçados e acessórios. Os itens à venda geralmente foram obtidos gratuitamente ou a baixo custo, por isso as peças podem ser vendidos a preços bem competitivos.

Vantagens de montar um brechó

A maior vantagem de se ter um brechó são os baixos custos operacionais, o que pode impactar positivamente a lucratividade. Os clientes esperam uma experiência de compra “sem frescuras”, por isso não há necessidade de garantir uma loja sofisticada, em um shopping center ou fornecer muitos serviços adicionais.

Além disso, os brechós podem se sair especialmente bem durante as crises econômicas, quando os consumidores estão procurando por alternativas de baixo preço, em um esforço para economizar dinheiro.

Os proprietários também se beneficiam apelando para um segmento específico do mercado, incluindo indivíduos de baixa renda, estudantes, famílias com crianças pequenas, idosos com uma renda fixa ou qualquer outra pessoa com orçamento apertado.

Mas seu público não é só esse. Os brechós atraem os compradores do mercado de roupas vintage ou outros itens exclusivos que não conseguem encontrar em outro lugar. E também atraem colecionadores que estão em busca de itens raros que podem ter um valor significativo.

Se não bastasse, o brechó tem um apelo positivo à consciência social. Os clientes também podem ser atraídos pelo sentimento de satisfação resultante da obtenção das mercadorias que atendem às suas necessidades sem gastos excessivos.

Como montar um brechó

Desafio do Mercado

Ainda existe um certo preconceito em relação aos brechós, portanto, o grande desafio do mercado será vencer a resistência do consumidor, e mostrar que os itens usados estão em bom estado, por um preço acessível e merecem atenção.

Para isso, você precisará contar com produtos de qualidades – ainda que usados –, uma apresentação atraente, bom gosto, ampla variedade de artigos e preços, além, é claro, de atendimento eficiente e agradável.

Vale prestar atenção que, diferentemente de outros negócios, as pessoas que chegam à loja para vender suas próprias roupas usadas também serão seus clientes em potencial. Então, convém manter um bom relacionamento.

Por exemplo, se você não tem interesse na mercadoria que lhe está sendo oferecida, proponha deixá-la em consignação, ao invés de decliná-la simplesmente.

E lembre-se que a troca de estação é o momento que merece maior atenção ao mercado. Nesse período, as roupas recém-lançadas no varejo ainda estão muito caras.

Em compensação, cuidado com a época de liquidações em lojas convencionais, quando suas vendas podem registrar queda. Foco no estoque e fluxo de caixa.

Capital inicial estimado

Como qualquer outro negócio, o investimento inicial de seu brechó dependerá do tamanho, localização, estoque inicial, entre outras questões.

Em geral, suas despesas inicias abrangem: reformas, fachada, documentação para abertura da empresa, marketing, mobília e expositores, equipamentos de caixa, além dos próprios artigos para venda. Também deve incluir o capital de giro que manterá seu brechó funcionando até que ele comece a registrar lucro.

O Sebrae estima que esse capital inicial, para uma loja de 50m², possa girar em torno de 100 mil reais. Mas os custos podem ser muito menores conforme o tipo de operação que você pretende começar.

O importante é fazer um bom planejamento para colocar todas as contas na ponta do lápis.

Como montar um brechó

Como abrir um brechó

Localização

A localização é uma das chaves de seu sucesso. Procure uma região com bastante movimento, especialmente de pedestres. Ou seja, uma área central, com outras lojas e comércio, perto de paradas de ônibus ou estações de metrô. O importante é que você seja visto.

Centros comerciais movimentados também são uma boa opção. Mas avalie os custos de aluguel, reforma e etc.  

Uma maneira de saber se você está tomando a decisão correta sobre o local é fazer um passeio por ali em dias e horários em que você pretende estar aberto. Isso lhe dará uma ideia do trânsito de pedestres e clientes em potencial.

Também verifique se há outro brechó muito próximo do seu. Como o seu público tende a ser mais específico, não é positivo ter concorrência muito perto, porque isso irá dividir sua clientela, bem como seus fornecedores!

Apresentação

A aparência vende.  Há pessoas que abrem brechós cheios de mercadorias sujas e cheirando mal. Esses lugares perdem a maioria dos clientes e ganham uma má reputação.

A limpeza e a apresentação determinam seu mercado. Se as pessoas se sentirem à vontade em sua loja, elas ficarão por mais tempo e pagarão mais.

Por isso, lave todas as roupas que for colocar à venda, e mantenha prateleiras, pisos e janelas limpos também. Você precisa demonstrar que artigos usados não são a mesma coisa que velhos e malcuidados.

Preços

Respeite seu cliente com um preço razoável e não inflacionado. Esse número deve ser em média 1/4 do valor de varejo. Se uma saia custa R$ 100,00 nova, a sua usada não passa de R$ 25,00.

Além disso, observe há quanto tempo a mercadoria está em sua prateleira. Se você está com um item parado, ocupando espaço, e alguém lhe oferece mais da metade do que você está pedindo, venda. Seja honesto sobre o valor das coisas.

Como montar um brechó

Principais fornecedores

O estoque de um brechó deve ser mínimo e o empreendedor deve conhecer o perfil de seus consumidores para adquirir peças que satisfaçam os seus desejos de consumo.

Porém, de qualquer forma, é interessante sempre oferecer uma ampla variedade de produtos, tanto no que se refere a tipo, marca, época, tamanho etc.

Especificamente em um brechó, o fornecedor também é cliente, e vice-versa. Por isso, o relacionamento a ser mantido deve englobar as duas frentes. Mas, além das pessoas que procuram a loja para vender seus artigos pessoais, você por explorar pontas de estoques de fabricantes.

Outra opção é fazer contato com seguradoras. Quando uma carga é roubada e recuperada, os artigos encontrados são leiloados a valores mais baratos. Além desses, grandes confecções também vendem produtos com pequenos defeitos de fábrica a preços muito menores.

Por fim, lembre-se de estocar alguns itens essenciais para reformas de peças, como linhas, agulhas, elásticos, zíperes, botões e velcro.

Como abrir uma empresa

Caso você queira que a sua loja receba o dinheiro e emita nota fiscal, você deverá abrir a sua empresa legalmente. Nós temos um post detalhando cada etapa da abertura de uma empresa, mas aqui vamos aproveitar para listas os principais pontos:

  1. Criação do Contrato Social
  2. Registro na Junta Comercial
  3. Emissão do CNPJ e Escolha de Atividade
  4. Inscrição Municipal e Estadual
  5. Alvarás de Funcionamento
  6. Licenças

Como montar um brechó

Dicas especiais para novos negócios

Começar um novo negócio não é só conseguir colocar produtos à venda. Como demonstrado, abrir um brechó é fácil, simples e relativamente barato. Justamente por isso, existem centenas de milhares de pessoas tentando fazer dinheiro dessa maneira.

No entanto, apenas aqueles que encararem suas lojas como negócio completos, conseguirão sobreviver e lucrar. Por isso, vou listar abaixo algumas dicas especiais para quem quer realmente empreender.

1) Defina um Segmento de Clientes BEM ESPECÍFICO

Não existe nenhum negócio bem-sucedido que não definiu bem a sua área de atuação e o seu cliente alvo. Você vai ter que lutar para os clientes entrarem na sua loja e vai ter que gastar dinheiro com isso.

Não caia no erro de falar “Todos são meus clientes”, pois isso é o começo do fim. Mergulhe nesse tema lendo nosso post de segmentação de mercado.

2) Crie uma Diferenciação (Especialidade)

Em um mercado comoditizado, você vai ter problemas para vender produtos genéricos e, principalmente aqueles que os grandes players já atuam.

Ao se definir um segmento específico, você vai conseguir mexer na sua oferta de valor, entregando algo único e memorável. Para isso, recomendo que você desenhe seu modelo de negócio e também faça a sua curva de valor! 

3) Calcule o Retorno Esperado do seu Negócio

“Quem não faz a conta, paga a conta.” Essa é uma máxima do mundo dos negócios. Sem estimar o seu retorno desejado e o potencial que o seu brechó pode trazer, você vai ficar à deriva.

Para isso, você vai precisar precificar muito bem seus produtos e fazer um estudo de viabilidade econômica do seu projeto.

Como montar um brechó

Planilhas para brechós

Planilha de gestão e controle de estoque: controle cada produto cadastrado, sua quantidade atual no estoque, valor total e estoque mínimo. Visualize quantidades e valores totais de entradas, saídas e saldos ao final de cada mês. Acompanhe o gráfico de evolução e outros indicadores de controle de movimentações realizadas.

Planilha de gestão de contas a receber: organize todos os seus dados contábeis de contas a receber para gerenciar melhor os pagamentos dos seus clientes e, consequentemente, o fluxo de caixa da sua empresa.

Planilha de gestão de contas a pagar: cadastre todas as suas contas a pagar e atualize o andamento a cada pagamento realizado.

Planilha de fluxo de caixa: visualize rapidamente a saúde financeira do seu negócio para tomar decisões mais seguras, através de relatórios automáticos, classificação de contas e controle de status de pagamento.

Planilha de contas a pagar e receber e fluxo de caixa realizado: essa planilha integra o contas a pagar, contas a receber e o fluxo de caixa realizado. Apenas preencha os lançamentos, e a planilha oferecerá o resultado da empresa em tempo real.

Planilha de controle financeiro completo: esta planilha informa o grau de assertividade da sua projeção financeira, indicando margem de erro e itens com mais ou menos de 90% de proximidade com seu plano inicial.

Planilhas Prontas em Excel