Como Montar uma Lanchonete

0
107
Como montar uma lanchonete

O que é uma Lanchonete

Uma lanchonete é um estabelecimento comercial cujo principal produto são refeições rápidas ou lanches, servidos em qualquer horário de seu expediente. O expediente se alonga fora dos horários padrão de refeições, como almoço e janta, mantendo-se aberta por toda a tarde, normalmente.

As lanchonetes brasileiras são bastante populares e oferecem uma gama de produtos muito ampla, tais como: sanduíches quentes e frios, pastéis, salgados (coxinha, pão de queijo, rissoles, empadas), doces (tortas, brigadeiros, salada de frutas), batata frita, além de bebidas (refrigerantes, sucos, cafés, achocolatados e, em alguns casos, bebidas alcoólicas) e produtos embalados industrializados, como balas, chocolates e picolés. Alguns estabelecimentos também preparam pratos, como a la minutas e similares.

Como montar uma lanchoneteVantagens e desvantagens de abrir uma lanchonete

A alimentação é o segundo maior gasto médio do brasileiro, perdendo apenas para a habitação. Portanto, tudo que envolve esse ramo tem grande potencial no país. Mas, mais do que isso, a mudança nos hábitos relativos a refeições também é um dos cenários vantajosos de se montar uma lanchonete.

Isso porque vivemos um dia a dia cada vez mais corrido, que demanda soluções rápidas. Some-se a isso o aumento do poder aquisitivo, a distância entre casa e trabalho e o congestionamento do trânsito, e as lanchonetes se tornam ainda mais atraentes.

Porque elas oferecem refeições em pouco tempo e a qualquer hora do dia. Isso facilita a nossa rotina, já que não precisamos nos adequar a horários de expediente, muito menos dispender de um longo tempo preparando os alimentos ou em filas de restaurantes. E, inclusive, quando temos pouco tempo para sentar e comer, as lanchonetes proporcionam pratos de consumo rápido e/ou portáteis.

Outra vantagem da lanchonete é que não há necessidade de se definir um público alvo específico, pois é um estabelecimento comercial popular, voltando para pessoas de todas as idades, regiões geográficas e classes sociais.

Já a desvantagem de se montar uma lanchonete é a ampla e diversificada concorrência. Praticamente todos os estabelecimentos que oferecem pratos rápidos, independentemente do tamanho ou do cardápio, são concorrentes em potencial.

Isso significa que tanto o barzinho da esquina quanto o gigante de fast food está dividindo o público com você. E aí no meio temos padarias, restaurantes, praça de alimentação do shopping, lojas de conveniência, entre várias outras opções. O desafio será oferecer um diferencial que faça seu consumidor ir até você ao invés dos demais espaços.

Como montar uma lanchonete

Desafio do mercado

Seguindo o raciocínio anterior, o desafio do mercado é justamente criar um diferencial que agregue valor ao seu espaço ou à sua marca, para garantir a fidelização de seu cliente.

O seu diferencial pode ser uma decoração e cardápio temáticos, um cardápio com pratos saudáveis e funcionais, a oferta de pratos que atendam restrições alimentares e dietas especiais (como intolerância a glúten e lactose), refeições diferentes, com formatos e sabores incomuns, além de serviços adicionais como sinal de wi-fi, jornal para leitura, jogos de futebol no telão e disponibilidade para eventos.

Outro ponto que agrega valor ao seu estabelecimento é um posicionamento sustentável. O consumidor atual valoriza as questões ambientais e sua decisão de compra também pode estar vinculada a ações de responsabilidade social e ambiental. Divulgue as ações nesse sentido que você tomar em sua empresa, para alcançar um esse diferencial competitivo frente aos demais concorrentes.

E, claro, não esqueça que, apesar de não ser teoricamente um diferencial, o que pode garantir a lealdade de sua clientela sempre será, sem dúvida, a qualidade dos produtos e do atendimento.

Rapidez, cortesia, atenção ao pedido, além de produtos bem elaborados, com matéria prima de qualidade e boa apresentação sempre serão os pontos mais altos de sua lanchonete.

Capital inicial estimado

Certamente o seu investimento inicial está vinculado ao tipo de lanchonete que você pretender ter. Qual será o porte do estabelecimento, quantas pessoas comportará, qual a variedade de pratos que disponibilizará, se construirá ou alugará um espaço, entre tantos outros fatores.

Em geral, considerando-se os custos de abertura da empresa, equipamentos, mobília, capital de giro, estoque, publicidade, recursos humanos e obras, o capital inicial para montar uma lanchonete de cerca de 50 m² é de R$ 80 mil, conforme o Sebrae.

Como montar uma lanchoneteComo abrir uma Lanchonete (passo a passo)

Localização

O local de instalação de sua lanchonete deve observar o fluxo de pessoas bem como o volume da concorrência na região. Então, a partir de pesquisa, avalie o público potencial da região e verifique se combina com o modelo de negócios que você pretende abrir.

Também analise se o espaço disponível possui estacionamento para veículos, tanto de clientes quanto de carga e descarga de mercadorias. Além disso, examine a capacidade do imóvel, possibilidade de expansão e disponibilidade de serviços essenciais, como eletricidade, saneamento, telefonia e internet.

Lembre-se que a localização é um dos tópicos determinantes para o sucesso de sua operação. Invista tempo em pesquisa antes de tomar uma decisão.

Estrutura

A estrutura total da sua lanchonete dependerá da quantidade de pessoas que você pretende atender diariamente e da variedade de mercadorias oferecidas no estabelecimento. Tomando-se por base uma área de 50 m², você precisará dividir o ambiente em produção, estoque e atendimento.

A produção, que será a cozinha, precisa ser uma área limpa, arejada e com boa luz. Você pode optar por produzir todas as suas mercadorias, ou adquirir parte dos produtos de terceiros e revender.

A estrutura da cozinha precisa ser o mais otimizada possível, mas também responde a uma série de regulamentos e leis sanitárias específicas, sobre as quais você deve se informar antes de começar o seu negócio.

O mesmo ocorre quanto ao estoque, observe todas as regras e legislação antes de qualquer coisa. Você precisará de equipamentos adequados para armazenagem de perecíveis, como carnes e verduras, demais refrigerados e congelados. O ambiente deve ser organizado, seco e limpo, e recomenda-se um sistema de controle de entradas e saídas.

O atendimento geralmente apresenta balcões, mesas e cadeiras, além de vitrines e do caixa. Este espaço também deve contar com banheiros disponíveis ao público.

Equipamentos

O maquinário e mobília necessários em sua lanchonete também irão variar dependendo do porte e da gama de produtos. Em geral, você precisará de refrigeradores, fogões e fornos, coifas, chapas, fritadeiras, micro-ondas, além de utensílios como processadores, liquidificadores, cafeteiras e sanduicheiras.

Quanto à mobília, é essencial um balcão de atendimento, de preferência com expositores, e você também pode necessitar de vitrines, mesas e cadeiras, além do caixa, com computador e periféricos.

Como montar uma lanchonete

Principais Fornecedores

Os fornecedores de uma lanchonete são amplos e variados, para dar conta da quantidade de mercadorias que são comercializadas no estabelecimento. Você precisará entrar em contato com produtores de insumos perecíveis, como verduras, carnes, farináceos, laticínios etc.; distribuidores de mercadorias industrializadas, como balas, chocolates e refrigerantes; empresas de descartáveis, além de fornecedores de mobiliário e equipamentos, conforme citados anteriormente.

Ao escolhê-los, tente priorizar os fabricantes, produtores e comerciantes locais, especialmente no que tange à matéria prima de seus produtos. Também tenha o cuidado de escolher empresas com políticas sociais e ambientais aliadas com a sua.

Por fim, não se restrinja a um único fornecedor. Ainda que você tenha um “favorito”, mantenha contato com os demais, porque você poderá precisar em alguma “emergência”.

E, como a qualidade de seu produto e atendimento serão primordiais para seu público alvo escolher você, não opte por um fornecedor somente pelo preço. Avalie qualidade do produto, agilidade na entrega, condições de pagamento e atenção aos prazos.

Como Abrir uma Empresa

Caso você queira que a sua loja receba o dinheiro e emita nota fiscal, você deverá abrir a sua empresa legalmente. Nós temos um post detalhando cada etapa da abertura de uma empresa, mas aqui vamos aproveitar para listas os principais pontos:

  1. Criação do Contrato Social
  2. Registro na Junta Comercial
  3. Emissão do CNPJ e Escolha de Atividade
  4. Inscrição Municipal e Estadual
  5. Alvarás de Funcionamento
  6. Licenças

Dicas Especiais para Novos Negócios

Começar um novo negócio não é só conseguir colocar produtos à venda. Como demonstrado, abrir uma loja virtual é fácil, simples e barato. Justamente por isso, existem centenas de milhares de lojas e pessoas tentando fazer dinheiro dessa maneira. No entanto, apenas aqueles que encararem suas lojas como negócio completos, conseguirão sobreviver e lucrar. Por isso, vou listar abaixo alguns dicas especiais para quem quer realmente empreender.

1) Defina um Segmento de Clientes BEM ESPECÍFICO

Não existe nenhum negócio bem sucedido que não definiu bem a sua área de atuação e o seu cliente alvo. Isso é ainda mais verdadeiro e importante na internet. Diferentemente de uma loja de rua, você vai ter que lutar para os clientes entrarem na sua loja e vai ter que gastar dinheiro com isso. Não caia no erro de falar “Todos são meus clientes”, pois isso é o começo do fim.

Como montar um Salão de Beleza

Por exemplo, se for montar uma loja de camisetas, faça uma loja para alguém específico, podem ser idosos, jogadores de futebol, pessoas que gostam de gola V. Enfim, não existe resposta certa, o mercado vai responder positivamente ou não. Mergulhe nesse tema lendo nosso post de segmentação de mercado.

2) Crie uma Diferenciação (Especialidade)

Em um mercado comoditizado, você vai ter problemas para vender produtos genéricos e, principalmente aqueles que os grandes players já atuam. Ao se definir um segmento específico, você vai conseguir mexer na sua oferta de valor, entregando algo único e memorável. Para isso, recomendo que você desenhe seu modelo de negócio e também faça a sua curva de valor! 

3) Calcule o Retorno Esperado do seu Negócio

“Quem não faz a conta, paga a conta.” Essa é uma máxima do mundo dos negócios. Sem estimar o seu retorno desejado e o que potencial sua loja virtual pode trazer, você vai ficar à deriva. Para isso, você vai precisar precificar muito bem seus produtos e fazer um estudo de viabilidade econômica do seu projeto.

Como montar uma lanchonete

Planilhas para Lanchonetes

Planilha de Ficha Técnica para Lanchonetes: Crie fichas técnicas, controle ingredientes e custos dos seus pratos e analise resultados de vendas, de necessidade de matéria prima e de lucratividade.

Planilha de Gestão e Custos de Lanchonetes: Faça a gestão completa do seu restaurante, desde o cadastro de insumos, gestão de compras e pedidos até o controle financeiro e de estoque.

Planilha de Lista de Compras: Crie um orçamento, liste todos os produtos que precisa comprar por categoria e preço médio, e tenha o resultado automaticamente.

Planilha Fechamento de Caixa Diário: Faça o lançamento de vendas diárias por bandeiras de cartões, com gráfico no final e porcentagens.

Planilha de Livro de Receitas: Cadastre quantas receitas quiser, com a sua lista detalhada de ingredientes e também o modo de preparo.

Planilha de Prime Cost: Conheça o seu Prime Cost (ou custo primário), um dos principais índices de desempenho operacional para lanchonetes e restaurantes. Com ele você descobre facilmente se está mantendo custos com mercadorias e com mão de obra controlados ou se precisa reavaliar sua gestão financeira.

Planilha de Precificação de Restaurantes – A la Carte: Encontre o preço de venda de cada prato do seu restaurante e faça análises aprofundadas de faturamento com a simulação de quantidade de pratos vendidos.

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome