Abrir uma startup: entenda os riscos e saiba como planejar os custos

0
489
Abrir uma startup: entenda os riscos e saiba como planejar os custos
Planilhas Prontas em Excel

Você pensa em abrir uma startup? Se sim, é sinal de que você seja uma pessoa inovadora, com vontade de crescer, empreender e causar uma mudança positiva no mundo, seja pelo lançamento de um produto disruptivo, seja por prestar um serviço diferente.

No entanto, abrir uma startup não é uma tarefa simples. É verdade que a MP da Liberdade Econômica facilitou a vida dos empreendedores (e o Inova Simples também é uma mão na roda para startups), mas isso não significa que o restante do trabalho seja fácil.

Pelo contrário: abrir uma startup exige muita dedicação, capacidade de solucionar problemas e trabalho sério para evitar que seja fechado no seu primeiro ano.

Planilhas Prontas em Excel

Se você quer entender quais os riscos dessa empreitada e como se preparar para eles, leia o artigo a seguir com muita atenção!

Como saber se abrir uma startup é ideal para mim?

É muito fácil se empolgar com a ideia de criar uma startup e começar a inovar. Afinal, as empresas desse tipo estão entre as mais populares do mercado atualmente, o que mexe com as vontades de todos os profissionais.

No entanto, abrir uma startup não é para qualquer um. É preciso ter um perfil muito específico para ter sucesso nesse negócio. Não basta apenas uma boa ideia, mas sim capacidade de resolver problemas e inovar.

Além disso, é necessário que o empreendedor seja alguém que saiba muito bem como lidar com os riscos inerentes do empreendedorismo e seja muito bom com os números (ou então que contrate alguém com esse perfil). Afinal, abrir um negócio desses envolve muitos riscos financeiros e é importante saber como controlá-los até que a sua empresa se torne lucrativa.

Mas afinal, quais são os riscos de iniciar uma startup? Que tipo de desafios esperar nessa jornada? Veremos a seguir!

Quais são os riscos de abrir uma startup?

Você está com vontade de criar uma startup, seja lá de que segmento ou nicho for. Que tipo de obstáculo você deve esperar no seu caminho? Quais são os riscos que você corre? Veja a seguir:

Não conseguir desenvolver seu protótipo

O primeiro risco está no desenvolvimento do protótipo do seu serviço ou produto. Grande parte das startups nascem de profissionais muito específicos e, por isso mesmo, eles não percebem o que é necessário para desenvolver um protótipo, caso isso envolva uma área em que não são especialistas.

Por exemplo, imagine um grupo de programadores se juntando para desenvolver um protótipo de um equipamento que tenha uma parte hardware. A parte de programação, claro, eles dominam. Mas necessariamente não são especialistas no hardware. E é aí que mora o perigo.

Por esse motivo, comece seu planejamento listando tudo que é necessário para conseguir criar o protótipo inicial do seu produto e corra atrás desses requisitos, mesmo que envolvam a presença de outros profissionais. Sem um protótipo, não será possível abrir sua startup.

Não obter validação no teste de mercado

O maior risco que qualquer startup enfrenta no início da sua atividade é não conseguir a validação necessária no teste de mercado. Isso porque o insight que gerou a ideia do protótipo pode ter sido criativo, mas necessariamente não foi eficaz.

Nem toda ideia que parece boa é realmente boa. Por isso, é importante testar e testar o seu protótipo. Se o resultado não validar a ideia, então devemos voltar para a parte de conceitualização.

Não ter tempo o suficiente para se tornar lucrativo

Muitas startups falham por não conseguir equalizar o gráfico de custos de operação com o momento em que elas se tornam lucrativas. Um exemplo recente foi a Moviepass, uma startup que vendia um serviço de mensalidade que oferecia idas gratuitas ao cinema para os usuários. Os custos da empresa subiram rapidamente e ela não teve tempo de se tornar lucrativa, falindo antes do ponto necessário para começar a ganhar dinheiro.

Não conseguir legalizar ou formalizar o trabalho

Uma startup é, por natureza, disruptiva. Isso significa que ela trabalha com ideias e produtos que não tiveram tempo de serem avaliados pelo governo. Por isso, ainda não existem leis sobre aquele conceito. Isso significa que pode haver alguma dificuldade para se legalizar ou formalizar o trabalho realizado dentro da empresa.

Nessas horas, é bom ter o apoio de uma equipe de consultoria especializada no assunto para ajudar a transmitir ao governo do que se trata aquela empresa e formalizar a startup da maneira correta.

Abrir uma startup: entenda os riscos e saiba como planejar os custos

Como planejar os custos dessa ação

Agora que já entendemos os riscos de abrir uma startup, a grande pergunta restante é: como planejar os custos dessa empreitada? O que levar em conta para saber quanto gastaremos com o projeto? Veja a seguir:

Tenha um modelo de negócios

Um plano de negócios com um modelo estruturado e claro é essencial para saber como planejar os custos da sua startup. Relembre o caso da Moviepass: a empresa provavelmente ainda não tinha estabelecido um modelo de negócios quando começou a operar. Se tinha, não pensou em soluções para  equacionar a entrada de novos clientes e o aumento de custos.

Pesquise no mercado

Lembre-se de que os dados são os melhores amigos do empreendedor. Eles tiram de lado a subjetividade do empreendedorismo e facilitam a tomada de decisões, se bem usados, claro. Por isso, faça pesquisas para saber quanto gastará no desenvolvimento do seu protótipo, sua utilidade, qual a perspectiva de adoção e muito mais.

Veja quanto tempo precisará

Em quanto tempo o seu protótipo ficará pronto? Depois disso, em quanto tempo você validará sua teoria? Depois, quanto tempo para produzir a versão comercial do produto? Quanto tempo para começar a vender? E quanto tempo até a balança pender e você começar a ganhar mais dinheiro do que gasta?

É preciso responder todas essas perguntas para poder calcular os seus custos na abertura de uma startup. Sem saber sobre essas demandas, é possível que você se feche como a Moviepass: perdida numa maré de gastos.

Calcule impostos e compromissos

Lembre-se de que sua startup terá de arcar com impostos e compromissos financeiros enquanto seu produto não chega ao mercado e comece a gerar receitas. Por isso, introduza essas informações no seu planejamento, incluindo a tributação dos investimentos-anjo.

Como pôde constatar, abrir uma startup envolve muito trabalho e planejamento para garantir que os riscos da empreitada não se concretizarão e o negócio terá um futuro brilhante pela frente.

Tudo isso fica mais fácil com uma equipe de consultoria em contabilidade especializada em startups. Se você está pensando seriamente em abrir uma startup, entre em contato com a Consultoria RR e saiba como podemos ajudá-lo nessa empreitada!

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome