Saiba como adicionar linhas de tendência em um gráfico

8
7627

O Excel é um programa que oferece aos seus usuários uma plataforma completa para a criação de planilhas eletrônicas, com a aplicação de fórmulas com diferentes funções e construção de gráficos variados. Além disso, estão disponíveis ferramentas que facilitam a análise de séries de dados e previsão de resultados a partir de suas tendências. Vamos apresentar neste artigo uma dessas ferramentas, que é a linha de tendência, discorrendo sobre seus conceitos básicos e mostrando como inseri-la em um gráfico.

Curso de Gráficos Avançados no Excel

O que são linhas de tendência?

As linhas de tendência são técnicas de representação gráfica, largamente utilizadas em análises técnicas no mercado de ações. Permitem aos usuários, normalmente investidores, identificar as tendências no mercado, subsidiando as tomadas de decisão. Em termos técnicos, pode se dizer que as linhas de tendência são retas traçadas a partir dos topos (máximos significativos) ou fundos (mínimos significativos) de um gráfico, sendo necessária a existência de, no mínimo, três pontos.

Com as linhas, torna-se viável conceber os canais de tendência, importantes ferramentas para a elaboração das estratégias de longo e curto prazo. As linhas podem ser ascendentes, quando o mercado tende a subir, descendentes, quando a tendência é de queda e estacionárias (ou horizontais) nos casos em que o mercado tende a permanecer estagnado. Podem ainda ajudar na identificação de inversões de tendências.

Curso de Gráficos Avançados no Excel

Adicionando uma linha de tendência a um gráfico

Vamos mostrar a partir de agora como inserir uma linha de tendência em um gráfico do Excel. É importante destacar que nem todos os tipos de gráfico oferecem suporte para isso: gráficos de pizza, radar, superfície e rosca, além dos gráficos em 3D ou empilhados não podem ter linhas de tendência adicionadas.

Uma vez que o gráfico já esteja pronto, para adicionar a linha de tendência, vamos clicar na série de dados na qual a mesma será inserida (a linha começará no primeiro ponto de dados da série). Serão exibidos três botões ao lado do gráfico, sendo que iremos clicar no primeiro deles, com o sinal de “+”. Ato contínuo, aparecerá uma lista de elementos do gráfico, na qual a caixa “Linha de Tendência” será a última opção, devendo ser habilitada.

01

Ao posicionarmos o cursor do mouse no lado direito da caixa, aparecerá uma seta que apontará para as opções da linha: “Linear”, “Previsão linear”, “Média móvel de dois períodos” e ainda, “Mais opções”. Escolhendo esta última alternativa, teremos todas as opções disponíveis e ainda poderemos escolher o nome da linha (ou manter a escolha automática) e avançar ou recuar previsão, entre outras funções. Selecionadas as alternativas preferidas, a linha de tendência será inserida no gráfico.

02

Curso de Gráficos Avançados no Excel

Tipos de linha de tendência para dados

03

Dentre as opções de linha de tendência oferecidas pelo Excel, é preciso escolher a que melhor se adapta às necessidades do tipo de dados utilizado. A linha linear é usada com conjuntos de dados lineares simples, devendo ser usada quando o padrão dos pontos de dados for semelhante a uma linha. A linha logarítmica, que é uma linha curva, deve ser usada quando a taxa de alteração dos valores aumenta ou diminui abruptamente e logo se estabiliza e pode assumir valores negativos ou positivos. A linha polinomial também é uma linha curva, e deve ser utilizada quando os dados flutuam, sendo útil para analisar perdas e ganhos. Já a linha de potência não pode ser utilizada quando existem valores nulos ou negativos nos pontos de dados, sendo ideal para os casos em que são comparadas medidas que aumentam em uma taxa específica. A linha exponencial deve ser utilizada quando as alterações ocorrem em taxas cada vez mais altas (também não funciona com valores nulos ou negativos) e, finalmente, a linha de tendência de média móvel serve para mostrar mais claramente um padrão ou tendência, suavizando flutuações em dados.

04

Agora que você conheceu um pouco mais sobre análise técnica e as linhas de tendência, aplique estes conceitos em seus projetos. Aproveite para conhecer em nosso blog mais dicas e informações sobre o Excel e confira nossas planilhas exclusivas.

Curso de Gráficos Avançados no Excel

COMPARTILHAR
Artigo anterior8 dicas para melhorar seus processos de compra
Próximo artigoAgrupando tópicos com validação de dados
Rafael Ávila
Administrador e turismólogo, apaixonado pelas possibilidades que o Excel dá para gestores, empreendedores e estudantes. É sócio diretor da área de planilhas na LUZ - Planilhas Empresariais (luz.vc) e é o responsável pelo desenvolvimento das mais de 150 planilhas com foco empresarial e pessoal comercializadas em seu site. Também ministra os cursos online de Excel (cursos.luz.vc) e gosta de ajudar milhares de planilheiros por meio do Fórum e Blog da LUZ.

8 COMENTÁRIOS

  1. Ótimo site. Realmente ajuda muito. Em relação a gráficos, seria possivel fazer a criação de um gráfico com linha de tendência e um outro gráfico de linha, sendo esta última na horizontal, e quando houver o cruzamento da linha horizontal com a linha de tendencia cria-se uma linha na vertical?

    • Oi Sandro,

      só para explicar, a linha de tendência é uma funcionalidade do gráfico, então por conceito você vai ter ela sendo criado dentro de qualquer gráfico, se assim desejar (e for possível usar a funcionalidade no gráfico). Isso pode ser feito dentro de gráficos de linha.

      em relação ao segundo item, não tenho certeza absoluta, mas acredito que não exista uma funcionalidade que faça essa linha vertical em pontos de cruzamento. Você teria que fazer isso manualmente na sua tabela que puxa os dados para o gráfico (por exemplo criar uma condicional que se o valor x for igual ao valor y um terceiro valor correspondente aparece) e depois necessitaria criar uma série dentro do gráfico com colunas e puxando essa série de valores condicionados.

      Abraços

  2. Olá Rafael, estou trabalhando em cima deste assunto. Preciso fazer um estimativa de entrada de alunos por semestres. Entao em janeiro entram sempre de 90 a 100 e em julho no maximo 40 alunis. Qual melhor linha para ser utilizada?
    Depois de encontrar este valor posso fazer desvio padrao?,

    • Oi Gus, tudo bom?

      na verdade, como você tem uma disparidade muito grande eu tentaria fazer linhas de tendências de forma separada para o primeiro semestre e para o segundo.

      Porque como você viu na linha de tendência que você criou, ela te deu um valor absurdo, porque te mostrou uma “média” dos seus valores atuais.

      Fazendo assim, você já consegue chegar em uma previsão simples pela linha de tendência. De maneira geral você pode usar a linear que será suficiente.

      • Fiz isso Rafa, usei apenas as entradas de alunos no meio do ano, ele me deu uma equacao de reta, donde ficou y= -0,6*x+47.67. Substitui o x por 40, pois era o proximo ponto, porque usei 10 pro A, 20 pro B e 30 pro C. O resultado foi 24. Achei um tanto quanto baixo. Será que não há outra forma de fazer? Abraços

        • Oi Guus, não entendi muito bem o que você fez. Quais valores estão no eixo x e quais estão no eixo y? Acabou que da maneira que você fez, fez sentido pela progressão linear de 10, 20 e 30 (que funcionaram como 2012, 2013 e 2014), mas me pareceu estranho

          o correto seria o eixo x ser onde ficam anos e o eixo y ser o número de alunos. Pensando rapidamente, pelos dados enviados, você teria 2012 = 42, 2013 = 35, 2014 = 30 (o contrário também funcionaria). Se você colocar isso em uma linha de tendência provavelmente terá o valor de 2015 por volta de 25/24 mais ou menos, o que bate com o seu resultado.

          Apesar do resultado ser ruim, é a linha de tendência funcionando. O melhor para você é pensar de que formas você consegue modificar essa tendência natural que tem enfrentado. Será que é possível fazer alguma promoção, melhorar a visibilidade da sua marca, ter um posicionamento diferente, etc.

  3. OI. Tem como tirar as informações dessa linha de tendencia?

    Eu trabalho na area de laboratorio de construção civil, e aqui a gente precisa fazer as dosagens dos produtos com escalas de 0,5% (tipo 5,0%, 5,5%, 6,0% etc…), daí traçamos um gráfico para descobrir valores que estão entre essas escalas (tipo 5,3%, 4,9% etc..). Tem como fazer pra ver esses valores intermediários? Obrigado.

    • Normalmente a tendência é para uma extrapolação dos valores da linha e não para valores intermediários dentro dela… não consegui pensar em uma maneira de chegar nesse resultado infelizmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome