Margem de contribuição: o que é e como calcular

42
3224
Cálculo de Margem de Contribuição
Cálculo de Margem de Contribuição

Nesse artigo falaremos sobre:

Descubra quanto sobra para a sua empresa pagar os custos fixos e ter lucro…

Muitas vezes, falar de margem de contribuição (MC), de ponto de equilíbrio ou de outros indicadores financeiros pode te deixar meio confuso. A verdade é que muitos empreendedores e empresários acabam se esquecendo de analisar esses números na hora de precificar seus produtos ou serviços. O problema, é o fato de ser essencial entender se a sua empresa é lucrativa ou não e o quanto ela pode melhorar. Mas para não ficar muito abstrato logo nesse começo, vamos entender a margem de contribuição…

Planilha de Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio

Afinal, o que é Margem de Contribuição?

Basicamente, de maneira bem simples, margem de contribuição é quanto sobra de receita para pagar os custos fixos e, consequentemente, ter lucro após as vendas, ou seja, indica quanto de receita sobra após o desconto dos custos diretos. Ela pode ser classificada como margem de contribuição unitária, quando a análise é feita única e exclusivamente sobre um produto/serviço ou total, quando ela é feita para toda sua produção/capacidade produtiva.

A sua margem de contribuição também pode ser calculada percentualmente (apesar de eu achar mais complexo e difícil de se entender dessa forma). Vamos ver um exemplo da Planilha de Cálculo de Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio da LUZ:

Planilha de Cálculo de Margem de Contribuição e Lucratividade
Planilha de Cálculo de Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio

Como você pode ver, depois de fazer o cálculo das suas receitas, menos os custos diretos, você já consegue visualizar a sua margem de contribuição. Nesse caso, estamos vendo a margem de contribuição total. Isso quer dizer que se os seus custos fixos fossem maiores do que R$6000, você estaria tendo prejuízo…Começou a entender a importância desse pequeno cálculo? É preciso estar atento ao fato de que o “produto não dá lucro. Produto dá margem de contribuição. A empresa como um todo é que deve dar lucro”.

Vamos dar uma olhada como fazer ele sem a planilha, só usando o seu caderninho mesmo:

MC = PV – ( CV + DV )

Onde: MC = Margem de contribuição unitária; PV = Preço de Venda unitário; CV = Custo variável unitário ou Custo das Mercadorias Vendidas(CMV) e DV = Despesa variável unitária. Se você quiser transformar isso para a empresa inteira, basta multiplicar todos os valores pela quantidade produzida ou ofertada de serviços.

Planilha de Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio

Então se por exemplo a sua empresa vendesse camisas e tivéssemos as seguintes informações:

  • O preço da camisas é de R$70
  • Vendemos 50 camisas no último mês
  • O custo da camisa direto do fornecedor é de R$30
  • Temos impostos de 10%
  • Temos comissões dos vendedores de 3%

Vamos fazer as contas para a empresa inteira?

Receitas = R$70 x 50 = R$3.500

Custo Variável = R$30 x 50 = R$1.500

Despesas Variáveis = (R$70 x 50 x 0,1) + (R$70 x 50 x 0,03) = R$350 + 105 = R$455

Então, o cálculo da Margem de Contribuição seria: MC = R$3.500 – (R$1.500 + R$455) = R$1545. Parece mais difícil do que é não é mesmo? É esse tipo de cálculo que vai te permitir entender qual o preço de venda ideal e se você conseguirá gerar o volume de vendas necessário para sua sustentabilidade financeira.

Planilha de Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio

Sabendo a sua MC, vamos ao Ponto de Equilíbrio

O Ponto de Equilíbrio (também conhecido como Break Even Point) é o indicador que te diz o quanto você precisa faturar em um mês para empatar as contas da empresa no zero a zero. De forma simples, calcular o ponto de equilíbrio te permite saber o número de unidades que devem ser vendidas para se alcançar o “empate financeiro”. Teoricamente, se a sua empresa vender esse número determinado de unidades, ela terá lucro/prejuízo R$0,00 no período em questão.

Esse tipo de informação é essencial para analisar a viabilidade do seu negócio. Se por um probleminha ou outro seu ponto de equilíbrio for impossível se de alcançar com a sua capacidade de produção, alguma coisa precisa ser feita. Vamos ver um outro exemplo, dessa vez da planilha de Cálculo de Ponto de Equilíbrio da LUZ:

Planilha de Cálculo de Ponto de Equilíbrio

Nesse caso, depois de fazer a conta (receitas – despesas diretas), percebemos que sobrou R$9.500 para pagar os custos fixos (que nesse caso foram de R$8.800), indicando que sobrou R$700 de lucro. O mais legal, é que de forma simples conseguimos perceber como fazer o cálculo do ponto de equilíbrio.

Planilha de Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio

Que tal um exercício para terminar?

Esses são os dados simplificados para uma empresa que vende jóias:

  • O preço da jóia é de R$1000
  • A empresa vendeu 300 jóias no último mês
  • O custo da jóia direto do fornecedor é de R$250
  • Temos impostos de 20%

Qual a margem de contribuição unitária e total? Basta responder aqui nos comentários que eu te digo se está certo ou não.

Resumo do Post:

Apesar de ter um nome complicado e que não quer dizer tanta coisa assim em uma primeira análise, a margem de contribuição é importante demais para o seu negócio e, por isso, precisa ser levada em consideração quando você estiver definindo a sua estratégia de precificação. Por isso, se lembre que:

  1. Margem de Contribuição unitária = Preço de Venda unitário – ( Custos Variáveis unitários + Despesas Variáveis unitárias)
  2. Ao pensar no seu preço de venda, lembre-se de avaliar a margem de contribuição e os reflexos que isso provocará no volume necessário de vendas e não em função do preço da concorrência;
  3. Identifique o volume mínimo de vendas necessário para se pagar (ponto de equilíbrio) e eventualmente quanto vender a mais para ter o lucro que você deseja.

Para te ajudar na prática:

Se você gostou do tema, mas ainda não estava familiarizado ou se gostaria de ter ferramentas práticas para fazer os cálculos sem trabalho, temo uma planilha que pode te interessar:

Planilha de Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio

Apresentação Pronta de Resultados Financeiros

42 COMENTÁRIOS

  1. Quer dizer entao que para o ponto de equilibrio eu divido as despesas totais pela MCu?? nesse caso seria 8.800,00 / 38,00 entao o PE seria 232 unidades vendidas para cobrir as despesas????

  2. já entendi. Na verdade os dois estão certos sendo que dividir o total das DF ou CF por 38,00 (unidade de MC) não seria o mesmo em relação ao valor total das vendas para alcançar o PE.
    Ou seja, 8800/38,00(MCu) em relação a MC seria o mesmo que 8800/0,76 em relação as vendas.

    • Oi José, é diferente sim. A Margem de Contribuição é a sua receita bruta subtraída dos seus custos variáveis. enquanto o lucro obtido ainda tem algumas outras subtrações. Veja o exemplo simplificado:

      1. receitas do mês – 10000
      2. custos variáveis – 3000
      3. margem de contribuição – (1 – 2) = 7000
      4. custos fixos – 4000
      5. lucro líquido – (3 – 4) = 3000
      6. lucratividade – (5 / 1) = 30%

      No caso de um estacionamento, a margem de contribuição vai ser a receita subtraída dos custos variáveis referentes à operação do negócio. Consigo imaginar poucos custos variáveis, mas alguns deles são manutenção de cancela e equipamentos, gastos extras com multas ou avarias em carros e afins.

      Espero ter ajudado

  3. Ola bom dia! Gostei do blog. Estou desesperada. Preciso salvar a minha empresa. Tenho uma troca de oleo automotivo. Tenho uma gama de produtos enorme. Estou endividada e nao sei por onde começar. POderiam me ajudar?

    • Oi Miriam, tudo bom?

      Acho que o primeiro passo é você entender porque você chegou nesse momento de desespero e dívidas. Para isso, tentaria entender a realidade da sua situação por alguns caminhos:

      1 – Será que essa quantidade de produtos enorme é essencial? Quais são seus produtos que geram mais receita? É possível focar neles apenas para evitar custos com outros itens?

      2 – Qual é o maior foco da sua dívida? Gastos com pessoal? Gastos com equipamento e manutenção? Gastos de aluguel? É possível se livrar ou diminuir algum deles mantendo a sua capacidade operacional?

      3 – Como vai o número de clientes? São clientes novos ou recorrentes? Você consegue fidelizar seu público? Tem estratégias de divulgação da sua empresa?

      Depois de responder essas perguntas, acho que você vai ter uma clareza maior de para onde deve seguir. Se quiser, você pode me enviar as respostas em rafael@luz.vc e no que eu puder ajudar a mais estou à disposição ok?

      Depois desse primeiro passo e direcionamento, teria um foco maior em gestão para não permitir que a situação continue/volte a ser assim.

  4. Olá, Bom dia
    estou com uma duvida que talvez vocês possam me ajudar, tenho uma empresa de divisórias, e sempre compro o material em quantidades diferentes todo mês e sempre parcelado. Então por exemplo se eu compro um material parcelado em 5 vezes, eu considero esse valor durante esse tempo como custo fixo ou variável?

    • Oi Rafael,

      Tipicamente, compras de matéria prima são consideradas custo variável, mas análise financeira não é uma ciência 100% exata. Se você considerar que vai lhe ajudar mais na visualização dos seus dados, também é válido imaginá-la como um custo fixo, ok?

      Abraços!

  5. Tenho esses valores: vr de uma diária de um hotel, $350,00, qtde de quartos 120, custos e desp. variáveis por diária $120,00 e custos e desp. fixas no mês $506.000,00, como calculo o MC.

    • Oi Octavio,

      Você tem R$230 de margem de contribuição por quarto (350-120). Depois, você deve achar a quantidade de diárias que pagariam o custo fixo, ou seja, R$506.000,00 dividido por R$230,00. Disso, você tem o valor de 2200 diárias. Esse seria o volume do seu ponto de equilíbrio. Mas como você é um hotel e trabalha com taxa de ocupação, você poderia dividir esse valor por 30 dias (um mês normal) chegando a 73 quartos por dia. Como você tem 120 quartos, isso daria aproximadamente uma taxa de ocupação de 61%.

      Nós temos uma planilha bem legal que usei para fazer esse cálculo, mas que serve para fazer vários estudos do gênero. Se interessar, veja neste link: https://luz.vc/planilhas-empresariais/planilha-de-calculo-de-ponto-de-equilibrio-excel

      Abraços!

      • Boa noite Leandro Borges, fico grato pela sua informação, tenho um trabalho a fazer mas meu tempo é curto demais, tenho dois empregos estou enviando o material de trabalho se puder me ajudar agradeço. Segue: Dados relevantes Hotel Pitangueiras
        Localização – Bahia
        Hotel Dunas do
        Paraiso –
        Localização – Natal
        Hotel Recanto do
        Norte – Localização
        AlagoasValor médio das
        Diárias 350,00 440,00 500,00 Quantidade de quartos 120 140 90 Custos e despesas
        variáveis por diária 120,00 250,00 180,00 Custos e despesas fixas por mês 506.000,00 380.000,00 896.000,00a) Qual é a margem de contribuição, por quarto, de cada hotel? b) Qual é o ponto de equilíbrio de cada hotel? Ou seja, quantos quartos é preciso alugar no mês para que o hotel não tenha nem lucro nem prejuízo?
        c) Considerando um mês de 30 dias, qual seria o nível percentual de ocupação dos quartos de cada hotel no mês, para se obter o ponto de equilíbrio? d) Qual é a pior alternativa de investimento? e) Entre as duas melhores alternativas, em um mês de alta procura pelos turistas (nível de ocupação de 90% dos quartos, por exemplo), qual o hotel que daria o maior lucro? f) Entre as duas melhores alternativas, em um mês de baixa procura pelos turistas (nível de ocupação de 30% dos quartos, por exemplo), qual o hotel que daria o maior prejuízo?
        g) Que tipo de ação poderia ser feita para se reverter esse quadro e quais as possíveis consequências da mesma?
        h) Sabendo-se que na do dia 1 ao dia 10 foram utilizados vários quartos referente ao estabelecimento escolhido como o melhor investimento, verificar a moda e a mediana referente aos quartos.
        Para a resolução da questão “H”, segue o calendário dos dias 1 a 10 de abril bem como a sua ocupação, a saber:
        1 abril – 2 – 4 – 6 – 8 – 9 – 10 – 11 – 12 – 15 – 28 – 32 – 45 – 48 – 50 – 54 2 abril – 3 – 5 – 7 – 8 – 9 – 13 – 15 – 19 – 20 – 32 – 34 – 36 – 53 – 54 – 58 3 abril – 1 – 2 – 3 – 4 – 5 – 19 – 20 – 21 – 22 – 26 – 45 – 46 – 48 – 53 – 54 4 abril – 5 – 6 – 7 – 8 – 9 – 10 – 11 – 12 – 14 – 16 – 18 – 20 – 32 – 45 – 56 5 abril – 2 – 3 – 4 – 5 – 8 – 11 – 12 – 13 – 14 – 15 – 17 – 19 – 23 – 54 – 56 6 abril – 3 – 6 – 7 – 8 – 9 – 14 – 16 – 18 – 21 – 33 – 35 – 37 – 54 – 58 – 60 7 abril – 1 – 3 – 5 – 7– 9 – 19 – 21 – 23 – 25 – 27 – 47 – 49 – 51 – 53 – 60 8 abril – 1 – 2 – 3 – 8 – 9 – 10 – 11 – 13 – 14 – 19 – 20 – 21 – 32 – 45 – 56 9 abril – 1 – 4 – 5 – 6 – 9 – 20 – 21 – 23 – 25 – 27 – 49 – 50 – 51 – 53 – 60 10abril – 1 – 3– 5 – 8 – 9 – 10 – 11 – 23 – 24 – 29 – 50 – 51 – 52 – 56 – 58 Abraço e desde já agradeço.
        Octavio Luiz Giusti CEL. 998504499

        Subject: Re: Comment on O que é e Como calcular a margem de contribuição?

        • Olá, Octávio.
          Não faço parte dos administradores da página, mas sou um estudante de contabilidade e, resolvi fazer os cálculos para você de algumas questões que foram solicitadas.
          Referente ao quarto 1, as dúvidas já foram sanadas pelo @lnjaine:disqus , então responderei somente dos dois outros quartos, respectivamente.
          a) 2- MC = R$ 190
          3- MC = R$ 320
          b) 2- PE = 66,66 quartos (arredondando 67 quartos)
          3- PE = 93,33 quartos (arredondando 93 quartos)
          c) 2- Taxa de Ocupação = 47,6%
          3 -Taxa de Ocupação = 103,7%
          d) De acordo com os dados apresentados, o hotel 3.
          e) O hotel 2.
          f) O hotel 1.
          g) Reduzir as despesas fixas e/ou variáveis ou aumentar o preço da diária. Consequências: melhora na margem de contribuição.
          h) –

  6. Tenho esses valores: vr de uma diária de um hotel, $500,00, qtde de quartos 90, custos e desp. variáveis por diária $180,00 e custos e desp. fixas no mês $896.000,00.

    Pergunto:

    como calculo a margem de contribuição, por quarto, de cada hotel?
    Qual é o ponto de equilíbrio de cada hotel?
    Ou seja, quantos quartos é preciso
    alugar no mês para que o hotel não tenha nem lucro nem prejuízo?
    Considerando um mês de 30 dias, qual seria o nível percentual de ocupação dos
    quartos de cada hotel no mês, para se obter o ponto de equilíbrio?

    Recebi essa resposta através do Leandro, mas meu note ferrou, e tentei enviar de novo mas não deu. Podem me ajudar?

  7. Bom dia preciso saber qual é a margem de contribuição, por quarto, seu ponto de equilíbrio, quantos quartos é preciso
    alugar no mês para que o hotel não tenha nem lucro nem prejuízo. Considerando um mês de 30 dias, qual seria o nível percentual de ocupação dos
    quartos no mês, para se obter o ponto de equilíbrio. As diárias custam 500,00, a quantidade de quartos é 90, custos e despesas variáveis por diárias é 180,00 e o custos e despesas fixas no mês é de $896.000,00.

  8. qual o valor da margem de contribuição de uma empresa que produz 100 unidades de um produto e possui os seguintes dados:receitas de venda:500,000; gastos variáveis;250,000; gastos fixos: 100,000.

    • Oi Angélica,

      A margem de contribuição é um indicador que aponta quanto um produto contribuiu para a formação do lucro final. Neste caso, parece que a unidade é vendida a R$5.000,00 e tem um custo de R$2.500. Portanto, a margem de contribuição unitária seria a subtração de um pelo outro, resultando em R$2.500,00 de MC.

      Abraços!

  9. R$165000,00

    Passo 01: Receita: R$1000,00 x 300 = R$300000,00

    Passo 02: Custo Variável: R$250,00 x 300 = R$75000,00

    Passo 03: Despesas Variáveis: R$300000,00 x 20% = R$60000,00

    Passo Final: Margem de Contribuição= R$300000,00 – (R$75000,00+R$60000,00)
    R$300000,00 – R$135000,00
    R$165000,00

    Acertei?

  10. Prezado,

    No caso das jóias o senhor utilizou como custo R$250,00 e preço R$1000,00, beleza serve como um exemplo bem simples. Mas se levar em consideração que essa loja de joias tem 50 tipos de joias com 50 preços e 50 custos diferentes?. Como calcular a margem de contribuição e o ponto de equilíbrio nesse caso? Aqui na na minha fábrica temos aproximadamente 50 tipos de produtos.

  11. Olá. Sou microempreendedora. Preciso investir 11 mil no produtor e venderei por 14 mil. Tirando as despesas com transporte (nao precisarei de investir em imóveis e coisas do tipo) me sobra 2 mil por venda.contando q eu faça 4 venda no mês é um bom lucro?
    Meu medo é q é um alto investimento, mas em compensação a demanda é altas. E esses 11 mil que investirei a primeira vez, continuará girando e será com eles q comprarei sempre o produto para revender. Espero ter explicado bem rs

    • Oi Amanda, um lucro bom ou ruim depende da sua expectativa e do que você pretende com o negócio. Dito isso, por ser um investimento alto, você precisa se preocupar bastante com a demanda e se vai conseguir manter essa demanda com o tempo, porque também não adianta vender 10 vezes e depois não ter mais pra quem vender.

      Dito isso, se você já se preocupou com demanda futura, tem certeza que consegue vender no presente e tem o dinheiro pra isso, pode ser uma boa alternativa, mas não deixaria de analisar cada possibilidade. Se quiser uma planilha para te ajudar na prática, recomendo a nossa de estudo de viabilidade – https://luz.vc/planilhas-empresariais/planilha-de-estudo-de-viabilidade-economica

  12. uma empresa tem custo fixo total de 30000.Na venda de cada produto,17% dos preços são impostos,4% são da comissão de vendedores e 49% é custo variável de produção.De quanto deve ser a receita no ponto de equilibrio?

    • Oi Bruno, tudo bom? Pelo visto, 70% do preço de venda é destinado a custos, o que indica uma margem de contribuição de 30%, que é 0,3.Para calcular o ponto de equilíbrio basta dividir os custos fixos pela margem de contribuição.

      Só senti falta do preço de venda na equação

  13. Considerando que a função que calcula o
    custo total da operação compra seja:
    CT=100×10000/Q + 50xQ/2, sendo
    Q = a quantidade de compra que resulta no
    menor custo da operação compra, então o
    valor de Q que resultará no menor valor de
    custo da operação compra é
    (A) 100 unidades.
    (B) 200 unidades.
    (C) 300 unidades.
    (D) 400 unidades.
    (E) 500 unidades.

    Por favor, poderia me ajudar a resolver essa questão?

  14. Ótimo conteúdo amigo! Me foi de grande ajuda.
    Consegui resolver seu exercício, mas gostaria de imaginar um novo cenário, para um Produto A de uma empresa:

    > Produto A
    > Preço de venda – R$325
    > Custo de produção do produto – R$130
    > Despesas variáveis do produto – 5% de imposto (R.S.)
    > Despesas fixas mensais da empresa – R$340/mês
    > Despesas variáveis mensais da empresa – R$400/mês

    Qual é a Margem de Contribuição deste produto e o Ponto de Equilíbrio?
    O valor da MC unitária deve ser maior do que as Despesas Fixas Mensais da empresa?
    Quantos produtos terei que vender para a empresa não ter prejuízo?

    Obrigado!

    • Oi Arthur, de maneira geral a margem de contribuição é calculada subtraindo os custos relacionados ao produto, nesse caso custo de produção + despesas variáveis do produto

      Já o ponto de equilíbrio se calcula usando o custo fixo dividido pela margem de contribuição

      O valor da MC unitário não deve necessariamente ser maior do que das despesas fixas mensais (normalmente não é), já que estamos falando de um único produto.77

      A quantidade de produtos que deve vender é igual ao valor do ponto de equilíbrio arredondado para cima normalmente (já que normalmente não é possível vender um pedaço de um produto – caso a resposta seja um decimal)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome