Será que vale a pena fazer um MBA?

2
144
MBA - Vale a pena fazer MBA

Como quase qualquer coisa na vida, não existe uma resposta certa para essa pergunta. Não é simples chegar em uma conclusão e antes de te falar o que eu penso, vale a pena entender o que é um MBA, como ele surgiu e uma série de outras coisas.

O que é um MBA

MBA é a sigla para Master in Business Administration (Mestre em Administração de Negócios). Como você acabou de ler, em seu significado original, o MBA tem (ou deveria ter) grau de mestrado. Ele surgiu nos Estados Unidos na época da industrialização como uma forma de levar ciência e conhecimento para o desenvolvimento de gestores.

MBA - Master of Business Administration

Aqui no Brasil o MBA não tem o grau de mestrado, sendo considerado um curso de formação Lato Senso (cursos de especialização). Existe uma diferença básica entre esses e os cursos Stricto Sensu (mestrado e doutorado), que são mais voltados para aprofundamento científico. Se quiser entender mais dessas diferenças, veja esse post que explica bem. Outra modificação que ocorreu em terras brasileiras foi o fato de surgir uma série de cursos de especialização disfarçados do MBAs para as mais diversas áreas.

Esses cursos se popularizaram muito nos últimos anos levando a uma crença de que eles são essenciais para o mercado de trabalho. Mas antes de entender as razões dele te ajudar ou não no mercado de trabalho, vamos ver quais são as motivações para se fazer um.

Possíveis motivações para fazer um MBA

De maneira geral existem 3 motivos que eu considero válidos:

  • Quando você quer se reposicionar para um trabalho diferente da sua formação
  • Quando você precisa de um conhecimento muito específico que só é dado nesse tipo de curso
  • Quando você quer se atualizar depois de muitos (muitos mesmo) anos no mercado

Tudo vai depender do seu momento de carreira, mas se você se enxerga em um desses 3, pode ser o seu momento. Ainda existem diversos outros motivos que eu não concordo tanto, mas que podem levar alguém a fazer um MBA:

  • Networking e relacionamento – você não precisa de uma turma para conhecer pessoas
  • Melhorar o currículo – experiência profissional é muito mais importante
  • Aumentar o salário – não é uma certeza e nem uma verdade absoluta que vai acontecer

Essas motivações vem do fato de vivermos em uma cultura que valoriza demasiadamente diplomas e títulos. Entenda, não digo que é errado ter diplomas e títulos (eu mesmo sou formado em duas faculdades) e temos cursos de Excel disponíveis em nossa plataforma que oferecem certificados, só acho que eles não comprovam nada. É a experiência profissional, seus resultados e o que você conquistou ao longo da sua vida que te dará créditos para ser um bom profissional ou não.

Só um exemplo rápido. Você preferiria contratar um executivo que tem formação superior e um histórico de levar sua empresa de um faturamento anual de R$100.000 para R$10.000.000 ou um executivo recém formado de uma boa faculdade, com 6 meses de experiência em uma empresa e MBA? Apesar de ser um exemplo caracterizado, o que importa no final do dia é o resultado que você consegue dar para sua empresa de forma consistente. Se um MBA, curso, ler mais blogs, ler mais livros ou qualquer outra coisa ajudar de verdade, vai fundo.

Problemas atuais com MBAs

Todas essas motivações levam a gente para os principais problemas em torno dos MBAs. Para começar, vale lembrar que esse título atualmente tem se desvalorizado pelo excesso de alunos cada vez mais jovens (recém formados), sem experiência e sem planos de carreira formados, ingressando em turmas só para “melhorar” o currículo.

Outro problema é o fato de ele ter virado mais uma oportunidade de negócio (e de fazer Instituições de Ensino faturar mais), fazendo com que a qualidade de muitos programas sejam bastante questionáveis. Falando especificamente de MBAs voltados para as principais áreas de gestão, você vai cansar de ver professores com pouca experiência de mercado passando estudos de caso fictícios e falando mais do mesmo.

Não quero generalizar, mas a crítica é para que você reflita sobre o seu momento e as razões que te levam a ingressar em uma dessas turmas. Faz sentido para sua carreira? Existem outras formas de conseguir o conhecimento que você teria lá? Um exemplo simples é o nosso blog, já conversei com colegas que estavam fazendo MBA de Gestão Empresarial que tinham como matéria muitos dos posts que já colocamos nas nossas categorias de conceitos de gestão ou de gestão na prática.

Planilhas que valem por um MBA

Como eu estava falando, o que você deve buscar não é o título, mas o conhecimento. Por isso resolvi separar algumas planilhas que já desenvolvemos e que na minha opinião valem quase que por um MBA (porque englobam muitos dos conceitos de uma forma prática e altamente aplicável no seu dia a dia como gestor).

Enfim, o que eu quero dizer é que antes de desembolsar rios de dinheiro, você precisa estar muito certo de que é aquilo que você precisa e de que é o caminho ideal para as suas pretensões.

Se vai fazer um MBA, o que deve saber antes

Caso você esteja realmente decidido a fazer um MBA, existem alguns itens em que você precisa ficar atento para não se arrepender da sua decisão mais pra frente. Vamos aos principais:

  • Análise da instituição de ensino

Descubra qual o ranking dela. Para você ter ideia, o Brasil não apareceu no ranking Global de MBAs da Financial Times em 2015. Na versão de 2014 só havia aparecido 3 instituições.

  • Análise do Corpo Docente e Disciplinas

Você pode ingressar no melhor MBA, mas se não conhecer os professores e nem as disciplinas que terá pode ter o desprazer de não gostar do que vai aprender. Por isso, ligue para a instituição, converse com professores, veja se consegue assistir uma aula como ouvinte para ver se gosta e não se esqueça de conversar com alunos também.

  • Escolha de cursos específicos

Procure por um curso que realmente vá te propiciar conhecer coisas novas e específicas relacionadas ao seu trabalho.

  • Investimento a ser realizado

Já analisou o custo que vai ter que pagar? Tem o período de 12 a 24 meses disponível? Você sabe que vai ter que investir boa parte do seu tempo para estudar né? Não adianta fazer um MBA e não se esforçar para tirar o melhor dele. Você vai acabar gastando mais tempo do que apenas o das aulas dedicado para leitura e produção de textos, resolução de exercícios e trabalhos.

  • Conhecimento de Idiomas

Seus idiomas estão afiados? É bastante comum boa parte das referências ser de livros ou fontes em inglês (ou até mesmo espanhol e francês). Se você não manja nada disso, pode ter dificuldades para aprender as coisas importantes pelas quais você está pagando.

Últimas Reflexões

Se pergunte se o conhecimento que você busca só existe em um MBA. Se esse é o melhor caminho possível.

Digo isso, porque a internet, blogs, revistas, livros estão aí e muitas vezes o que você aprende em uma sala de aula é exatamente a mesma coisa que está escrita em alguns desses materiais. Você já se esforçou para aprender antes de colocar na cabeça que precisa de um MBA?

Se você gostou do post e está se questionando se MBA é mesmo para você, vale muito a pena ler o livro MBA: Não, Obrigado! do Mintzberg.

MBA, Não Obrigado - Capa do Livro

Apesar das críticas serem voltadas para o sistema americano, também se aplicam de certa forma ao modelo brasileiro e fazem você refletir sobre diversos aspectos que envolvem o tema.

E você, acha que vale a pena fazer um MBA?

Na minha opinião a experiência prática vale muito mais do que um MBA. Não é fazendo estudo de caso ou lendo textos de 20 páginas que um gestor vai estar mais preparado para o seu dia a dia. Você até poderia argumentar que esse é um passo para você ser um melhor gestor no futuro, caso ainda não esteja nessa posição, mas ainda assim, penso que você pode assumir um papel de gestor, de autonomia sem a necessidade de ocupar um cargo ou ter um diploma.

Apesar do MBA não anular a experiência prática (você pode ter os 2 ao mesmo tempo), sou contra essa modinha de fazer MBA por qualquer coisa ou logo que se sai da universidade. Só sou a favor (mesmo assim com restrições) em casos bastante específicos ou como falei lá em cima, se for para fazer uma mudança de rumo na carreira.

O que você acha? Divide a sua opinião comigo aqui nos comentários e se você realmente quer ser um melhor gestor, conheça as nossas planilhas prontas.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComo fazer projeção de vendas
Próximo artigoTudo que você precisa saber para gerenciar seu financeiro
Rafael Ávila

Administrador e turismólogo, apaixonado pelas possibilidades que o Excel dá para gestores, empreendedores e estudantes. É sócio diretor da área de planilhas na LUZ – Planilhas Empresariais (luz.vc) e é o responsável pelo desenvolvimento das mais de 150 planilhas com foco empresarial e pessoal comercializadas em seu site. Também ministra os cursos online de Excel (cursos.luz.vc) e gosta de ajudar milhares de planilheiros por meio do Fórum e Blog da LUZ.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome