O que é Economia de Escala

0
245
O que é Economia de Escala

A economia de escala busca trazer uma redução de custos de produção considerável, e maior lucratividade à medida que a produção/fabricação aumenta.

Conceito

Economia de Escala é aquela que organiza o processo produtivo de maneira que se alcance a máxima utilização dos fatores produtivos envolvidos no processo, procurando como resultados, baixos custos de produção e o incremento de bens e serviços.

Trata-se de uma relação contrária entre a quantidade produzida de um determinado produto e os seus custos fixos por unidade, ou seja, a ideia é basicamente essa: quanto mais se produzir, menor será o custo fixo para fabricar tal unidade, pois os custos estarão rateados por um número maior de itens.

Aplicações da Economia de Escala

O que é Economia de Escala

A economia de escala pode ser utilizada nos mais diversos segmentos de empresas que vendem produtos ou serviços, um caso clássico e muito comum, são as empresas que anunciam seus produtos através dos tão conhecidos sites de compras coletivas como o Azeitona Preta, Groupon, Peixe Urbano, entre outros. Funciona da seguinte maneira: a empresa oferece seus produtos ou serviços com descontos expressivos para que um mínimo de pessoas adquira o serviço ou produto oferecido. Explicando e exemplificando a grosso modo: Se a empresa vendeu 1000 salgadinhos e combinou as entregas no mesmo dia, vai aproveitar o gás de cozinha para assar, ou seja o forno não vai precisar ser acionado inúmeras vezes para se assar de 100 em 100 salgados.com isso há uma redução de custo considerável nessa operação uma vez que o forno não vai precisar ser reaquecido várias vezes, fazendo assim com que haja economia no uso do gás de cozinha.

Economias de Escala na Indústria

O que é Economia de Escala

Compreender o comportamento dos custos em consequência  da quantidade produzida e da utilização da capacidade da fábrica, pode ter efeitos significativos na economia de escala. Pela leitura feita até aqui cabe reafirmar que de certa forma, conforme uma empresa cresce e aumenta sua produção, ela terá grandes chances de reduzir seu custo fixo ,se os mantiver praticamente inalterados  ao aumentar sua produção. Sim a frase que melhor se encaixa aqui é: quanto mais, melhor!

Economia de escala em Logística

O que é Economia de Escala

No setor logístico o meio de transporte utilizado para distribuição física dos produtos é relevante para competitividade entre as empresas, uma vez que na maior parte dos casos os custos são altíssimos. Há de se ter um planejamento eficiente sobre o sistema de transporte.

Através de cargas maiores é possível obter uma economia de escala, ou seja, é necessário que haja diminuição do custo de transporte por unidade de peso, assim os custos fixos de movimentação de cargas podem ser rateados por um peso maior de carga.

Economia de Escala e Análise do Ponto de Equilíbrio

O que é Economia de Escala

Para obter uma economia de escala bem sucedida é interessante que se atente a algumas questões:

– Levar em conta o aumento do custo para que se produza um item a mais (custo marginal).

– Levar em conta a possibilidade de adquirir insumos, matérias-primas em grandes quantidades, pois isso garantirá uma redução de custo vantajosa através dos descontos obtidos.

– Estudar a possibilidade de terceirizar certas atividades, uma vez que o fato de ser especialista pode trazer uma celeridade na produção de bens ou execução de serviços, assim como também a garantia de uma qualidade superior na entrega e finalização dos mesmos.

Em contrapartida temos a análise do Ponto de Equilíbrio onde a premissa é de que todo produto produzido seja absorvido pelo mercado. Através de uma meta definida, obtém-se o mínimo necessário de vendas de mercadorias para que se recuperem os valores utilizados com custos e passe a obter lucro de fato.

Para ilustrar melhor, imagine você que um consumidor paga R$ 70,00 para lavar seu carro, onde R$ 25,00 é relativo á mão de obra do funcionário, R$10,00 com gasto de água e R$ 20,00 com gasto de sabão, cera, silicone e esponja utilizados. Estes são considerados custos variáveis. Para encontrar a margem de contribuição de uma única lavagem calcula-se o valor final de venda, subtraindo os custos variáveis:

R$70,00 – R$ 40,00 = R$ 30,00. Ou seja, O lucro obtido para o dono desse lava rápido nessa lavagem após eliminar os custos variáveis é de R$ 30,00.

Para calcular o ponto de equilíbrio dividem-se todos os custos fixos, pela margem de contribuição do seu produto. Exemplificando:

Digamos que os custos fixos de sua empresa em determinado mês seja de R$ 3000,00, dividindo: 3000/30= 100. Ou seja, o ponto de equilíbrio será 100, o que quer dizer que quando 100 lavagens forem realizadas em um mês a empresa estará em ponto de equilíbrio, e a partir daí poderá determinar os lucros esperados.

Planilhas para controle de Produção e Logística

Com as Planilhas Luz, é possível controlar e organizar todas as etapas relacionadas ao processo de produção de bens e serviços da sua empresa, desde o início da produção até a entrega ao consumidor final.

Planilha de Planejamento de Controle de Produção: contempla cadastro de matéria-prima, controle de estoque e vendas, estabeleça metas de produção, monte seu fluxo de caixa.

Planilha de Gestão da Produção: Atende a necessidades de gestores de diversas áreas e segmentos, com fichas e cadastros de apontamentos.

Planilha de ordem de produção e estoque: Crie e edite da maneira que melhor lhe atende. Utilize-a para geração de ordens de produção, valendo-se de tamanha praticidade.

Planilha de Controle de Frota: Controle sua frota por categorias modais, controle também as revisões e manutenções realizadas.

Planilha de controles de Fretes: Acrescente as informações de toda a sua frota e gerencie fretes mais vantajosos.

Planilha de Controle de Entrega de Mercadorias: Organize informações sobre entregadores, entregas, agendamento de datas e até rastreamento de objeto.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome