5 motivos para adotar um sistema de gestão na sua empresa

0
182
Planilhas Prontas em Excel

Quem cuida da própria empresa sabe que a rotina empreendedora exige uma atenção para inúmeras atividades, e que, sem um controle preciso, fica difícil acompanhar tudo o que acontece no negócio. 

Com a transformação digital nos últimos anos, fazer a gestão empresarial se tornou muito mais fácil, devido à possibilidade de automação dos processos do negócio, como a implementação de sistemas ERP.

Neste post, vamos esclarecer melhor o que é ERP, e apresentar 5 motivos para adotar o uso de um sistema de gestão na sua empresa. Confira!

O que é sistema de gestão (ERP)?

ERP é a sigla em inglês para Enterprise Resource Planning que, em tradução literal, significa Sistema Integrado de Gestão Empresarial. 

Um sistema ERP possibilita muitas opções à pessoa empreendedora, mas a principal delas é ter um controle integrado dos principais processos da empresa, como recebimento de pedidos, emissão de notas fiscais, registro de estoque e muito mais. 

Esse controle integrado ajuda a aumentar o desempenho geral do negócio, melhorando a visibilidade dos processos, possibilidade de análises e, com isso, o sistema de gestão gera eficiência em todos os aspectos.

Mas será que o ERP só serve para empresas de grande porte?

A resposta é não.

Considerar o uso de um sistema de gestão desde os primeiros anos da empresa pode ser crucial para o sucesso do empreendimento. Pois, de acordo com o SEBRAE, uma das principais causas de falência das empresas nos primeiros anos é a má gestão.

Já sabendo da importância de fazer a gestão da empresa, trouxemos mais 5 motivos para você implementar um sistema em sua empresa. Confira!

Conheça 5 motivos para usar um sistema de gestão

1 – Aumento de eficiência e produtividade Já pensou em como seria expandir sua empresa sem considerar melhorias no controle? Por exemplo, aumentar o faturamento em 100% e continuar fazendo a gestão em um caderninho? É impossível.

Como você já viu, com um ERP, os dados da empresa são organizados em um só lugar, simplificando os processos da empresa e permitindo um controle geral mais eficiente.

Além disso, há uma grande redução nos processos repetitivos e inclusão de informações manualmente, economizando um tempo que pode ser melhor aproveitado com outras demandas e atividades.

2 – Colaboração entre os departamentos Apesar de uma empresa contar com diferentes áreas, todas elas trabalham e caminham em busca do mesmo objetivo para o negócio. Mas, muitas vezes, os setores não têm acesso aos mesmos dados, dificultando a comunicação e a visibilidade do que acontece.

A centralização dos dados da empresa no sistema de gestão, como registro de vendas e transações financeiras, permite que todos os departamentos possam ter acesso, facilitando a colaboração na hora de implementar planos de ação, por exemplo.

Com os setores trabalhando em sinergia, a empresa consegue desempenhar as demandas de forma ainda mais eficaz.

3 – Redução de custos – Se a empresa precisa de diferentes departamentos para funcionar, significa que também precisa de diversas equipes. Imagine como seria se cada setor tivesse seu próprio sistema? Além de não terem integração de dados, a empresa gastaria uma nota para manter todos.

Mas não é só aí que entra economia de dinheiro com a implementação de um ERP.

O uso de um sistema de gestão também pode ajudar a identificar determinadas etapas de processos que estejam precisando ser otimizadas para reduzir custos.

O controle de estoque, por exemplo, é uma das áreas específicas da empresa que pode reduzir os custos com a implementação de um ERP. 

Com o controle desse departamento no sistema de gestão é possível identificar os níveis necessários de produtos e evitar quantidade excessiva, que pode causar baixa rotatividade de estoque.

4 – Diminuição de erros Usar mais de um sistema dentro da empresa pode ser um erro muito grave para a gestão. Isso porque quando não há integração entre os diferentes setores da empresa, as chances de erros e retrabalhos é muito maior.

Com um ERP é possível diminuir as falhas no gerenciamento e também no registro das informações, evitando registros duplicados, além de erros de digitação.

Por exemplo, em sistemas de gestão com emissor de nota fiscal, você pode contar com o preenchimento automático das notas, ou seja, uma vez que os dados foram inseridos eles ficam salvos no sistema, dispensando o preenchimento manual.

5 – Maior segurança dos dados – Em softwares locais, o armazenamento não consegue oferecer a mesma segurança do que um sistema ERP na nuvem. Por exemplo, com ERP, nos casos em que a máquina é danificada, os dados não correm risco de serem perdidos.

Os sistemas em nuvem têm ambientes de hospedagem muito seguros, geralmente, sempre utilizam os servidores mais renomados do mercado, pensando não só na segurança, mas também no investimento em qualidade do produto que oferecem.

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome