Como ser um bom vendedor de roupas

0
151
Como ser um bom vendedor de roupas

Um bom
vendedor de roupas tem que ter um bom conhecimento das especificidades do seu
seguimento, em saber abordar e oferecer os melhores itens para cada tipo de
público específico, como mulheres, crianças e o público masculino também.

Saber quais
são as tendências do momento, devido ao segmento da moda ter uma grande
variedade de estilos e “modismos” do momento.

Outro grande
ponto importante para este profissional se destacar é ter uma mínima noção de
técnicas de vendas e persuasão. Ser um vendedor simpático e atencioso é
primordial.

Outro ponto
determinante é a criação de um bom relacionamento com o cliente, que irá gerar
confiança e fidelidade por parte destes clientes.

Definição do cargo

O vendedor é
aquele profissional que faz a intermediação num processo de compra de um
produto ou serviço, por parte do consumidor. Este processo de compra e venda,
poderá ser tanto a vista ou a prazo.

O vendedor
não só atua em relação as vendas, este profissional faz todo um processo de
relacionamentos com os clientes, fidelizando este com o profissional ou a
marca, mesmo que não ocorra vendas num primeiro momento.

Este
profissional de vendas de roupas, poderá estar atuando de forma presencial (em
loja), online (via internet) ou mesmo no televendas (telemarketing ativo).

  • CBO do cargo de vendedor

Segundo a CBO (Classificação Brasileira de Ocupações), o cargo de
vendedor tem diversas CBO’s, por terem diversos profissionais em diversos
nichos.

Contudo, conforme o tema abordado, a CBO que se adequará mais a um
vendedor de roupa será a CBO 5211-10
que é referente ao vendedor de comércio
varejista.

  • Características de um bom
    profissional

Para este profissional desenvolver um bom trabalho na sua profissão,
vamos destacar alguns pontos, como:

– Se identificar bem com vendas e compras;

– Ser simpático e agradável com os clientes;

– Saber ouvir as necessidades dos consumidores e oferecer as melhores
opções;

– Ter paciência em todo o processo de venda;

– Buscar ter um bom relacionamento com os clientes;

– Dar assistência no pós-venda aos clientes;

– Sempre estar focado nas metas estipuladas;

– Ser honesto com os clientes
e ético com os companheiros de
trabalho;

– Ter postura e ser comunicativo;

– Ter entusiasmo e atitude, dentre outros.

  • Tipos de empresas que precisam deste
    profissional

Para falar a verdade, TODAS as empresas precisam de um vendedor!

Não sendo diferente, com as empresas ligadas ao comércio de vestuário.

Pois o vendedor (e vendedores) é “a ponta de lança” dos produtos ou
serviços dispostos pela empresa para os possíveis clientes.

Neste caso, os vendedores de roupas têm um segmento diverso na qual podem
atuarem neste ramo, como: lojas de roupas varejista; comércio de roupas
atacadista; lojas âncoras; lojas de fábrica; comércio misto (atacado e varejo).

E também há diversos nichos específicos como: loja de roupas femininas;
roupas masculinas; moda infantil; modelos plus
size;
vestidos de alta costura;

moda praia; roupas esportivas; confecção de uniformes e muito mais!

  • Salário médio para a função

Segundo o site LOVE MONDAYS (especializado em amostragem de salários e
satisfação no ambiente de trabalho), o salário médio/mensal para um vendedor de
loja está em 1608 reais (bruto).

Podendo este valor variar de 1000 reais (mínimo) e 2500 reais (máximo),
dentro dos valores que foram postados no site.

Como ser um bom vendedor de roupas

Atividades esperadas

Dentre as
atividades esperadas pelo profissional de vendas está em saber abordar o
cliente com educação e atenção. Em realizar todo o processo de vendas e dar um
bom pós-venda. Sempre estar buscando a sua meta pessoal e com isto ajudará a
própria empresa a buscar a sua meta.

Reportar-se
sempre que necessário aos superiores, como o gerente ou o dono do negócio. E
também, este profissional tem que ajudar a preparar todo o ambiente para as
vendas, em organizar e expor os produtos de maneira de fácil localização para a
equipe e visualização para os clientes.

Importante
também que tenha produtos promocionais bem chamativos para os clientes, dentre
outros.

  • Rotina de trabalho para o vendedor de
    roupas

A rotina de um bom vendedor de roupas não está resumida apenas ao
atendimento, mas também a parte operacional, como: checar disponibilidades de
produtos; se atentar para os valores e promoções; organizar produtos nas
gôndolas, prateleiras e vitrine; participar de reuniões pontuais e gerais;
observar a organização e limpeza do estabelecimento como um todo, etc.

  • Desafios esperados na função

Dentre vários desafios que um vendedor terá para evoluir na sua carreira,
podemos destacar 02 pontos de grande relevância.

Um deles. O vendedor tem que sempre estar se preparando para a função, em
não só ler sobre técnicas de vendas e aplicá-las, mas também estudar temas
relacionados as relações humanas, isto ajudará no seu relacionamento com os
seus clientes.

O outro. Sempre buscar superar as suas expectativas (e da empresa), não
só no quesito metas, mas também em ações criativas que criarão um ambiente
diferenciado.

  • Processos envolvidos na função

É de grande relevância que o vendedor tenha processos de vendas definidos para seguir. Os processos de vendas
são um passo-a-passo que auxilia o vendedor ou uma equipe de vendas seguirem um
caminho pré-determinado, e com isto o profissional e a empresa envolvida ganham
em produtividade.

Se o vendedor de roupas trabalhar de forma autônoma, ele mesmo pode criar
um processo de vendas pessoal para que ele tenha um parâmetro para seguir.

Vamos citar as etapas de um processo de vendas, a saber:

– Prospecção.

Primeira etapa, na qual ocorre a busca de novos possíveis clientes para a
empresa ou produtos;

– Abordagem.

Uma etapa bem delicada, na qual o profissional envolvido tem que ter um
grande tato para deixar o cliente confortável e confiante, em todo o processo;

– Checar o perfil do consumidor.

Observar, e sobretudo, ouvir o que o cliente deseja!

Com isto, você irá identificar as necessidades do consumidor;

– Elaboração de proposta.

Após ter ocorrido a etapa anterior, neste momento você poderá oferecer o
melhor produto ou serviço dentro da solicitação do cliente. E ainda, com as
informações que você obteve, você poderá oferecer um outro produto (ou serviço)
complementar, que agregará valor para o cliente;

– Argumentação.

Neste momento, o vendedor passará o custo-benefício do produto adquirido
pelo cliente. Poderá ocorrer algumas objeções por parte do cliente, e se o
vendedor for hábil e sincero nas elucidações para o cliente, o negócio estará
praticamente fechado!

– Fechamento da venda.

A etapa final. Mas, não menos delicada!

Se o vendedor tiver o hábito de ter relações de dar suporte e fidelizar
os clientes, a venda (ou compra por parte do cliente) se realizará.

Mas, cuidado!

Se o cliente sentir que não teve suporte no pré e pós-venda, e por algum
motivo se sentir lesado, ele poderá desistir da compra.

  • CHA (conhecimentos, habilidades,
    atitudes)

O bom vendedor de roupas (e de outros segmentos) tem que desenvolver uma
grande gama de competências dentro
destes 03 pilares da CHA.

Vamos citar alguns:

Em conhecimentos. Neste ponto,
o vendedor tem que buscar conhecimentos teóricos como técnicas de vendas e
temas de relações públicas, para que a sua atividade prática seja mais
eficiente.

Buscar conhecimentos e informações em palestras e workshops também serão bem quistas.

Em habilidades. Serão de
grande importância, pontos como adaptabilidade por parte do profissional de
vendas, ser entusiasta, saber ouvir as pessoas (sobretudo os clientes), ser bem
comunicativo, ter organização, dentre outros.

Em atitudes. Ter disciplina,
possuir garra para buscar as suas metas, ter foco e objetivos, procurar achar
opções satisfatórias para os clientes, e outros.

Como ser um bom vendedor de roupas

Expectativa de crescimento

Se o
profissional de vendas no segmento de vestuário e roupas estiver no quadro de
colaboradores de uma empresa de médio para grande porte, ele poderá fazer uma
carreira interna.

Conforme os
seus resultados alcançados, e se a empresa disponibilizar vagas (e a empresa
tendo crescimento no mercado), o vendedor poderá galgar cargos como supervisor
de vendas, gerente de vendas e quem sabe, até um diretor de vendas.

  • Como ser promovido

Se o profissional em questão tiver as suas competências da CHA bem
desenvolvidas, já será um bom passo para uma eventual promoção.

Mas, podemos citar mais alguns pontos relevantes, para o profissional de
vendas almejar patamares maiores.

Pontos como: se capacitar e preparar-se cada vez mais; sempre ser
produtivo e entregar metas projetadas; ter bons relacionamentos interpessoais;
informe-se e descubra especificidades sobre o cargo pleiteado.

  • Cargos relacionados com o de vendedor
    de roupas

Vamos citar alguns cargos que são relacionados com o de vendedor de
roupas.

Sendo de: consultor de vendas; promotor de vendas; vendedor de loja;
vendedor interno; vendedor varejista; vendedor atacadista, por exemplos.

  • CHA dos cargos relacionados.

As competências para estes cargos relacionados são basicamente iguais as
referidas para o vendedor de roupas.

Vamos relembrar as principais: adquirir conhecimentos específicos, ser
adaptável, atingir metas, ter empatia, saber abordar, lidar com objeções, ter
foco, organização, desenvolver bons relacionamentos interpessoais, e outros.

Desenvolvimento pessoal

Para o
profissional de vendas de roupas (e de qualquer outro segmento) há uma
variedade de cursos e literaturas que poderão agregar na sua carreira, mesmo
sendo temas complementares a vendas.

Não há
propriamente dito uma faculdade com a disciplina de vendas aqui no Brasil,
contudo há MBA de Estratégias de Vendas,
que você poderá fazer após uma graduação.

Graduações
como de marketing e de administração de empresas seriam duas
opções boas para um profissional em vendas.

Além disto,
o profissional de vendas pode fazer cursos (presencial ou online), participar
de workshops e ler bastante conteúdo
especializado, como em revistas e livros.

  • Roda da Vida e planner

A Roda da Vida é uma ferramenta de autoconhecimento, não existindo um
modelo único desta ferramenta, podendo ser adaptada com as necessidades de cada
usuário.

A Roda da Vida é dividida em 04 categorias (profissional, pessoal,
qualidade de vida e relacionamentos). E dentro destas categorias, há 03
subcategorias.

O usuário dá uma pontuação que vai de 0 a 10 para cada subcategoria, e no
final medirá o seu grau de satisfação nas categorias descritas.

O planner nada mais é que um
modelo de agenda, na qual o usuário apontará os seus compromissos e lembretes
para o ano. Este planner pode ser
tanto uma agenda física como virtual.

Seleção de planilhas

Esta
planilha é um modelo completo e automático de gestão de indicadores, metas e
resultados anteriores. Ela permite que você compare indicadores e resultados
alcançados. Acesse já e faça o teste grátis!

Planilha de Sistema de Gestão de Indicadores e Metas em Excel 4.0

Esta outra planilha, planilha de gestão de varejo,
proporciona ao usuário o acompanhamento de todo o fluxo do seu negócio. Esta
ferramenta permite analisar o desempenho das vendas. Acesse e faça o teste grátis também!

Planilha de Gestão de Varejo

Conclusão

Segundo o COMTEXTIL
(Comitê da Cadeia Produtiva da Industria Têxtil, Confecção e Vestuário) da
FIESP (Federação das Industrias do Estado de São Paulo), a estimativa do
crescimento do setor será de 3,1% ao ano. Estimativa que vai de 2018 a 2022.

Isto mostra, que o vendedor de roupa terá um papel de
grande projeção para a economia têxtil e geral do país.

Pois, além de ser um
mercado em expansão, este profissional de vendas é imprescindível para mostrar
as ofertas para uma demanda cada vez maior e exigente.