Entenda como trabalhar com um site mobile para sua marca

3
656
Entenda como trabalhar com um site mobile para sua marca
Planilhas Prontas em Excel

É possível que muita gente nunca tenha ouvido falar nos termos site responsivo e site mobile. Mas todo mundo que usa a internet com frequência, especialmente pelo celular ou tablet, conhece bem essa diferença na prática.

Quando você acessa um site por um dispositivo móvel que não se adapta à tela, você está em uma página que não é nem responsiva e nem mobile.

Já o site responsivo é aquele que se adapta seja à tela grande de um computador (desktop ou laptop), seja às telas menores de um tablet ou smartphone.

Ao contrário do que se pensa, a perda de não aderir a essa função vai além do simples layout, design ou experiência dos visitantes.

É claro que um site de vendas de vestuário, alimentação ou mesmo de auto peças de moto fica muito melhor quando se adapta a qualquer meio. 

Mas, além disso, a responsividade influencia também no ranqueamento em motores de busca como Google, Bing e Yahoo.

Então se você quer ficar por dentro dessa função essencial dos dias atuais, siga adiante.

O site mobile e a UX: User Experience

Como vimos, a experiência do cliente deve ser o norte de qualquer projeto de website ou de plataforma digital, seja ela qual for.

Toda grande marca sabe, atualmente, da importância da UX, que é um termo relativamente recente que significa User Experience, ou seja, “Experiência do usuário”.

Também assim, o papel do site mobile é enorme pois muitas vezes o primeiro contato que o público terá com sua marca e sua solução será por meio da internet.

Se uma pessoa que está vendendo um veículo usado acessa seu site institucional e lê um texto incrível sobre laudo cautelar, mas ao sair de casa para resolver o problema e abri-lo pelo celular o layout fica todo confuso, ela ficará desanimada, concorda?

Outro termo da atualidade que prova a importância do site mobile é a noção de marketing omnichannel.

Ele diz respeito à unificação de todos os canais de venda de uma empresa, e secundariamente remete à UX dos clientes nas várias plataformas digitais existentes.

Por dentro do SEO (Search Engine Optimization)

Além de as marcas precisarem pensar, por si mesmas, na experiência do usuário, existe outra forte razão para que elas façam isso: os motores de busca e o SEO.

O SEO (Search Engine Optimization) é a otimização de páginas, ou seja, o modo pelo qual os sites se configuram para serem bem ranqueados nos buscadores.

O posicionamento nessa modalidade ocorre por meios orgânicos, baseados não em anúncios pagos, mas no mérito da página, a qual deve atender aos algoritmos da plataforma.

Há vários critérios para atingir essas exigências e ser bem posicionado, tais como:

  • Assertividade da palavra-chave;
  • Originalidade do conteúdo;
  • URLs mais amigáveis;
  • Títulos e estruturação da página;
  • Responsividade do site;
  • Entre outros pontos.

Ou seja, se o leitor busca por bobina de ignição, e sua página atende a todas as exigências menos a de ser um site mobile, a concorrência que tiver essa opção sairá na sua frente.

O fato é que esses buscadores também primam pela experiência dos usuários deles, já que o acesso por meios móveis cresce sensivelmente a cada ano que passa.

Grids, dimensões gerais e parte técnica

Na prática um site mobile precisa ser desenvolvido por um programador de websites, pois envolve alguns conceitos e recursos técnicos da área.

De qualquer modo, a compreensão desses pontos é bastante intuitiva e é preciso que aquele que se interessa por isso esteja ciente de quais são.

A primeira questão estrutural é a dos grids, que são as grades ou colunas que darão base para todo o conteúdo, definindo a disposição deles na página.

Na sequência vem aquilo que é mais evidente na experiência: as imagens.

Hoje um site precisa ter imagens que sejam, elas mesmas, responsivas, pois nem sempre um smartphone consegue processar uma foto que o computador abriria com mais facilidade.

Se o segmento é de pintura ou mesmo blindagem de autos, é importante ter fotos, sem dúvida. Mas é preciso levar o dimensionamento delas em conta.

Na hora de fazer o próprio SEO também é preciso ter cuidado. As palavras-chave, por exemplo, têm uma pequena alteração entre as modalidades, já que no mobile as pessoas costumam escrever mais rápido, e portanto usar palavras mais curtas.

Com isso vemos que uma marca já não consegue se posicionar no mercado sem levar em conta a importância do site mobile ou responsivo, bem como a otimização dele.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Planilhas Prontas em Excel

3 COMENTÁRIOS

  1. Every business holders have their won websites but they are not doing proper way of seo to mobile sites, SEO is increasing your brand value.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome