Ho-Ho-Ho, 10 lições empreendedoras de Papai Noel

4
635
Ho-Ho-Ho, 10 lições empreendedoras de Papai Noel

#01. Benchmark absoluto em logística. Os CEO’s da Fedex, UPS e Sedex10 bebem para apagar a vergonha que sentem quando comparados a Papai Noel.

#02. Sazonalidade não é desculpa para ele. É um senhor que só começa a trabalhar mesmo lá para novembro e tem o pico de pressão em uma única noite de operações. Situação semelhante a do coordenador da minha Zona do TRE, mas esse só trabalha de dois em dois anos.

#03. Ele pratica CRM (Marketing de Relacionamento) como ninguém. Conhece todas as crianças pelo nome e sabe quem foi bonzinho com o irmão e quem queimou inseto com lupa. Ouvi dizer que utiliza um super cockpit de indicadores para isso, rodando várias queries acuradas.

#04. Papai Noel trabalha bem o foco etário. Segmenta demograficamente, só atendendo crianças de 0 a 10 anos. Isso facilita muito sua entrega de serviço.

#05. Colocou a Lapônia no mapa, com a qualidade de seus serviços prestados. Ganhou o mundo. Também é conhecido como Pai Natal, São Nicolau, Santa Claus, Nicolau de Mira… e por aí vai.

#06. Ele não é vaidoso, não é à toa que é o bom velhinho. Noel não puxa todas as atenções para si. Diferente do Galvão Bueno, ele permite que sua equipe também brilhe ao seu lado. Mamãe Noel, os assistentes, até Rudolph, a rena do nariz vermelho. Todo mundo sempre aparece.

#07. Tem cuidado com estética, design. Percebam a identidade visual. Vermelho, verde, dourado, ocre e roxo. Todo mundo que trabalha com ele segue um dresscode bem determinado. Isso traz certa credibilidade, eu diria.

#08. Da 25 de Março ao Shopping Cidade Jardim, lá está Papai Noel, pregando a paz sem preconceito. A qualidade dos presentes varia, é verdade; Mas ele lembra de todo mundo.

#09. Gera vários empregos indiretos para seus sósias, pelo mundo inteiro. Também deixa-se representar por tios inconvenientes e porteiros que fazem bico nos bazares de playground. Nunca soube do Papai Noel reclamando direitos autorais ou coisa que o valha. Ele é creative commons pra caramba.

#10. Tem um rival direto de peso, o Menino Jesus. Mesmo assim, não entra em combate. Só aparece na manhã de 25 de dezembro. Mas quem der uma Wikipédiada, vai descobrir que há uma treta antiga aí. No império de Diocleciano, Papai Noel se recusou a reconhecer Jesus Cristo e foi parar na cadeia. Pior é que é sério. Mas, enfim, vamos abafar o caso.

É isso aí, pessoal. No mais, a todos os odiadores dessa coluna que sempre aparecem aqui nos comentários, deixo aquela mensagem de Natal, com amor.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome