Saiba como gerenciar riscos nas operações de trade

0
132
Planilhas Prontas em Excel

Entre todos os investimentos, o que mais gera dúvidas e inseguranças é o trade. O motivo para isso é o curto espaço de tempo que o investidor tem para “acertar” na escolha. Caso o ativo não se  comporte como o imaginado, é possível perder dinheiro. 

Porém, para evitar que essa situação aconteça, é necessário fazer uma gestão de riscos. Dessa forma, você pode descobrir até quanto pode ganhar e perder – e se preparar para os dois cenários. Inclusive, existem calculadoras on-line que auxiliam nesse sentido. Saiba mais!

Por que gerenciar riscos nas operações de trade?

Por causa da Selic cada vez menor, muitos brasileiros decidiram se arriscar mais na hora de investir. Até mesmo quem não se interessava pela renda variável passou a apostar nela, como uma forma de fazer o patrimônio crescer. 

De acordo com estas informações do Infomoney, é a primeira vez desde 2010 que o número de investidores físicos supera o de institucionais. Se por um lado isso demonstra um aumento do interesse pelo mercado financeiro, por outro, também pode indicar uma afobação para ver o dinheiro crescer. 

Muitas pessoas acreditam que irão enriquecer rapidamente na Bolsa de Valores. Porém, é importante ter noção clara também dos riscos envolvidos. 

No caso das operações trade, elas acontecem no curto prazo. O investidor até pode começar acertando três vezes seguidas, por exemplo, mas isso não significa que sempre será assim. Afinal, o mercado é bastante volátil, e diversas situações podem mudá-lo, como decisões políticas, crises econômicas etc. 

Então, o gerenciamento de riscos não serve apenas para evitar a perda de dinheiro, mas para dar clareza sobre a relação retorno/perigo do investimento. 

Saiba como gerenciar riscos nas operações de trade 1

Como evitar riscos no trade?

Existem basicamente duas formas de fazer o gerenciamento de riscos nas operações de trade: a primeira é por meio de uma análise do mercado e a outra por uma calculadora específica. 

Análise do mercado 

Quem estuda o mercado financeiro, mesmo que não consiga prever tudo o que irá acontecer, consegue ter uma visão mais estratégica do que pode ou não dar certo. Os investidores que sabem como investir em ouro, por exemplo, percebem que a estabilidade no preço do ativo pode ser um antídoto para os períodos inflacionários – como o que tem sido vivido. 

Então, simplesmente “chutar” qual ativo pode crescer no curto prazo não é o ideal. Até porque, a Bolsa de Valores não se comporta igual a um cassino, como alguns podem supor. Existem alguns padrões que costumam se repetir. No entanto, muitos perdem dinheiro por não dedicar tempo ao estudo. 

A boa notícia é que atualmente fontes de informação não faltam para investir com certa segurança. Sites como o tradingnobrasil.com explicam quais são os mercados disponíveis para investimentos, quais estratégias podem ser adotadas e até como escolher uma corretora.

Calculadora de riscos 

O conhecimento do mercado é importante, mas não é suficiente para determinar o quanto pode ser “ganhado” ou “perdido” nessas operações. Para ter uma noção mais clara, vale utilizar uma calculadora específica. 

Muitas funcionam de forma on-line e não é preciso baixá-las em qualquer dispositivo. Basta preencher algumas informações. Na Forex Capital, por exemplo, o investidor só precisa colocar o quanto irá investir inicialmente e o percentual que está disposto a correr. 

Caso o investidor queira aplicar R$ 1 mil e se arriscar 10%, então, na primeira operação ele poderá perder R$ 100. O balanço após a segunda, se der errado novamente, será de R$ 810. Depois R$ 719, R$ 656 e assim por diante. 

Embora a calculadora esteja sinalizada em $, o investidor brasileiro pode utilizá-la como se fosse em reais, já que a proporção será a mesma. 

Por outro lado, a calculadora BabyPips tem mais recursos. Nela, é possível inserir as moedas que deseja investir, o saldo da conta e a porcentagem que deseja arriscar. A ferramenta responde com o tamanho da posição ideal para evitar riscos excessivos. 

Atualmente, a grande questão não é por que os brasileiros estão investindo mais em renda variável, mas o como. Seja para curto ou longo prazo, a única forma de evitar riscos e ganhar dinheiro é por meio do estudo do mercado e de uma análise cuidadosa, o que pode ser feito até com calculadoras específicas. 

 

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome