[TEDxPUC-Rio] Um exército de Robocops

7
760

É isso o que nós nos tornamos. Uma sociedade que ao invés de deixar as crianças desabrocharem, instala diariamente programas de hierarquia, medo, competitividade e histeria, os botando dentro de dogmas que carregarão durante toda a vida. Uma sociedade que transforma pessoas adultas em recursos humanos, e os obriga a produzir no seu limite até que se tornem máquinas estressadas, velhas e desgastadas, dando lugar às próximas que virão depreciar-se. Uma sociedade que vive pela primeira vez uma ideologia única e verdadeiramente global, que transborda religiões, crenças, credos, idade, cor, raça, origem, países e culturas. A ideia de que por estarmos segurando smartphones, estamos avançando, e que o melhor que cada um pode fazer é ter a honra de fazer parte desse avanço se atendo de forma obediente ao que está dizendo seu CV (nossa especificação técnica enquanto máquinas). Uma sociedade que nos programa para equilibrarmos a vida pessoal e profissional, ignorando o óbvio: que a vida é uma só, e cobrando o absurdo, que “sejamos alguém” antes, e pensemos em nós depois.

[newsletter titulo = ‘Assine nossa newsletter’ texto =’Receba ferramentas de gestão gratuitas toda semana!’ desconto =’10%’]

Um mundo que busca a melhoria do bem estar na automação e aceleração de tudo, inclusive da própria vida, vendo valor apenas no resultado do processo e não no processo em si, ignorando que caixão não tem gaveta e que só há uma coisa certa que é justamente o resultado da nossa vida, a morte, e portanto a única coisa que realmente interessa e sobra a ser questionada é o processo da vida. Um mundo que nos programa a buscar fora de nós de forma incessante a felicidade, quando na verdade ela não é nem um lugar a ser alcançado e nem está fora de nós.

Um mundo que vê o idoso não como sábio, mas como uma máquina velha e desgastada, um mundo que tem nele 7 bilhões de robôs programados para encontrar respostas, fazer contas, desenvolver teorias, mas que como toda máquina não sabe nem qual o valor de se fazer boas perguntas. Um mundo que está focado em fazer, em avançar, em produzir, em crescer…. pra onde?

Sexta-feira terei a horna de falar um pouquinho sobre isso no TEDxPUC-Rio. Fique ligado no Facebook deles porque haverá transmissão online e você terá a possibilidade de assistir essas e outras ideias que valem a pena ser compatilhadas! E aí, estás tão animado quanto eu? 🙂

[newsletter titulo = ‘Assine nossa newsletter’ texto =’Receba ferramentas de gestão gratuitas toda semana!’ desconto =’10%’]

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEstudar empreendedorismo sem empreender
Próximo artigo5 Formas de Incentivar o Empreendedorismo
Leandro Borges
Leandro começou a vida profissional prestando consultorias centenas de pequenas empresas em todo o Brasil e foi professor em instituições como SEBRAE, Vale, Souza Cruz, FIRJAN, COPPE e FGV. Hoje, é encantado pelas facilidades que o Excel traz para a gestão empresarial e quer levar essa maravilha para o Brasil e o Mundo!

7 COMENTÁRIOS

  1. Sempre um prazer acompanhar seus pensamentos! Fico cada vez mais fã! Não irei ao TEDx, mas vou ficar ligada na transmissão da palestra. 🙂
    bjs, Mari

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome