Tendências para 2016: Confira as principais Oportunidades e Ameaças

0
1190
Tendencias para 2016

Faltando poucos dias para o fim do ano é hora de começar a pensar nas estratégias para 2016 e para te ajudar com as reflexões dos rumos dos negócios em 2016 resolvemos fazer esse post com diversas tendências para 2016, com algumas sugestões de como você pode minimizar as principais ameaças e aproveitar as principais oportunidades.

Planilha de Análise SWOT

Tendências para 2016

Câmbio mais alto no próximo ano

Dólar

Assim como nesse ano tivemos picos com o dólar chegando a R$4,00, o cenário é que o câmbio continue ou até piore a situação em relação a 2015.

Oportunidades: Com o dólar mais alto o mais favorável é investir para fazer exportações e tentar alcançar mercados internacionais. Além disso é um bom momento para empresas brasileiras substituirem produtos e serviços prestados por empresas fora do país, já que com esse tipo de cenário vai ser comum as empresas se voltarem para o mercado nacional em busca de fornecedores nacionais.

Ameaças: Quem depende de importações vai ter um ano com um cenário bem pessimista e para neutralizar esse tipo de ameaça vai ser necessário criar planos de contingência e tentar cortar gastos de outras maneiras, se não for possível trocar por um fornecedor nacional. É um bom momento de renegociar prazos e preços com fornecedores fora do país.

Inflação mais alta

Dragão da Inflação

A própria desvalorização da moeda brasileira além das alta dos preços de serviços administrados, como energia, telefonia, água e combustível vai fazer o preço de tudo aumentar. Com a inflação mais alta a taxa SELIC vai aumentar o que significa maiores taxas de juros.

Oportunidades: Com a inflação puxando a taxa de juros para o alto é um bom momento para as empresas investirem em Renda Fixa.

Ameaças: É importante, para esses momentos de inflação mais alta, ter uma reserva de contingência já que os custos, fixos e variáveis, terão uma tendência de aumentar portanto, cuidado com seu capital de giro. Além disso tenha também cuidado na hora de negociar com seus fornecedores principalmente se existir taxa de juros envolvida.

Ano de Olímpiadas 

Olimpíadas

Em 2016 ocorrerão as Olimpíadas no Rio de Janeiro. Um dos eventos esportivos mais conhecidos do mundo a projeção é que as Olimpíadas movimentem 1,05 bilhão de dólares e que tragam entre 200 e 300 mil turistas para o Brasil.

Oportunidades: Com o dólar valorizado os turistas terão mais poder de compra e consequentemente mais dinheiro para gastar. Empresas do setor de turismo e hotelaria tem tudo para faturar alto se investirem em atendimento ao cliente e infraestrutura.

Ameaças: Cuidado com questões de copyright. Assim como na Copa, empresas que não patrocinam os Jogos Olímpicos não podem de forma alguma utilizar das imagens e textos que se relacionem aos jogos. Essa associação indevida pode causar uma multa e um processo por infração de direitos autorais. Para saber mais sobre questões de copyright, clique aqui.

Planilha de Análise SWOT

Economia Colaborativa vai ser uma realidade

Economia Colaborativa

A economia colaborativa é um modelo onde qualquer um pode ser consumidor ou prestador de serviço enquanto uma empresa no meio faz a ponte. Se você tem um quarto sobrando na sua casa e quer ganhar um dinheiro com ele ou vai viajar e quer ficar em um lugar mais barato que um hotel, pode botar o seu quarto para alugar ou alugar um quarto via AirBnb. O Uber, por exemplo, consegue juntar em uma ponta pessoas que tem um carro de luxo e querem ganhar um dinheiro extra e na outra ponta quem quer se locomover pagando bem pouco.

Oportunidades: Para quem quer começar um novo negócio vale estudar mais sobre o tema, os modelos de negócio atuais e ver se existe algum nicho específico que ainda não tenha ninguém entregando alguma proposta de valor.

Ameaças: Se você tem uma empresa ou serviço que é do mesmo setor de alguma dessas empresas da economia colaborativa é hora de investir em diferenciais para o seu negócio. O problema com os taxistas e o Uber por exemplo poderia ser facilmente resolvido se os motoristas de táxi ao invés de tentarem criar confusão investissem em carros melhores e numa prestação de serviço melhor.

Mais gente vai trabalhar remotamente

trabalho remoto

Num mundo onde a internet e a tecnologia no geral fazem cada vez mais parte das nossas vidas e onde as entregas de trabalho e resultado podem ser feitas enviando simplesmente um email, exigir que seus funcionários fiquem 8 horas por dia dentro de um escritório só para cumprir horário é até errado. O trabalho remoto, onde cada funcionário pode trabalhar de onde bem entender (um café, um coworking ou de casa) é um modelo que cada vez faz mais sentido.

Oportunidades: No momento atual e futuro do nosso país com os problemas econômicos que falamos acima, cortar um custo como um aluguel de um escritório, por exemplo, podem ajudar e muito na hora de manter a saúde financeira da sua empresa. Além disso oferecer a opção para seus funcionários de trabalharem remotamente é um diferencial na hora de manter seu capital humano na empresa.

Ameaças: Diversas empresas já estão oferecendo a opção de trabalho remoto e, com isso, se você não se adaptar a tendência pode perder seus funcionários para empresas que oferecem esse benefício.

Responsabilidade Social e Ambiental não vai ser mais perfumaria

Desastre Ambiental

Depois da falha grave da Samarco/Vale/BHP em Minas Gerais nesse ano a tendência é que tanto consumidores quanto o Estado comecem a fiscalizar e a ter um olhar mais crítico em relação a esse tipo de comportamento.

Oportunidades: Entender que o seu negócio faz parte de uma sociedade é essencial portanto verifique se existe algumas possibilidade de prejudicá-la ou ajudá-la e trabalhe em cima disso. É importante ressaltar que isso deveria ser um dever ético do gestor e não uma maneira de trazer publicidade para a empresa. Algumas iniciativas legais, como o Instituto Phi, tem surgido nesse sentido de unir empresas que querem ajudar a sociedade mas não sabem direito como fazer

Ameaças: Empresas que não tiverem esse tipo de pensamento de se responsabilizar socialmente serão mal avaliadas por consumidores, independente do seu tamanho.

Gestores vão querer aprender mais

saladeaula

Com o cenário de crise as empresas que terão um diferencial serão aqueles que os seus gestores realmente queiram se desenvolver e aprender mais sobre gestão de negócios portanto a tendência para 2016 é que gestores queiram cada vez mais aprender e se utilizar de ferramentas para melhorar os seus trabalhos e aumentar a produtividade.

Oportunidades: Antigamente custava caro fazer um MBA e tomava muito tempo do gestor, que ainda precisava tocar a operação. Hoje em dia o acesso ao conhecimento é bem fácil. Aqui no nosso Blog tentamos ajudar os gestores com dicas e práticas de gestão na prática, por exemplo.

Ameaças: Gestores que resolverem continuar pautando seus negócios apenas em intuição e não adotarem boas práticas vão começar a sofrer já que a crise vai atingir mais forte quem não tem controle básico sobre alguns assuntos de gestão como atendimento ao cliente, gestão financeira e marketing, por exemplo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome