Ter sócio é uma M…..

4
980
Ter socios e uma m

Post por Marcos Pinheiro, nosso mais do que assíduo blogueiro. Ao final, alguns comentários meus…

Ter sócio é uma M…..

Qualquer empreendedor já ouviu ou proferiu frases como o título do texto. O senso comum, atualmente, vê a sociedade como um grande perigo, um mal às vezes necessário, a beira de um abismo cavernoso. Será que é para tanto?

Acho justamente o contrário. A formação de sociedades foi FUNDAMENTAL para o desenvolvimento humano. A junção de diferentes pessoas e habilidades para um fim comum foi necessária para domesticar novos territórios, desenvolver agricultura e pecuária. Após a consolidação do dinheiro como meio de troca, essa tendência só se aprofundou. Durante as grandes navegações, por exemplo, as Companhias das Índias, primeiras S.A. da história, resultaram de sociedades entre pessoas que necessitavam juntar habilidades e capital para explorar o novo mundo. Em suma, sociedades sempre foram necessárias para alcançar objetivos distantes. A interação não é uma simples soma. Mais do que isso, permite que 2 + 2 sejam igual a 5.

Esse horror contemporâneo à formação de sociedades é em boa parte fruto de um mundo paranoico, competitivo e individualista. A perda de valores coletivos, como solidariedade, ética e cooperação, gera um clima de suspeição generalizada, faz da sociedade um grande perigo. Se associar te deixa “legalmente exposto”, visto como grande risco num mundo em que a medida do legal Vs ilegal infelizmente tem muito mais valor do que o moral Vs imoral e o ético Vs antiético.

Acho uma pena que o conceito de sociedade esteja tão contaminado. Na verdade, são as pessoas que estão. A paranoia é tanta que os bem intencionados estão se traumatizando e aceitando a lógica do mundo cão como forma de defesa. Passam de vítimas a reprodutores do discurso.

Acredito que temos como missão mudar esse quadro. Não podemos nivelar pela paranoia, aceitar o individualismo defensivo. Sofrer uma rasteira e virar entusiasta do “pior, porém seguro” engessa o mundo e dificulta a ação de quem quer fazer diferente, fazer melhor. Formar sociedade é fundamental, é lindo. Formar sociedade não é uma merda, mas sim o que nos faz humanos.

Comentários

1. Esse post veio em boa hora para mim, pois de fato muitos amigos e clientes nos últimos meses tiveram boas oportunidades para entrar em sociedades, mas a desconfiança ainda impera.

2. Se você está com pé atrás, valorize isso. É um mecanismo de defesa seu. Só não se trave por isso. Faça acordos. Se tudo der errado, se você e seu(s) sócio(s) discordarem em tudo, como se dará a tomada de decisão? Se alguém quiser entrar/sair, como isso será feito? Tenha isso claro, não apenas delegue a um dos sócios a incunbência de escrever o burocrático contrato social. O combinado nunca é caro.

3. Ame seus sócios. Eles são sua família. Se você não está os amando e trabalhando sua relação com eles, você está perdendo boa parte da graça de empreender.

4. Se esse post chegou tarde demais para você e sua relação já está desgastada, já tem aquele fantasma de insegurança e incerteza no ar, não deixe que esse fantasma se torne ainda maior. Afinal como diria um grande amigo meu, antes tarde do que mais tarde! Seu sócio não te ouve? Seja extra solítico com ele, mostre que você está disposto a não só ouvi-lo, como trabalhar profundamente suas ideias e pontos levantados. Seu sócio não está entregando resultado? Defina com ele de forma coletiva o que quer dizer produtividade dentro da empresa de vocês e ajude-o a cumprir com seus deveres, não espere ele deixar de cumprir para você se provar certo. E lembre-se do mais importante, o que nos irrita nos outros é o que não gostamos em nós mesmos.

São dicas muito sutis, porém tem mudado minha forma de ver e agir quando o tema é sociedade!

E você, como anda sua sociedade?

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO Limite da Gratuidade
Próximo artigo5 Características de Um Internet Banking Perfeito
Leandro Borges
Leandro começou a vida profissional prestando consultorias centenas de pequenas empresas em todo o Brasil e foi professor em instituições como SEBRAE, Vale, Souza Cruz, FIRJAN, COPPE e FGV. Hoje, é encantado pelas facilidades que o Excel traz para a gestão empresarial e quer levar essa maravilha para o Brasil e o Mundo!

4 COMENTÁRIOS

  1. Oi Lito, muito bacana a reflexão que você gera. Me taque um Plano de Negócios o primeiro empreendedor que nunca levou uma puxada de tapete. Mas como vc diz, faz parte, e a Psicologia e estudos quânticos defendem que atraímos, percebemos e refletimos nos outros o nosso lado luz e sombra, então até o que acontecer de ruim é feedback pessoal de melhoria. Por que atraí este tipo de situação? O que tem desta pessoa/situação em mim? Como posso alterar o processo proativamente nas próximas vezes? Continuemos, empreendedores!

  2. Caro Marcos: concordo inteiramente contigo; sem sociedade é quase impossível empreender neste mundo atual, ser tão multitarefa e poli qualidade quanto é exigido e necessário;
    Caro Lito: também é obrigatório ter as precauções e não entrar de olhos vendados numa.

    Abração Tomas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome