Vai vai vai – Vem vem vem: Não Seja um Gestor Papai Joel

0
493

Joel Natalino Santana é um dos treinadores mais emblemáticos do Brasil. Ao lado de outras grandes figuras e símbolos, ele consegue resumir em sua pessoa diversas características do povo brasileiro. Papai Joel, como também é conhecido devido ao seu estilo paternalista, já nos deu muitas alegrias, seja pela quantidade de títulos cariocas conquistados em todos os times ou seja pela clássica entrevista em “inglês” como treinador pela seleção da Africa do Sul.

No entanto, apesar de todo o seu carisma e bom relacionamento com o elenco, Papai Joel está mal há muito tempo e o seu modelo de gestão chamado de “Vai vai vai – Vem vem vem” está caindo em decadência por uma maior profissionalização da classe. Não adianta mais dizer que tem estrela quando outros técnicos já largaram a pranchetinha há décadas. Neste sentido, podemos traçar um paralelo entre o estilo de Papai e de muitos gestores.

 

Para quem não está iniciado no assunto, o método “Vai vai vai – Vem vem vem” consiste em gritar para os jogadores irem para frente quando estão no ataque e para correrem para trás quando estão na defesa. Muito elaborado, né? No lado empresarial, conhecemos esse estilo como “Apagar Incêndios”. Igualmente elaborado.

Ambos são “métodos” que demonstram uma falta de planejamento e estratégia, para não dizer desatualização e menosprezo do desafio em mãos. Ambos os “métodos” estão baseados em uma premissa de que existem pessoas com estrela e talento e outras não. E é isso que importa. Baseiam-se que para o talentoso a pranchetinha resolve apenas de outras pessoas “mais limitadas” estarem utilizando cálculos estatísticos para definir estratégias baseados em um acompanhamento físico e psicológico de seus jogadores.

Assistimos o “Vai vai vai – Vem vem vem” reinar no estilo de gestão do brasileiro, muito embora todos gostem de afirmar que sucesso é “1% inspiração e 99% transpiração”. Acredito que está na hora de aceitarmos nosso “Joelismo” e mudar.

 

Como mudar? Existem muitas saídas e cada uma vai funcionar melhor dependendo da empresa e do empreendedor, mas a mensagem é uma só: se você se identificou com o “Vai vai vai – Vem vem vem” apagador de incêndios, você precisa refletir sobre as suas premissas enquanto gestor e buscar atualização, de preferência com pessoas que já passaram por isso.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome