Como Fazer um Fluxo de Caixa [VÍDEO]

1
148

 Para quem não viu, estamos postando hoje a vídeo-palestra sobre fluxo de caixa!

Palestra de Fluxo de Caixa

Muito boa tarde a todos, eu sou Rafael Avila, um dos sócios da LUZ, e eu vou tá com vocês hoje na palestra online que a gente vai falar sobre o fluxo de caixa, e vamos tentar descomplicar um pouco, desmistificar o fluxo de caixa, então o nome da palestra é fluxo de caixa sem mistérios, e hoje eu espero que eu consiga agregar a vocês um pouco do conhecimento prático que a gente usa na LUZ e já usou em centenas de empreendedores, empresários e microempresas.

Antes de entrar propriamente na palestra, eu queria de dar uma excelente notícia para todo mundo que tá assistindo agora, todos vocês que estão assistindo vão ganhar o livro digital “Indicadores Financeiros”. A gente tinha feito essa promessa no Facebook, se a gente atingisse 200 inscritos no nosso Hangout a gente ia fazer essa divulgação, a gente conseguiu chegar a mais de 200 inscritos, foram no total quase 300 e, bom, vocês é que se dão bem, todos vocês que estão assistindo vão ganhar esse livro diretamente no email que vocês cadastraram pra assistir o nosso hangout.

E, a gente vai começar agora falando um pouco de fluxo de caixa, propriamente dito. Fluxo de caixa é uma coisa relativamente simples, mas que muita gente se complica, muita gente tem medo, e pouca gente faz bem feito, é por isso que é um dos assuntos que a gente vai abordar aqui, vai entrar diretamente nele.

De uma maneira super resumida, o fluxo de caixa é a quantidade de caixa que entra e sai de uma empresa num determinado período de tempo. Você pode fazer um fluxo de caixa para um ano, para um mês, para um semana ou para quanto tempo você quiser. A grande verdade é que não existe resposta certa para nada nessa vida e a gente tem esse mesmo fato valendo para o financeiro da sua empresa. Então, se fosse prefere fazer uma análise mais detalhada, todos os dias, você pode fazer essa análise detalhada. Se você prefere fazer uma análise um pouco mais completa, todos os meses, você também pode fazer.

Como eu disse, não existe verdade absoluta, aqui na LUZ, por exemplo, a gente faz uma análise semanal e mensal, então toda semana a gente revisa nossos indicadores financeiros e uma vez por mês a gente faz uma reunião global onde a gente dá uma olhada mais aprofundada em todas as nossa metas e o que que a gente precisa fazer pro mês seguinte ou não. O importante é saber que você precisa do fluxo de caixa se você quer controlar a saúde financeira da sua empresa.

Então, vamos continuar, e se a gente sabe que a gente precisa fazer um fluxo de caixa para a empresa funcionar bem, a gente também sabe que é essencial ter uma estrutura básica, uma coisa que você vá conseguir olhar e falar “beleza”, meu fluxo de caixa passa por esses quatro pontos e passando por esses quatro pontos eu consigo ter uma análise geral global dele.

Então a gente levantou aqui quatro pontos essenciais, o primeiro deles é o plano de contas, o segundo são os lançamentos, basicamente qualquer empresa tem lançamento de receitas e despesas, que a gente vai explicar um pouquinho melhor daqui a pouco, e também contas a pagar a receber e o fluxo de caixa, e por fim indicadores e gráficos. No final das contas, você precisa saber que, indenpendentemente do que você faça, têm alguns complicadores que quase todo mundo que trabalha com o financeiro, ou muita gente que trabalha com o financeiro, e não gosta muito, faz, que é o que a gente complica mesmo no fluxo de caixa.

Basicamente a gente levantou aqui seis pontos: falta de conhecimento de alguns termos financeiros, então você pode estar pensando ai, “po, eu faço a gestão da minha empresa, mas eu não sei o que é plano de contas, ou nem sei se minha empresa tem plano de contas”. Se você tem esse desconhecimento, muito provavelmente você vai ter uma dificuldade maior, o que vai gerar, talvez, uma análise um pouco mais pobre ou mesmo você jogar o seu financeiro pro lado e não entender como está a sua realidade no dia-a-dia.

Outro ponto muito importante que muita gente complica é o costume de lidar com números. Então acho que desde que a gente é pequeninho, a gente vai crescendo, e a grande maioria das pessoas começa a criar aquela aversão a números, “Ah, matemática é difícil, eu não gosto muito”. Bom, hoje em dia, você nao precisa da matemática para quase nada quando se trata do financeiro. Se você tiver uma ferramente de fácil uso, você consegue fazer tudo sem nenhum conhecimento de matemática.

Por fim, você ainda vai ter outros pontos, como: financeiros muito detalhados, que gera uma complexidade muito grande e isso acaba dificultando mesmo a realidade de seu dia-a-dia, processos financeiros mal realizados ou alguns complexos também,você pode ter um gasto muito grande com tempo operacional de lançamentos e coisas do tipo, e você também pode ter pouco gasto de tempo com análise, o que é um dos grandes problemas dos financeiros de maneira geral, você tem pessoas que tem um gasto de tempo muito grande em fazer lançamento e você tem poucas pessoas que gastam mais tempo fazendo análise. Bom, basicamente esses são os complicadores principais do financeiro e se você não estiver prestando atenção nesses itens, muito provavelmente você vai sentir essa dificuldade e o seu fluxo de caixa não vai andar muito bem, e provavelmente vai ser um mistério para você também.

Então, o aprendizado número um que a gente tira desse primeiro passo de entendimento global do que é o fluxo de caixa é que o sucesso das finanças está muito dentro da análise. Então tudo o que a gente falou que é importante vai culminar uma análise bem feita, e se você tiver uma análise bem feita você com certeza consegue pensar em planos de ação, em medidas de direção, pro financeiro da sua empresa ficar cada vez melhor. Então você pode, através de uma análise bem feita, entender que a sua empresa vai entrar num prejuízo, vai entar no vermelho daqui a dois meses. Sabendo disso, você pode ter uma medida de direção, gerar mais esforços de venda, por exemplo, o de redução de custos e por aí vai. Sem análise você não conseguir direcionar o seu financeiro. Esse é o nosso aprendizado número um de hoje, e talvez o mais importante até o final da palestra.

Sabendo que esse é o aprendizado mais importante, pra você simplificar sua vida você precisa pensar em formas de simplificação do seu controle, então se você controla seu financeiro com uma planilha, com um sistema, com um caderninho, independentemente da forma que você faça isso, você precisa simplificar, e aí com essa simplificação você vai conseguir mandar muito bem nessa análise de indicadores e gráficos, principalmente. Então quando a gente tá falando de análise, a gente sempre vai entrar algum dos indicadores que são essenciais pro financeiro de qualquer empresa, por exemplo, a lucratividade da sua empresa, a gente vai entrar nele daqui a pouco, e gráficos que vão tornar muito mais fácil, prático a visualização de como tá a sua empresa em determinado momento.

Bom, agora que a gente já sabe desses fatores essenciais e primordiais de um fluxo de caixa bem feito, a gente já pode entrar na simplificação das finanças, de como você consegue pensar em tornar tudo mais simples. O primeiro ponto é pelo plano de contas, essa é uma palavra, uma expressão, que poucas pessoas conhecem, muitas já talvez tenham ouvido falar, mas que não tem muita noção do que que é isso, de fato, no seu dia-a-dia, do que que representa.

Então basicamente, só pra explicar, plano de contas são as classificações que você dá pra cada entrada e saída que a sua empresa tem. Então para cada item de receita ou de despesa que a sua empresa gera, esse item tem que tá enquadrado num grupo maior de contas, e esse grupo de contas é chamado de plano de contas. Eu vou entrar numa especificação da própria LUZ para que vocês entendam melhor.

Então muitos sistemas, ou a própria planilha de fluxo de caixa, que a gente tem aqui na LUZ, já vem com sugestões de plano de contas. Obviamente, cada empresa tem o seu plano de contas, e o que fizer mais sentido para você vai estar certo. Então, se possível, é bom você estudar alguns exemplos, conversar com o seu contador pra saber que plano de contas vai ser o seu. Olhando no exemplo da LUZ a gente vai perceber justamente nessa questão de simplificação ou não, que você pode ter diversos níveis dentro de seu plano de contas. Então uma grande conta de qualquer empresa é a conta de receitas. Essa conta de receitas ela pode ser dividida em receitas com vendas de produtos, receitacom vendas de serviços, e a gente até poderia ter colocado aqui receitas não operacionais, que são as receitas financeiras que uma empresa pode ter. Além disso, você pode descer um nivel a mais ainda,a sua receita com venda de produtos pode virar receita com venda de ferramentas digitais, que é o que a gente faz aqui na LUZ. Essas ferramentas digitais você pode descer um nível a mais, podem ser auto-consultorias, planilhas, livros digitais, cursos on-line, e por aí vai. E, entrando no caso das planilhas, você ainda pode descer um nivel a mais pra planilhas financeiras, e se você ainda quisesse, você poderia descer um nível a mais para planilha de fluxo de caixa, por exemplo.

Agora eu pergunto pra vocês, será que vale a pena todo esse detalhamento que acabei de falar? Eu digo que não, então aqui na LUZ a gente é fã da simplificação de coisas objetivas e simples, é por isso que no nosso plano de contas a gente só desce, no máximo, até venda de ferramentas digitais. Todos os outros itens a gente faz análises diferenciadas, obviamente, pra saber quantas planilhas a gente vendeu, mas em termos do financeiro, a gente não faz essa análise, a gente tem uma análise mais global que a gente vai saber dentro de receitas de venda de produtos se a gente vendeu ferramentas digitais, se a gente vendeu alguma outra coisa, e dentro de receita com venda de serviços se a gente vendeu consultoria, cursos on-line, palestra e-company, e por aí vai também.

Então dentro dessa lógica, plano de contas ele tem que ter, no máximo, 2 níveis, esse é o ideal, esse é o que a gente indica para ele ficar bem simples e de fácil uso. Fora isso, você pode ter outros tipos de análise também e a gente vai apresentar um exemplo de um plano de contas de dois níveis no final da palestra.

Continuando coma simplificação de seu financeiro a gente vai ter os recebimentos, pagamentos eo fluxo de caixa. Basicamente para você simplificar esses itens, dentro de recebimentos, por exemplo, é só você definir as maneiras que você recebe os pagamentos, normalmente em dinheiro, cheque, depósito bancário, boleto bancário e cartão de crédito ou débito, são as maneiras mais simples e comum, qualquer empresa faz.

Dentro de pagamentos é so tu ter noção que vão ser essas cinco maneiras, também, que você muito provavelmente vai utilizar e que, se você for pagar conta todos os dias, você vai acabar perdendo tempo, então você pode escolher dois dias do mês, por exemplo, para realizar todos os pagamentos.

Isso vai permitir que você programe melhor a sua vida e o financeiro da sua empresa, evitando assim problemas de fluxo de caixa e coisas do tipo, e além disso, você tem uma simplificação do fluxo de caixa onde você consegue ver o seu resultado financeiro, se você tiver fazendo muito bem essa análise financeira e simplificação, e tudo isso você vê por um sistema online ou por uma planilha, então pra você simplificar o seu fluxo de caixa tem uma ferramenta que já faz os cálculos automaticamente para você, que já te dê respostas depois de um preenchimento. Assim você não fica quebrando a sua cabeça ou perdendo muito tempo com cálculos matemáticos e por ai vai, uma boa planilha consegue entregar isso para vocês.

Agora que a gente já entendeu isso, a gente vai para outro ponto que era tão importante quanto esse de simplificação, que é a parte de análise. Então se a gente sabe que o fluxo de caixa é importante para a saúde financeira da nossa empresa, e a gente precisa saber exatamente como ele tá e que pra gente fazer isso bem no nosso dia-a-dia a gente precisa simplificar e analisar, a gente tem que se aprofundar um pouquinho mais em como analisar.

E aí eu coloquei aqui quatro itens, que são itens essenciais de análise financeira. Primeiro deles são as receitas e despesas, então, basicamente, quando a gente fala de receitas e despesas você precisa todo mês verificar se existe um padrão ou uma média na sua empresa. Então se você tem, por exemplo, uma média de faturar R$ 50.000,00 por mês e você tem um mês que você faturou R$20.000,00, será que aconteceu alguma coisa diferente nesse mês para que ele tivesse tão fora da curva, pra que ele tivesse tão fora do padrão ou da média que você tem, ou realmente é uma coisa sazonal, é uma coisa que o seu mercado naquele mês, todo ano acontece da mesma maneira, e por ai vai.

Então se você consegue pensar nas suas receitas e despesas e ter uma análise cotidiana, contínua dos seus itens de receitas e despesas, você vai ter, consequentemente, mais tempo para fazer esse controle, mais tempo para você entender se tem alguma coisa que tá fora do seu padrão. Da mesma forma que se você tiver algum ponto fora do padrão pra cima, você precisa entender por que que aquela receita explodiu naquele mês, foi muito boa e por aí vai.

Depois de fazer a análise das suas receitas e despesas, um outro item muito bom é o seu saldo mensal e acumulado. Então toda a empresa, no final das contas, vai ter a sua reserva de dinheiro. Então você pode ter de reserva de dinheiro R$ 1.000,00 , R$ 0,00, pode estar no prejuízo, pode estar devendo, ou pode ter R$ 50.000,00. E de acordo com o andamento do ano, com o período de análise que você faz do seu fluxo de caixa, você pode ter uma depreciação, você pode ter uma queda do valor desse acumulado, ou você pode ter um acréscimo dele. O ideal é sempre ter um acréscimo, que isso indica lucro da sua empresa, mas também, ao mesmo tempo, você pode cada vez mais buscar formas de investir esse dinheiro sabendo o quanto você tem ali na frente acumulado, quanto você vai poder gastar.

Então dentro desta realidade, o saldo mensal sempre vai ser o seu lucro e prejuízo e o seu saldo acumulado o quanto você tem em caixa. Nesse sentido o lucro pode aumentar o seu caixa e o prejuízo vai reduzir o seu caixa de um mês para o outro, precisa ter uma análise profunda disso. E ai, é lógico que é legal você buscar sempre um acúmulo de caixa para meses mais difíceis, mas saber também ter um equilíbrio disso para você investir na sua própria imprensa, no seu crescimento e por ai vai.

A gente tem um terceiro ponto, o da lucratividade, então, basicamente, a lucratividade é o cálculo que vai mostrar qual o percentual de lucro que sobra depois de todas as despesas serem retiradas da sua receita bruta, e ai isso vai te dizer o quanto a sua empresa tá sendo lucrativa no final do mês. A gente coloca aqui que você precisa buscar percentuais superiores a 10%, mas é sempre importante ter em mente que cada mercado é um mercado, cada negócio é um negócio, e já que a gente sabe que cada negócio é um negócio diferente dele, pode ser que a sua margem de lucro não supere 2%, nesses casos quando você tem uma margem de lucro baixa é importante você ganhar na escala.

Então é sempre bom você ter essa visão de qual tá seu lucro aqui embaixo, por que você vai saber no exemplo picho aqui que se você ganha 100 reais por mês, e você gasta 98 reais, ou seja, só sobra 2 reais de lucro, tá sobrando muito pouco dinheiro. Talvez esse seja um indicador de que você precisa reduzir custos variáveis da sua produção ou da sua prestação de serviços, ou você pode ter custos fixos muito altos, seu custo variável é baixinho, mas você tá produzindo muito para pagar esses custos fixos. Talvez você consiga pensar em uma outra forma de reorganizar a sua estrutura de custos.

Então essa análise da lucratividade é uma outra análise super importante quando a gente fala de fluxo de caixa e análise financeira, e por fim a gente vai ter análise dos gráficos que talvez seja a mais elucidativa pra todo mundo que é um pouco leigo, que ali você vendo o gráfico se tem um indicador que tá fora da curva, que ele tá diferente, você consegue ver de maneira super visual e prática.

Então, basicamente, os gráficos vão permitir que você analise alguma tendência, então se tem alguma tendência da sua receita tá crescendo mês a mês, se as suas despesas estão crescendo ou não, e por aí vai. Então você consegue ter essas tendências de crescimento ou de queda, e também vai te ajudar a identificar pontos fora da curva. Se você entende qual é a distribuição de cada um desses itens você consegue facilmente ter um entendimento do seu financeiro um pouco melhor. Um item aqui é que legal também de colocar é que se você tem algum software ou uma planilha que te ajude nessa geração automatica de gráficos, é importante que eles também pensem nas sub-contas.

Então você pode ter uma análise se a sua receita tá subindo ou tá caindo mês a mês, você pode ter uma análise dentro dessa receita se você tem um percentual maior de receitas de vendas de produtos ou de serviços, e isso vale também para suas despesas.

Agora que eu já falei, basicamente, tudo o que é essencial deuma planilha de fluxo de caixa e de como usar o fluxo de caixa dentro da sua empresa, eu queria mostrar pra vocês um exemplo de uma ferramenta da LUZ que, na nossa opinião aqui, engloba, abarca todos esses itens para vocês terem uma noção. Caso vocês não utilizem ela, do que que uma ferramenta precisa ter e do que vocês precisam dentro do financeiro de vocês olhar.

Então eu vou abrir aqui a nossa planilha de fluxo de caixa, essa aqui é a nossa planilha de fluxo de caixa versão 2.0, é uma versão nova que a gente tá lançando hoje e ai queria apresentar para vocês. Então basicamente em todas as nossas planilhas de versões 2.0 a gente tem uma aba inicial onde você consegue navegar pela planilha. Então como tinha prometido para vocês, olha como é uma estrutura de plano de contas. Numa estrutura de plano de contas você vai ter sempre análise dos itens que geram receitas para a sua empresa como a receita com vendas de produtos, receita com venda de serviços, e itens que geram despesas para sua empresa como despesas full marketing e despesas operacionais.

Como eu falei, aqui a gente só tem dois níveis de plano de contas, o nível um que é a receita com venda de produtos, e um nível abaixo que ai a gente pode colocar aqui livros, apostilas, chaveiro que desfaça você mesmo, isso é só um exemplo. Então dentro da sua realidade, supondo que você fosse uma padaria, você precisa também pensar em quais são os itens que você tem de venda de produtos, por exemplo laticínios, a parte de panificação e por ai vai, e sempre pensando em como agrupar esses itens.

Eu to falando de agrupar, pra quem não entendeu, só pra deixar bem claro, a gente tem diversos serviços de consultoria de estratégia, que pode ser serviço de planejamento estratégico, modelagem de negócios, aceleração de empresas. Todos esses itens ficam dentro do item maior consultoria estratégico, que é um grupo de receitas com vendas de serviço.

Vou mostrar pra vocês como utilizar isso na prática, então qualquer planilha ou ferramenta de fluxo de caixa você tem tanto o plano de contas como a aba de lançamentos. No nosso caso a gente tem 12 abas de lançamento, você clica aqui automaticamente, e já vai para essa aba de lançamentos, e aqui você vai fazer todos os lançamentos da sua empresa. Supondo que eu tivesse uma venda de um serviço de planejamento estratégico, eu vou lá adiciono esse item dentro do meu financeiro, hoje é dia 18 então no dia 18 eu vendi um serviço de planejamento estratégico, e ai eu vou enquadrar ele dentro de um item do plano de contas.

Nesse caso, como eu ja tinha falado para vocês, consultoria estratégica é uma receita com venda de serviços, isso aqui gerou para a minha empresa R$5.000,00 e esse valor eu já recebi, então tá pago. Isso tudo automaticamente atualizado com o saldo que a gente tem em conta na empresa, a planilha já gera isso automaticamente, ela também já gera uma visão diária, então no dia 18 a gente ganhou R$5.000,00 em receita e não teve nenhuma despesa, gerando um total de R$5.000,0 de lucro naquele dia, e já gera também aqui os totais do mês, esse aqui foi um mês lucrativo para a empresa apesar do acumulado ter sido pior do que a gente já tava vendo.

Pronto, fiz um lançamento no mês de fevereiro. Eu poderia vir aqui fazer um lançamento no mês de novembro, fazer um lançamento em qualquer mês. Depois de fazer os lançamentos, qualquer planilha que se preze, e a nossa planilha é assim, ela vai gerar para você todos os outros dados automaticamente. Então a gente tem aqui dados de contas a pagar, que é quanto a empresa tá devendo, a gente tem dados de contas a receber, que é quanto a empresa precisa receber, e isso tudo fica englobando na parte de fluxo de caixa.

Então basicamente a gente vai ter aqui na parte de fluxo de caixa quais foram as receitas reais da empresa, que vão mês a mês mostrando, quais foram as despesas reais e qual foi o lucro por prejuízo mês a mês. Isso tudo já tem formatação condicional pra eu te mostrar quais foram os melhores meses e os piores meses, isso ajuda na visualização. Isso também gera um valor acumulado, um cálculo de lucratividade automático e você tem aqui numa outra tabelinha contas a receber e contas a pagar.

Qual é a diferença da receita e despesa real do contas a receber e a pagar? Basicamente receita e despesa real que já entrou na sua conta, que você já tem, e o contas a receber e a pagar é o que você tá devendo ou que alguém tá devendo para você e você ainda vai receber. Isso tudo, dentro da nossa planilha, gera algumas respostas automáticas que vão te indicar o que fazer e como fazer dentro da sua realidade. Então se você tem uma comparação de receitas reais com despesas reais no mês de Janeiro, aqui a gente já tem uma resposta automática te falando que você teve prejuízo e que se você teve prejuízo é bom você se preocupar com algumas coisas.

Automaticamente você também tem uma resposta de comparação contas a receber e a pagar, e isso está te falando que “beleza, você tem bastante conta ainda a receber e que você ainda não recebeu”, talvez esse seja um indicador para você correr atrás desse seus devedores e cobrar o que eles estão te devendo ou que deveriam ter pago naquele mês ou que ainda vão pagar, e pronto, você tem respostas automáticas.

Depois de ter essa análise do seu fluxo de caixa só fica faltando mesmo a aba de gráficos onde você vai ter uma análise financeira mais completa e aqui para essa análise financeira mais completa, a gente vai ter um gráfico que pega receitas reais e despesas reais e te dá o seu lucro real, então você consegue ver aqui de uma forma bem visual que voce tá tendo lucro mês a mês, que você tá tendo meses positivos, com exceção de janeiro e fevereiro. Você consegue ver também aqui, que a empresa que a gente está analisando não tem um padrão, ela oscila muito com meses positivos e meses não tão positivos assim, e da mesma forma com despesas muito altas e despesas relativamente baixas de um mês para o outro. Isso pode ser uma característica do negócio ou pode ser uma pessoa que tá gerindo mal o negócio.

Baseado nessa análise dos gráficos, você consegue tomar decisões melhores e pensar melhor pra sua empresa. Você também tem uma análise comparativa de contas a receber e a pagar, que no nosso caso ela é positiva já que você tem mais contas a receber do que a pagar, você tem uma análise de necessisdade e caixa e quanto você tem acumulado na sua empresa, então você percebe que se todas as projeções forem realiazadas até o final do ano, a empresa vai tá com R$18.300,00 acumulado, o que é um valor relativamente bom nesse caso que a gente tá analisando, e você vai ter despesas variáveis, despesas fixas de receitas detalhadas para que você consiga ter uma análise global.

Basicamente essa é a planilha, e se você tá pensando em qualquer ferramenta pra controlar o seu financeiro, seu fluxo de caixa, ela obrigatoriamente, ou de uma forma muito desejável, precisa ter esses itens. Ela precisa ter o plano de contas, ela precisa ter uma aba de lançamentos, onde você consiga fazer isso de maneira simples e acompanhar esses lançamentos, você precisa saber como anda o seu contas a pagar e a receber, e obviamente, talvez, o mais importante, o seu fluxo de caixa real que é quanto você tem em caixa de fato e o que que você pode fazer a respeito disso.

Essa é a nossa planilha de fluxo de caixa versão 2.0, vou voltar aqui para a apresentação e eu espero que ela tenha esclarecido muito desses pontos de como fazer essa análise do fluxo de caixa e como simplificar o seu fluxo de caixa. A gente acredita que ela é extremamente simples e objetiva e esse tem que ser o viés, a realidade de qualquer financeiro, simples e objetivo. Se ele não for dessa forma muito provavelmente você vai gastar mais tempo preenchendo e fazendo trabalhos operacionais do que fazendo trabalho estratégico, que é o mais inteligente que esse de análise e de tomada de decisão de melhoria para o seu negócio.

A partir daí, a gente chega a algumas conclusões essenciais para qualquer fluxo de caixa ser positivo, ser bom. Primeiro é

simplifique sempre que possível, não faça plano de contas gigantescos, com vários níveis, isso não serve para nada. Se você é um empresário pequeno não utilize balanço patrimonial, isso é uma coisa que você pode deixar nas costas do seu computador sem problema nenhum, por que é uma obrigatoriedade no final do ano mas você não precisa ter trabalho pra fazer isso.
É legal que você use uma ferramenta de controle, a gente na LUZ indica fortemente a nossa planilha de fluxo de caixa versão 2.0, mas se você gostar de alguma outra ferramenta, de algum software ou alguma coisa também é muito valido, a única coisa que não pode é querer controlar seu financeiro no caderninho, isso vai te gerar muitas dificuldades.
Faça análises sempre que possível, e sempre é possível fazer. Então, analise os seus dados financeiros, de receitas, despesas, lucratividade.
E por fim, sempre aproveite gráficos prontos, gráficos automáticos, que é isso que vai te dar uma visão mais global e que vai permitir que, se você fizer, outros funcionários da sua empresa, outras pessoas que trabalham com você, seus sócios, amigos entendam como a sua empresa está de uma maneira super rápida e fácil.
E a melhor ferramenta que a gente indica é a versão 2.0 da nossa planilha de fluxo de caixa. Se vocês entrarem agora em luz.vc/fc vocês vão encontrar essa planilha disponível pra venda, a gente tá fazendo esse lançamento hoje, exatamente agora, a gente acabou de colocar ela no ar.
É uma planilha excelente, tá muito legal, diversas novas funcionalidades em relação a nossa antiga pra quem já conhece. E especialmente hoje, para vocês que estão aqui presentes, a gente vai dar um super desconto, uma super promoção de 30% que vai ser valida só até meia-noite de hoje* (Promoção encerrada). Então se você tá pensando, é bom pensar rápido. O código de cupom que a gente deixou liberado é esse que tá na tela “fc123”. Esse código de cupom só vale para hoje, relembrando, e basta entrar no link que eu acabei de falar: luz.vc/fc, para vocês adquirirem a planilha. Eu acredito que vale muito a pena e que esse é o momento de vocês começarem a profissionalizar as finanças de vocês, e já deixar tudo preparado para o ano que vem, afinal de contas, nenhuma empresa consegue ser bem-sucedida por muito tempo se não for minimamente organizada na questão financeira.

Eu espero que tenha ajudado, eu espero que vocês tenham gostado da palestra, eu espero que vocês tenham entendido um pouco mais do fluxo de caixa e da importância dele para qualquer empresa e se vocês tiverem qualquer dúvida, qualquer dúvida mesmo, é só vocês me mandarem um email, e eu já já vou disponibilizar o meu email pra vocês aqui na tela e no que eu puder ajudar vai ser um prazer imenso.

Só pra finalizar, eu queria deixar claro e mostrar pra vocês que a gente tá com uma política agora nova de sempre tá trazendo temas interessantes em palestras onlines gratuitas para vocês, e a gente vai ter uma nova na semana que vai falar sobre táticas pro seu funil de vendas. Então tem muita gente que trabalha com serviços ou que tenha um funil de vendas já estruturado, mas que não consegue trabalhar ele muito bem. Então na semana que vem, no dia 27 de novembro** às quatro horas também, a gente vai fazer essa nova palestra online sobre táticas para o seu funil de vendas, e a gente já vai disponibilizar o link para vocês dentro do próprio canal do Hangout*** pra quem tiver interesse já pode fazer inscrição, já pode começar a se inscrever e na semana que vem a gente se encontra de novo.

E por fim, eu so queria lembrar pra quem chegou no meio, pra quem entrou no meio do Hangout, eu falei no começo mas vou repetir, a gente vai disponibilizar o livro digital Indicadores Financeiros pra todo mundo que participou desse Hangout, a gente vai fazer isso por que a gente prometeu dentro do nosso facebook que se a gente tivesse um número maior do que 200 inscritos, e a gente quase chegou a trezentos, a gente disponibilizaria ele.

A gente sempre vai fazer promoções similares para as próximas semanas, então pra você que gosta de aproveitar alguns itens gratuitos de muita qualidade que pode ajudar o seu dia-a-dia empresarial, fica ligado, se inscreva nas nossas palestras, participe aqui com a gente que a gente vai fazer mais coisas e semana que vem eu vou tá de volta.

Como eu tinha prometido também o meu email tá aqui na tela: rafael@luz.vc , eu espero que se alguém tiver uma dúvida me mande por email, se quiser pode mandar direto aqui no canal do Hangout que a gente responde ali direto no bate-papo, e qualquer outra dúvida é so entrar em contato comigo.

Muito obrigado pela atenção de vocês, pelo tempo que vocês tiveram aqui com a gente e eu espero que a gente tenha agregado um pouco mais no dia-a-dia empresarial de vocês. Um grande abraço e até semana que vem!

Planilha de Fluxo de Caixa em Excel

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSaiba organizar uma escala de trabalho produtiva para sua equipe
Próximo artigoO que são as 5 Forças Competitivas de Porter
Leandro Borges

Leandro começou a vida profissional prestando consultorias centenas de pequenas empresas em todo o Brasil e foi professor em instituições como SEBRAE, Vale, Souza Cruz, FIRJAN, COPPE e FGV. Hoje, é encantado pelas facilidades que o Excel traz para a gestão empresarial e quer levar essa maravilha para o Brasil e o Mundo!

1 COMENTÁRIO

  1. Leandro, uma pergunta, o que fazer com as diferenças de centavos? Como lançá-las em um fluxo? Exemplo: diariamente compro 300 ovos a 2,98 cada, só que, todas as vezes que vou ao supermercado pago com uma nota de cinco, portanto eles me devolvem o troco no valor de 2,00 redondos. Ao final do dia, terei 6,00 faltando em caixa, como justificar esta diferença? Ah, e na nota está registrado 2,98 cada ovo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome