- Texto após a publicidade -
Início Consultoria Como montar o seu organograma de consultoria

Como montar o seu organograma de consultoria

0
393
Como montar o seu organograma de consultoria: mão aponta para um elemento de um organograma
- Texto após a publicidade -

Chegou a hora de criar o organograma de consultoria para o seu negócio? Conforme a empresa começa a crescer e outros profissionais passam a fazer parte dela, cuidar da estrutura organizacional se torna uma necessidade urgente.

Afinal, uma coisa é trabalhar como consultor independente e estar à frente de tudo.

Mas o cenário muda bastante quando as funções e as responsabilidades são divididas entre várias pessoas.

Continue lendo para saber como montar um organograma e colocar a casa em ordem!

Organograma de consultoria: o que é e para que serve?

O organograma de consultoria nada mais é do que uma representação gráfica da estrutura organizacional da sua empresa.

- Texto após a publicidade -

Ou seja, de forma visual, mostra quais cargos existem, de que maneira estão distribuídos e quem são as pessoas que ocupam as posições.

Dessa maneira, tanto você quanto os seus colaboradores conseguem visualizar o todo.

E, a partir do organograma de consultoria, as responsabilidades, os papéis e os limites de cada um se tornam mais claros. Também fica mais fácil definir processos.

Isso porque ele permite que todos saibam a quem devem responder ou quem procurar para reportar qualquer tipo de situação, o que favorece a comunicação.

Quanto maior a empresa, mais necessária é a existência de um organograma.

Além de ajudar os colaboradores a se inserirem no quadro da empresa, ajuda as lideranças a gerenciarem suas equipes.

Como montar um organograma de consultoria para a sua empresa?

Veja a seguir as principais dicas que selecionei para ajudar você a criar um organograma para o seu negócio:

Identifique as estruturas de cargos da sua consultoria

Como montar o seu organograma de consultoria: atrás de um monitor está um homem que parece estar conversando e recebendo uma folha impressa de outra pessoa

O primeiro passo para montar o seu organograma de consultoria é pensar nos cargos de maior responsabilidade que existem na sua empresa.

Seja qual for o tamanho do negócio, a figura do CEO sempre existe. Abaixo dele, costumam estar:

  • Diretoria de Marketing e Comunicação: cuida dos canais de comunicação, elabora estratégias de marketing e de relacionamento com os clientes.
  • Diretoria Comercial: acompanha os resultados e busca alinhar as estratégias de vendas aos objetivos do negócio. Em alguns casos, pode fazer parte da Diretoria de Marketing.
  • Diretoria Técnica ou de Projetos: responsável pelo gerenciamento de projetos e por garantir as ferramentas necessárias para execução, sempre garantindo um alto nível de qualidade.
  • Diretoria de Administração e Finanças: planeja, organiza e acompanha as atividades administrativas e financeiras para garantir que tudo esteja em ordem.

Essas são as áreas consideradas fundamentais numa empresa de consultoria.

No entanto, se o negócio se expande, a estrutura organizacional precisa acompanhar esse crescimento. Assim, outros cargos talvez precisem ser criados, como:

  • Diretoria Jurídica: elabora e revisa contratos e documentos, além de acompanhar as mudanças na legislação para entender o impacto delas na empresa.
  • Diretoria de RH: responsável pela gestão dos profissionais contratados, recrutamento e seleção de candidatos, treinamentos e planejamento de carreiras.
  • Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento: tem o objetivo de aprimorar os produtos e/ou serviços oferecidos e buscar novos conhecimentos para melhorar o desempenho da empresa.
  • Diretoria de Infraestrutura de TI: gerencia a implantação e manutenção de infraestrutura de rede, servidores e programas. Também capacita os profissionais para usá-los de maneira adequada.

Escolha o tipo mais adequado de organograma

Fique sabendo que existem diferentes maneiras de distribuir os cargos no organograma de consultoria.

Geralmente, as posições são dispostas de maneira hierárquica, do alto para baixo. Isso quer dizer que existe uma relação de subordinação de um em relação ao que está acima.

E os que estão no mesmo nível hierárquico ficam lado a lado no gráfico.

No entanto, você pode optar por outro tipo de organograma de consultoria, desde que ele faça sentido para a realidade e os cargos da sua empresa.

Veja quais são alguns dos principais:

Clássico ou vertical

Este é o modelo de organograma tradicional usado pelas consultorias. Como comentei, baseia-se numa hierarquia.

O gráfico é representado por uma espécie de pirâmide em que o CEO ou presidente está no topo. Logo abaixo dele, estão os diretores, que ficam acima dos demais profissionais – quando houver.

Horizontal

No organograma de consultoria horizontal, a estrutura é a mesma do modelo clássico. O que muda é que, em vez de estarem de cima para baixo, os cargos estão dispostos horizontalmente.

A ideia é mostrar que as funções são diferentes, mas que não existem relações de poder entre um nível e outro.

Circular ou radial

O organograma circular busca dar menos valor à hierarquia e transmitir a ideia de colaboração. Para isso, distribui a estrutura em forma de círculo.

No centro está o CEO ou presidente. E os demais cargos são posicionados nas demais camadas do círculo. Quanto mais externas, menor o nível hierárquico.

Funcional

O modelo funcional é bem parecido com o clássico em termos de estrutura. Mas, em vez de focar nos cargos, foca nas funções de cada setor.

Isso quer dizer que as atividades ficam em destaque para facilitar o entendimento das relações funcionais dentro da empresa.

Matricial

Usado sobretudo por empresas com processos mais dinâmicos, o organograma matricial é formado por grupos de trabalho criados com base em competências técnicas.

Por ser mais flexível, costuma funcionar como uma estrutura temporária, formada para projetos específicos.

Conte com a ajuda de uma ferramenta

Depois de levantar os cargos e escolher o tipo de organograma de consultoria mais adequado para a realidade da sua empresa, é hora de desenhá-lo.

A boa notícia é que hoje existem diferentes ferramentas para você montar o gráfico da estrutura da sua empresa.

Programas como o PowerPoint, Word e Excel permitem fazer isso com muita facilidade, pois oferecem modelos de gráficos prontos para você preencher. 

Você também pode usar o modelo de Apresentação Organograma Flex do LUZ Prime. Ele ajuda os consultores a analisarem a estrutura atual de suas empresas ou criarem uma nova.

Quem gosta de usar e já tem familiaridade com aplicativos como o Trello ou monday.com também pode contar com eles. Graças às diversas funcionalidades que essas ferramentas possuem, você consegue agregar outras informações ao seu organograma.

A maneira de desenhar a estrutura da sua empresa de consultoria vai depender das suas preferências.

O mais importante é que você tenha consciência da importância de contar com processos de gestão bem estabelecidos.

Afinal, são eles que vão ajudar o seu negócio a crescer de forma sustentável.

Para otimizar cada vez mais o seu trabalho, conte com modelos prontos do LUZ Prime para facilitar não só a gestão do negócio como também a adoção de metodologias.

Quer ver uma prova de como funciona? Conheça o método que faz a McKinsey cobrar USD 400 mil por consultoria!

- Texto após a publicidade -