Custo de oportunidade: você sabe o que é?

0
3897
Custo de oportunidade, você sabe o que é?

Nesse artigo falaremos sobre:

Uma das maneiras mais simples de entender se vale a pena ou não investir em um negócio é fazendo o estudo de viabilidade econômica por meio de uma planilha. Veja uma aba de resultados da nossa planilha abaixo:

Simulação de Monte Carlo no Excel - Estudo de Viabilidade Econômica

Entender o resultado de um estudo de viabilidade é essencial, porque é isso que vai te levar a decisão de investir ou não nele. No exemplo acima, valeria a pena investir no negócio (pelos indicadores VPL, TIR e Payback), mas são tantas as preocupações antes de abrir uma empresa ou fazer um investimento em um novo equipamento ou máquina, que alguns pontos importantes podem ser esquecidos nesse processo.

Por exemplo, mesmo sendo positivo, quem garante que esse é o melhor investimento a ser feito? É por isso que eu digo que muitos empreendedores e gestores esquecem do custo de oportunidade, um valor implícito que não estará demonstrado nos relatórios contábeis de uma empresa, mas que é muito importante para a sua análise. Confira abaixo o significado desse termo econômico que é de fundamental importância para comparar a viabilidade ou não de possibilidades diferentes de investimentos em empresas.

O que é o Custo de Oportunidade?

Custo de Oportunidade ou Custo Alternativo são termos usados para definir o custo de uma oportunidade que foi deixada de lado. Basicamente, segue a linha de que uma situação foi rejeitada para dar espaço para a realização de outra. Estes custos podem ser tanto monetários quanto sociais, partindo do principio de que representa o valor associado a melhor alternativa não escolhida. Onde há mais de uma opção de investimento, é muito importante pensar no Custo de Oportunidade como vantagem ou desvantagem da escolha feita.

Exemplo de custo de oportunidade com planilha de EVE

Vamos ver um exemplo do custo de oportunidade aplicado à nossa planilha de Estudo de Viabilidade Econômica. Supondo que você está analisando 3 oportunidades diferentes de investir a sua grana:

  • Oportunidade 1: Abrir uma cafeteria em um bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro
  • Oportunidade 2: Abrir um banco de microcrédito voltado para comunidades do Rio de Janeiro
  • Oportunidade 3: Abrir um comércio de roupas em um Shopping da Zona Oeste do Rio de Janeiro

Se você fez todo o trabalho de estudo prévio e preenchimento da planilha corretamente, projetando investimentos, custos fixos e variáveis e a projeção de receitas:

Simulação de Monte Carlo no Excel - Projeção

Depois de fazer isso para cada uma das suas possibilidades, você teve 3 resultados diferentes:

Custo de Oportunidade - negócio 1

Custo de Oportunidade - negócio 2

Custo de Oportunidade - negócio 3

Baseado nesses indicadores, que opção você escolheria?

Em um olhar rápido, qualquer pessoa normal descartaria a terceira opção, que possui VPL e TIR negativos, ou seja, representam um investimento ruim. Mas entre as opções 1 e 2, eu com certeza ouviria a resposta de optar pelo primeiro investimento, já que ele é levemente melhor do que a segunda opção.

Mais uma vez a gente volta ao conceito de custo de oportunidade, porque ao analisar um investimento, você não deve ver apenas os indicadores financeiros (que nesse caso levaria a gente para a primeira oportunidade). É importante que você analise um contexto maior. No nosso exemplo, qual seria o custo de oportunidade de investir no negócio 1 ao invés do negócio 2?

De uma forma rápida, o negócio 2 tem a capacidade de impactar positivamente a vida de centenas ou milhares de pessoas de comunidades. Ou seja, ao deixar de investir nele, você estaria deixando de ajudar uma quantidade grande de pessoas e de contribuir para um mundo melhor, em compensação, teria um negócio mais complexo do que uma cafeteria de bairro. De maneira simplificada, esse é o custo de oportunidade dessa escolha.

Por que o custo de oportunidade é importante?

Enfim, não existe certo ou errado, só quero deixar bem claro aqui que, ao lidar com negócios, é preciso utilizar o custo de oportunidade dentro do seu planejamento. A contabilidade de custos simples não considera as oportunidades perdidas, mas é essencial para quem quer torna-se empresário ou gestor verificar a melhor alternativa e o impacto de suas decisões em todos os âmbitos.

Outros exemplos de custo de oportunidade

  • Exemplo 1 – Fábrica de carros x software

Podemos pensar em uma empresa que vende carros. Durante anos, apenas carros foram fabricados naquela empresa, mas recentemente surgiu a oportunidade de se fabricar também softwares voltados para a utilização de veículos.

Obviamente que a empresa não pode continuar produzindo sua capacidade máxima de carros (1000) e nem seria do interesse apenas produzir softwares também (3000), já que o mercado para carros existe. Nesse caso, o custo de oportunidade numérico é bem fácil de ser calculado utilizando o conceito de fronteira de possibilidades de produção (FPP):

Fronteira de possibilidades de produção - gráfico

No ponto A, seriam produzidos 2000 softwares e 700 carros. Nesse caso, o custo de oportunidade é de 300 carros que não serão produzidos. Se a decisão vale a pena ou não já é outra história. Precisaríamos saber os preços de venda de cada um dos produtos e se a demanda consumiria 100% da produção ou não. No ponto C temos 200 softwares a mais produzidos pelo “custo” de 100 carros.

Nesse contexto, o ponto B indicaria um ponto de ineficiência da produção e o ponto D é intangível, já que indica uma produção maior do que a capacidade de entrega dessa indústria.

  • Exemplo 2 – Compra de uma casa

Imagine que você quer comprar uma casa e tem em mãos o valor integral para a compra do imóvel. A maioria das pessoas compraria a casa mesmo sabendo que ficaria sem dinheiro após a aquisição. Considerar o custo de oportunidade é levar em consideração a possibilidade de financiar o imóvel em boas condições, aplicar o dinheiro e, com o lucro, pagar as parcelas da casa. Dessa forma, você  manteria tanto o imóvel quanto o dinheiro.

Existem ainda outras formas de analisar o custo de oportunidade de uma situação, que pode ser tanto de investimento quanto de financiamento. Ao optar por determinada posição é preciso analisar o que não consta no contrato. Uma excelente forma de fazer isso é sempre fazer a seguinte pergunta: o quanto eu posso ganhar se eu não fizer essa transação ou o quanto eu posso perder se eu fizer?

custo de oportunidade - tempo x dinheiro

Diferença entre custo econômico e custo contábil

Deve-se levar em conta que existem dois tipos de custos dentro da economia: o custo contábil e o custo econômico. O primeiro caracteriza-se por levar em conta todo o dinheiro gasto com determinada transação, ou seja, um custo real, já que é uma movimentação real de valores. Já o econômico tem por definição as implicações que as escolhas (que tenham custo) possuem na renuncia da oportunidade.

Como entender melhor se você está perdendo?

Por fim, deve ser feito um estudo de viabilidade econômica antes de considerar quaisquer oportunidades. Dentro deste estudo é preciso constar uma projeção de custos, investimento e uma análise de indicadores para que haja maior clareza das transações antes de tomar uma decisão.

Dúvidas respondidas? Deixe seu comentário abaixo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome