As principais escalas de trabalho e como escolher qual utilizar

0
50453
As principais escalas de trabalho: como escolher qual utilizar?

Na presença de tantos modelos de escalas de trabalho, é muito provável que se tenha dúvidas em relação ao funcionamento de cada uma, não é mesmo? No post de hoje, iremos apresentar as principais escaladas de trabalho, auxiliando-o a escolher o tipo que mais se encaixa ao perfil de sua empresa. Vamos lá?

O que é escala de trabalho?

O conceito de escala de trabalho refere-se à maneira como cada empresa organiza a jornada de trabalho dos seus colaboradores, visando maior produtividade. Por este motivo, as escalas variam de acordo com as necessidades do empregador e as determinações estabelecidas pelo sindicado de cada categoria.

Jornada de trabalho, por sua vez, refere-se ao período de tempo em que colaborar está disponível para cumprir as atividades estabelecidas em contrato pelo empregador.

Agora que estes conceitos estão mais claros, que tal compreender como é feita uma escala de trabalho? Então, acompanhe em seguida!

Premissas de trabalho

Primeiramente, faz-se necessário definir as premissas de trabalho. Mas, o que são essas premissas? São os fundamentos que embasarão a organização da escala de trabalho. Como por exemplo: quantas equipes a empresa possui? Essas equipes trabalham em horários diferentes? Quais os funcionários estão disponíveis em determinado horário?

Perguntas como estas são base para a formação das premissas. Outro ponto importante a ser destacado são os feriados. E, as regras de entrada e saída, como se dá o cumprimento de horários e normas que devem ser seguidas durante a jornada de trabalho.

Com as premissas pré-estabelecidas, é o momento de definir a escala, ou seja, o período que será trabalhado de acordo com a semana, mês e etc. A seguir, apresentaremos essa questão com mais detalhes. Vamos lá?

Como fazer a escala de trabalho?

Para organizar a escala de trabalho de maneira eficiente, alguns pontos devem ser levados em consideração. Listaremos os principais abaixo. Observe:

  • Tenha conhecimento em Leis Trabalhistas referentes a Repousos Semanais, Descansos intra e inter jornadas (Artigos 66, 67, 68 e 71 da CLT, Artigo 7 Da constituição Federal);
  • Não tenha períodos de trabalho maior do que 6 dias seguidos e não deixe os colaboradores sem folgar aos domingos por mais de 7 semanas seguidas;
  • Tenha as necessidades dos colaboradores alinhadas às da empresa. Para isso, saiba qual o dia preferencial de folga, quando serão suas férias, qual o cargo e possíveis turnos de cada um e em que setores trabalham;
  • Conhecendo as necessidades dos colaboradores, é possível ter a relação de todos os turnos e fazer com que todos tenham direitos iguais em relação à folgas e horários a cumprir;
  • Monte a escala de trabalho de um cargo por vez e atualize os dados com frequência, assim o planejamento será mais eficiente.

Agora que você compreendeu os pontos que devem ser considerados na hora de montar uma escala, conheceremos os tipos existentes. Acompanhe!

As principais escalas de trabalho

Conforme afirmamos anteriormente, as escalas variam de acordo com as necessidades de cada empresa. Por isso existem escalas de diversos tipos. A seguir, apresentaremos as principais escalas utilizadas:

  • Escala de trabalho 5×1: a cada cinco dias de trabalho, o colaborador folga um. Sendo assim, trabalha-se seis dias na semana e é necessário folgar um domingo a cada sete dias. Nesta escala, a jornada de trabalho é de 07h20min.
  • Escala de trabalho 5×2: a cada cinco dias de trabalho, são necessários dois dias de folgas que podem ser seguidos ou não. Sendo assim, o colaborar trabalha cinco dias na semana e cerca de 08h48min horas por dia.
  • Escala de trabalho 6×1: a cada seis dias trabalhados, o colaborador deve ter um dia de folga. Além disso, é necessário que ele folgue um domingo a cada, pelo menos, 7 semanas consecutivas. Confira a nossa Planilha pronta de Escala de Trabalho.
  • Escala de trabalho 12×36: a cada doze horas trabalhadas, o colaborador tem direito a trinta e seis horas de descanso. Esse tipo de escala normalmente está relacionado às áreas da saúde e segurança cujas atividades não podem ser interrompidas em um período de tempo menor.
  • Escala de trabalho 18×36: a cada dezoito horas trabalhadas, o colaborar deve folgar trinta e seis horas.
  • Escala de trabalho 24×48: a cada vinte e quatro horas trabalhadas, o colaborador tem direito a quarenta e oito horas de descanso. Estas escalas são utilizadas por cobradores de pedágio e alguns setores de polícia, por exemplo.

Como você pôde perceber, as escalas de trabalho auxiliam na hora de organizar os horários de suas equipes, facilitando a administração das horas de trabalho e otimizando o desempenho da sua empresa.

Viu como sua empresa pode se beneficiar organizando o seu departamento pessoal? Temos uma planilha pronta de Escala de Trabalho! Dê uma conferida.

Prime LUZ
Prime LUZ
Prime LUZ
Prime LUZ