Tendências para 2019

0
155
Tendências para 2019

Para ajudar no seu Planejamento Estratégico e na sua Análise SWOT trouxemos algumas das principais tendências para 2019. Já fizemos anteriormente e fizemos bons acertos, então não esquece de prestar bastante atenção nesse artigo! 😉

Vamos as tendências para 2019

Incerteza Econômica

Tendências para 2019

Passadas as eleições, agora é hora de esperar as primeiras medidas do governo eleito para resolver os problemas econômicos do país. Se o crescimento esse ano foi tímido, o de 2019 talvez seja menor, mas ainda não deve ocorrer um cenário de recessão.

A dica aqui é continuar a fazer caixa e cortar custos ou mantês-los sob controle (igual falamos no ano passado) e esperar para fazer investimentos em momentos certos (uma baixa de juros, por exemplo).

Alta do dólar

Tendências para 2019

A tendência é que o dólar continue a subir e estagne num patamar perto dos 4 reais. Portanto cuidado com importações e fornecedores estrangeiros, podendo substituir por fornecedores nacionais com a mesma qualidade se existir a opção.

A alta do dólar pode acabar puxando a inflação para o alto também, já que o dinheiro fica desvalorizado perante o mercado e a indústria nacional prefere exportar do que produzir para o mercado nacional o que gera um aumento dos preços. 

No entanto, se você recebe dos seus fornecedores em dólar, essa acaba sendo uma boa notícia, já que a receita tende a aumentar após a conversão.

Millennials

Tendências para 2019

Os Millenials finalmente se tornarão tanto a metade da força de trabalho no mercado como em estatísticas de consumo a partir do ano que vem, começando a superar as outras gerações a partir de 2020. O que isso significa? Toda uma diferença já que o jeito que os Millennials interagem com as marcas é diferente das gerações anteriores.

Esse é um público mais voltado para o valor da marca e fatores como representatividade ou responsabilidade social passam a ter um peso mais estratégico para as empresas. Os Millennials também acabam sendo mais locais e promovendo o mercado próximo a ele do que multinacionais ou companhias com atendimento genérico.

É importante começar a repensar a forma que a empresa lida com todas as questões envolvendo Millennials, lembrando que não é só o aspecto tecnológico que define essa geração, mas um novo entendimento como consumidor.

Ecommerces para B2B

Tendências para 2019

Apesar da LUZ estar na vanguarda desse movimento, uma das mudanças de mercado mais aguardadas para 2019 são os Ecommerces B2B. Seja de soluções de gestão, como nossas planilhas, até mesmo compras de escritório ou materiais de tecnologia como computadores, haverá um aumento nos ecommerces para empresas. As grandes varejistas já desenvolveram ou estão desenvolvendo plataformas nesse sentido, mas haverá um aumento também de novas empresas nesse mercado.

Isso pode trazer uma mudança estratégica para setores de compras, além de baratear alguns custos já que esse tipo de loja virtual tem preços melhores. Também pode ser uma boa para quem quer começar um novo negócio ano que vem, num novo mercado sem tanta competição dependendo do produto vendido.

Saúde em pauta

Tendências para 2019

Seja diminuindo açúcar e usando menos ingredientes que façam mal, seja em espaços de trabalho inteligentes e que não tragam problemas para funcionários, a saúde vai ser algo bastante discutido. Longe da moda fit, saúde e seus indicadores como obesidade, diabetes e pressão alta serão discutidos dentro dos ambientes de trabalho também, afinal não é só alimentação que causa problemas.

Para setores de RH, desenvolver benefícios que façam o colaborador se tornar uma pessoa mais saudável é essencial.

Influenciadores

Tendências para 2019

Que os Influenciadores digitais trazem resultado, já não é nenhuma novidade, mas para 2019 é esperada uma maturidade desse tipo de uso para o marketing de empresas. O uso de pequenos influenciadores para negócios locais deve explodir, apostando em gente que tem um público melhor mais mais engajado.

Os grandes influenciadores devem ser utilizados cada vez mais por grandes empresas e devemos ver cada vez mais as grandes marcas migrando da televisão para as redes sociais apoiadas por eles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome