4 indicadores financeiros essenciais que todo dono de empresa deve acompanhar

  Nenhum comentário   Estratégia  
Compartilhe com amigos:

Nesse artigo falaremos sobre:

O maior erro de (quase) todo dono de empresa

Qualquer dono de empresa precisa ficar de olho em todas as áreas do seu negócio. Desde os indicadores financeiros até métricas de vendas, produção e estoque. O problema, é que essa visão generalista muitas vezes pode levar esse gestor a não ter a real ideia dos detalhes mais importantes de suas finanças.

Por isso, na minha opinião, um dos maiores erros da maioria de donos de empresas é ter uma visão superficial do seu financeiro. Se você acredita que saber suas receitas, despesas e se está tendo lucro ou prejuízo é o suficiente, pense de novo. Hoje em dia, para tomar decisões assertivas e embasadas é importante conhecer esses 4 indicadores:

Indicadores Financeiros 1 – Margem de Contribuição

Esse talvez seja o indicador financeiro mais primário, pois é justamente ele que vai dizer para o dono da empresa quanto sobra da receita das vendas depois do desconto dos custos diretos para pagar os custos fixos e, eventualmente ter lucro. Se quiser ver na íntegra como chegar nesse resultado, leia o nosso artigo sobre o que é e como calcular a margem de contribuição.

Veja um exemplo do cálculo da margem de contribuição média na nossa planilha de cálculo de ponto de equilíbrio:

Planilha de ponto de equilibrio - margem de contribuicao

Como analisar esse indicador:

O processo é até bem simples, se a sua margem de contribuição for negativa, significa que alguma coisa está errada, afinal de contas, é impossível pagar os custos fixos com prejuízo primário. Caso a sua margem de contribuição seja positiva, você vai necessitar de outros indicadores (como o ponto de equilíbrio) para entender se essa margem é suficiente ou não.

Indicadores Financeiros 2 – ponto de equilibrio

O indicador de ponto de equilíbrio é extremamente importante, pois é justamente ele que vai te mostrar se a sua meta para não ter prejuízo é viável ou não. Basicamente ele te diz quantos produtos (ou projetos) você precisa vender para não ficar no vermelho. Se quiser entender mais desse cálculo, veja o nosso post sobre como calcular o ponto de equilíbrio do seu negócio.

ponto de equilibrio - precificacao de consultoria

No exemplo da nossa planilha de ponto de equilíbrio acima, são necessárias as vendas de 6 projetos para que a empresa não tenha prejuízo.

Como analisar esse indicador:

Mais uma vez teremos uma lógica de análise bem prática. Você vai precisar comparar o indicador de ponto de equilíbrio com a sua capacidade de produção e venda. Por exemplo, se eu preciso vender 100 carros para a minha concessionária empatar suas receitas e despesas, mas só consigo produzir 80 carros, é um sinal claro de que meus custos diretos ou fixos estão maiores do que a minha capacidade.

Um outro cenário seria você até ter a capacidade para produzir 200 carros, mas ter uma média de vendas de 50. Nesse caso, ou você precisa investir em estratégias para aumentar suas vendas ou reduzir custos, de forma que precise vender menos carros para alcançar o ponto de equilíbrio.

Indicadores Financeiros 3 – Lucratividade

Esse é outro indicador bem legal de se analisar, porque mais do que trabalhar com receitas e despesas que a sua empresa tem, ele é uma análise clara da sua eficiência operacional. Basicamente o indicador de lucratividade vai te dizer qual a porcentagem das suas receitas sobra de lucro no final do mês. Veja um exemplo desse cálculo mensal na nossa planilha de fluxo de caixa:

gestao financeira completa - demonstracao de fluxo de caixa

Como analisar esse indicador:

Basicamente, quanto maior a lucratividade, melhor. Olhando do ponto de vista único e exclusivo desse indicador, qual fluxo seria mais interessante?

  • Projeto A:
    • Receitas: R$100.000
    • Despesas: R$90.000
    • Lucro: R$10.000
  • Projeto B:
    • Receitas: R$50.000
    • Despesas: R$40.000
    • Lucro: R$10.000

Se você analisar bem, verá que a lucratividade do projeto A foi de 10% e a do projeto B, de 20%, ou seja, o projeto B tem uma porcentagem de custos menor que a do A. No seu dia a dia, vale a pena sempre olhar para a lucratividade geral da empresa e analisar onde é possível enxugar custos (diretos ou fixos) para que essa lucratividade aumente.

Indicadores Financeiros 4 – Geração de caixa

A geração de caixa está intimamente ligada a lucratividade, mas agora, ao invés de olhar números percentuais, também será necessário que o dono de empresa veja o montante que está sendo “guardado” ao final do mês. Gerar e economizar caixa pode ser a diferença entre a falência e a sobrevivência de um negócio, pois é ele que vai permitir a criação de um fundo de reserva para momentos de crise ou de dificuldade financeira.

Como analisar esse indicador:

A resposta é um pouco óbvia, quanto maior esse indicador melhor. Para tornar ele ainda mais interessante, vale a pena atrelar a meta de geração de caixa com um valor que você deseje ter para fundo de reserva e um outro para distribuição de lucros ao final do ano.

Por exemplo, se você quer ter R$120.000 de fundo de reserva e pretende fazer uma distribuição de R$240.000, precisa ter uma média de R$30.000 de geração de caixa mensal para que chega ao final do ano com seus objetivos contemplados e sendo postos em prática.

Outros indicadores financeiros importantes

Na minha opinião esses são os 4 principais indicadores que donos de empresa precisam ficar de olho. Agora, existem algumas características de negócios diferentes que podem fazer com que outros indicadores sejam mais importantes dos que eu mencionei aqui nesse post. Por isso, vou listar alguns outros que dependendo do momento da sua empresa, podem ser essenciais:

  • Necessidade de caixa (diferença do contas a pagar com o contas a receber)
  • Capital de giro (diferença das disponibilidades de curto prazo com as obrigações de curto prazo)
  • Projeção financeira (planejamento financeiro orçado contra o real)
  • EBITDA (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização)
  • Endividamento (obrigações sobre disponibilidades)

Se tiver algum indicador essencial que eu não contemplei aqui basta escrever nos comentários que será um prazer atualizar a nossa lista.

Como controlar esses indicadores

Sem dúvida nenhuma entender sobre esses indicadores financeiros é essencial para qualquer dono de empresa, mas um outro desafio pode ser controlar esses indicadores financeiros na prática, por isso resolvi trazer uma lista de ferramentas para te ajudar nesse desafio também:

Ou se tiver interesse, em um pacote que engloba todas elas:

Compartilhe com amigos:

Inscreva-se e receba o conteúdo semanal
que realmente importa

Experimente! É grátis e, se não gostar, basta cancelar o envio com 1 clique.
 

Deixe seu comentário aqui

Buscar no Blog LUZ

Digite abaixo…

×
Receba a sua dose semanal de conhecimento grátis
×
[optin_monster_id]
[optin_monster_id]
[email]
[email]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]
[opt_in]