Formação de Preço de Venda com Base nos Custos

2
2317
Formação de Preço de Venda com Base nos Custos
Planilhas Prontas em Excel

Todo e qualquer processo de precificação, precisa ter uma etapa de levantamento de custos. Mas não é todo negócio que baseia quase que integralmente sua precificação nos seus custos, isso é muito mais comum nas atividades industriais, pois os produtos desenvolvidos costumam possuir pouco diferencial entre os concorrentes. Assim, o custo acaba sendo definidor da decisão de compra dos clientes.

Veja também: Tudo sobre precificação

O que é Precificação?

A atividade de precificação ou formar preço envolve definir matemática e também estrategicamente, os preços viáveis e o método de cobrança para seus produtos ou serviços. De maneira geral, os temas que envolvem a precificação são levantamento de custos fixos, custos variáveis, definição da margem de contribuição e ponto de equilíbrio, análise da concorrência e posicionamento.

Planilhas Prontas em Excel

Continue lendo sobre o que é precificação.

O que é Precificação e Como Calcular Preço de Venda?

Como Precificar Baseado nos Custos

Esse tipo de precificação é bastante matemática e foca em conseguir entender profundamente e separá-los de maneira conceitualmente correta para obter os resultados mais confiáveis possível. Antes de entrar mais profundamente em exemplos e conceitos importantes, vamos lembrar que toda e qualquer precificação possui 5 etapas:

  1. Levantamento de Custos
  2. Análise de Ponto de Equilíbrio
  3. Definição do Modelo de Negócio
  4. Análise da Concorrência
  5. Posicionamento e Estratégia

Ao focar nos custos, você provavelmente vai aprofundar muito o seu ponto 1 e também utilizar o ponto 2. No entanto, os pontos 3, 4 e 5 também devem ser utilizados como apoio para fazer os ajustes finais.

Custos Fixos, Variáveis, Diretos e indiretos

Nós temos um post completo e profundo sobre contabilidade de custos, portanto aqui vamos apenas exemplificar rapidamente cada conceito.

Custos Fixos: Aqueles que incidem independente da sua produção e venda. Tipicamente, incluindo aluguel e salários.

Custos Variáveis: Aqueles que incidem de acordo com a sua produção e venda. Normalmente temos, matéria prima, impostos, comissão.

Custos Diretos: Aqueles que afetam apenas uma linha de produção.

Custos Indiretos: Aqueles que afetam mais de uma linha de produção e precisam ser corretamente rateados.

Exemplo de Precificação Baseada em Custos

Agora, vamos pegar um exemplo clássico para colocar a teoria em prática. Imagine que você tem uma pequena industria de produção de rebinbocas e parafusetas.

Formação de Preço de Venda com Base nos CustosCustos Fixos: Na sua indústria, você tem o aluguel do galpão no valor de R$10.000,00 e salários que totalizam R$20.000,00

Custos Variáveis: Para cada rebinboca, você gasta R$0,30 em matéria-prima e para cada parafuseta, R$1,00.

Custos Diretos: A rebinboca é feita em uma máquina que custa R$2.00 e a parafuseta custa R$5,00 em sua máquina.

Custos Indiretos: No entanto, ambos os produtos passam por uma mesma máquina para fazer o seu acabamento. Essa máquina consegue trabalhar 100 horas por mês, custando R$1.000,00. Ou seja, custa R$10/hora. Para simplificar, vamos falar que a parafuseta precisa do dobro do tempo para o acabamento. Portanto, para cada parafuseta, vamos dizer que o custo é de R$10, ou seja, 1 hora da máquina e para cada rebinboca, apenas R$5.00 (30min de uso).

O que é Precificação e Como Calcular Preço de Venda?

Assim, chegamos ao custo de produção unitária de cada peça:

  • Rebinbocas: R$0,30 + R$2.00 + R$5.00 = R$7,30 por unidade.
  • Parafuseta: R$1.00 + R$5.00 + R$10.00 = R$16,00 por unidade.

Agora, para finalizar o preço de venda, deve-se fazer uma análise de ponto de equilíbrio para verificar se é possível pagar os custos fixos, lucrar e ser competitivo em seu mercado!

Problemas ao Formar seu Preço com Base nos Custos

No exemplo acima, simplifiquei bastante alguns cálculos e desafios para caber dentro do post e focar no conceito principal da formação de preço em custos. No entanto, na vida real de um negócio ela possui alguns problemas que você provavelmente vai enfrentar:

  1. Custeio e Gestão do Estoque: Na vida real, o custo de matéria prima não é estável e simples. Você está sempre comprando e as condições mudam. Para garantir o custo correto, você deve ter uma boa gestão de estoque e utilizar o método correto de custeio para seu negócio.
  2. Linhas de Produção Complexas: O rateio de custos dos custos indiretos costuma ser bem complicado. Às vezes muitos produtos utilizam a mesma máquina, você tem que levar em consideração que a própria máquina varia o seu custo ao longo dos meses por problemas de manutenção, entre outros fatores. Isso é a verdadeira arte das grandes industrias.
  3. Eficiência Geral dos Processos: Esse é outro fator que vai afetar o seu custo, mas ele é invisível em uma simples fórmula matemática. Seus fornecedores estão entregando no prazo? Seu armazenamento está gerando perdas? Você tem mais estoque do que precisa?
  4. Custo não é Valor: É tentador ficar muito viciado nos números de custos e esquecer de que é preciso gerar valor também para competir e inovar. De vez em quando, deve-se esquecer o número e entender e conhecer seus clientes para pensar em produtos e negócios novos.

Conclusão

A formação de preço com base em custos é parte essencial e uma ciência à parte em indústrias. Ela possui diversos métodos consolidados e deve ser feita com afinco para as empresas se manterem competitivas. No entanto, não é tarefa fácil, nem simples, dependendo da complexidade do negócio. Caso você queira utilizar nossas planilhas prontas em excel para esse desafio, não deixe de conhecê-las em nosso site!

O que é Precificação e Como Calcular Preço de Venda?

Planilhas Prontas em Excel

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome