10 ferramentas para fazer uma consultoria empresarial completa

22
21183

A consultoria empresarial surgiu como uma forma de pessoas que já passaram por determinada experiência aconselharem gestores ou empresários que estavam enfrentando esses mesmos problemas, dificuldades ou momento similar.

Nesse artigo falaremos sobre:

pacconsultores

Apesar de existirem diveras abordagens, acredito que existam 5 passos essenciais para uma consultoria empresarial completa:

  • Passo 1 – Entendimento do Negócio
  • Passo 2 – Escolha do Foco
  • Passo 3 – O que fazer em cada Área (Planos de Melhoria)
  • Passo 4 – Priorização
  • Passo 5 – Colocar os Planos em Ação

Para cada um desses passos pode existir uma série de ferramentas de gestão que podem ser aplicadas para um melhor resultado e falarei um pouco mais delas ao longo desse artigo.

Passo 1 – Entendimento do negócio

Se você vai começar uma consultoria empresarial completa, precisa entender o negócio do seu cliente como um todo. Não tem muita mágica para isso, é necessário entrar de cabeça na organização e avaliar cada área dela. Existem algumas ferramentas que fazem esse trabalho extremamente bem:

Diagnóstico

Penso no diagnóstico empresarial sempre como a primeira etapa de qualquer consultoria. Não adianta você pensar que pode propor mudanças sem entender completamente com o que está lidando. Digo isso, principalmente pelo fato de cada negócio ter as suas características e, na maioria das vezes, se encontrarem em momentos distintos, com necessidades distintas.

Diagnóstico Organizacional - Grau de Maturidade

O resultado de uma planilha de diagnóstico pode variar, mas essencialmente ela precisa te mostrar qual o nível de maturidade da empresa e quais são as áreas que precisam de mais atenção.

pacconsultores

SWOT

A análise SWOT tem uma função bastante similar ao diagnóstico, a diferença está na abordagem. Enquanto o segundo analisa áreas, o primeiro vai fazer uma avaliação de fatores internos (forças e fraquezas) e fatores externos (oportunidades e ameaças), além de te fornecer um índice de favorabilidade.

Análise Swot - indice de favorabilidade - consultria estratégica

Acredito que a planilha de Análise SWOT tenha um papel fundamental de direcionamento e de entendimento para os próximos passos. Como consultor empresarial, o seu objetivo é ter certeza que saiu do primeiro passo bem alinhado com seus clientes em relação ao que mais incomoda eles no dia a dia da gestão da empresa.

Passo 2 – Escolha do foco

Com os resultados do diagnóstico e da análise SWOT você vai ter informações suficientes para saber exatamente onde começar a sua consultoria. Normalmente, as áreas mais importantes são essas:

  • Finanças
  • Recursos Humanos
  • Vendas
  • Estratégia

Obviamente existem outros pontos de começo de uma consultoria empresarial, mas nenhum tão importante e que impacte tanto os resultados como esses 4, por isso, ao longo do passo 3, mostrarei quais seriam as atividades mais importantes para cada um deles.

Passo 3 – O que fazer em cada área

Acredito que cada área possua uma ferramenta essencial que vai te ajudar a consolidar a sua consultoria empresarial e mostrar para o seu cliente, tanto a realidade que ele está passando de maneira muito objetiva, como também possibilita um acompanhamento claro das melhorias nos resultados.

pacconsultores

Finanças

Normalmente 8 entre 10 gestores ou empresários que buscam uma consultoria empresarial possuem problemas fianceiros, seja por falta de controle do fluxo de caixa, pouco controle do capital de giro (contas a pagar e a receber) ou mesmo por não ter relatórios específicos importantes.

A melhor ferramenta para ter todas essas respostas é a planilha de controle financeiro completo, já que com ela fica simples fazer análises de centro de custos, bancos, clientes e fornecedores.

gestão financeira completa - análise por centro de custo

Como consultor, ter essas respostas pode levar a sua consultoria empresarial para outro patamar, já que você poderá dar conselhos como mudança de foco em um centro de custos pouco lucrativo para outro, alertar sobre a dependência de um cliente ou mesmo para mostrar que existe necessidade de caixa no curto prazo.

Além dessa planilha, considero o cálculo do ponto de equilíbrio a segunda ferramenta mais importante para uma boa consultoria na área financeira. É com ela que você conseguirá dizer de forma objetiva qual a quantidade de produtos ou serviços que precisam ser vendidos para não ter prejuízo.

Planilha de ponto de equilíbrio - margem de contribuição

Com a planilha de ponto de equilíbrio é possível chegar a insights como um preço de venda mal atribuído a um produto ou serviço, análise de mark up ou mesmo entendimento da margem de contribuição individual de produtos ou serviços.

Vendas

Se a área de finanças é a mais importante para empresas que estão desestruturadas ou que estão tendo prejuízo, a área de vendas é responsável pela maioria da procura por consultoria empresarial para empresas que tem resultados positivos, mas que querem aumentar seus resultados financeiros.

Com uma planilha de controle de vendas fica possível entender, mês a mês, o valor real vendido, a meta que havia sido estabelecida e se o resultado está sendo alcançado ou não.

profissionalizar gestão - controle de vendas

Com esses dados em mãos, é possível analisar mais profundamente se o problema está na captação de novos clientes, em uma possível sazonalidade de um mês para outro ou mesmo na taxa de sucesso de negociações.

pacconsultores

Recursos Humanos

Se o maior problema da empresa em que você estiver prestando a consultoria for na área de recursos humanos, vão ser necessários alguns cuidados para que você identifique exatamente o que propor. Analise os seguintes dados:

Alguns desses dados podem ser consolidados em uma planilha de indicadores de recursos humanos e podem te mostrar exatamente por onde seguir:

Por exemplo, se a sua taxa de turnover estiver muito alta, pode ser que os custos trabalhistas estejam alto e o foco da sua consultoria empresarial deverá ser esse. Por outro lado, podem existir reclamações relacionadas a horas extras ou falta de foco em treinamentos em uma pesquisa de clima e até mesmo um indicador grave de desempenho ruim por falhas na gestão na avaliação desse aspecto.

Estratégia

Para fechar, a última área principal que é muito comum demandar a expertise de um consultor é a estratégia empresarial. Isso ocorre porque mesmo tendo uma estrutura bem organizada, por vezes falta o foco em resultados, nos objetivos e metas mais importantes.

Nesses casos, recomendo a planilha de planejamento estratégico, que permite que você crie estratégias junto com os seus clientes, faça a alocação de quais são as mais importantes, acompanhe as metas planejadas e o resultado realizado para cada uma delas:

OKR - Planejamento Estratégico - Key results

Passo 4 – Priorização

Independentemente da área escolhida e das estratégias delineadas, vai existir uma série de possibilidades do que fazer. É nessas horas que um consultor experiente realiza um trabalho de priorização com a matriz GUT (gravidade, urgência e tendência).

pacconsultores

Dessa forma, você vai conseguir ver um ranking do que precisa ser feito primeiro de acordo com os critérios estabelecidos.

Passo 5 – Colocar os planos em ação

Por fim, o último passo é mais voltado para a prática e alguns consultores acabam não realizando ele. Tudo vai depender do que estiver acordado no contrato com o seu cliente. Normalmente esse trabalho de acompanhamento e realização das estratégias delineadas é chamado de assessoria.

Eu gosto bastante desse momento, porque acho que é justamente aqui que muitos gestores acabam não seguindo o que foi sugerido pela consultoria empresarial. Nesse sentido, existem mais duas ferramentas que eu gosto de indicar e que ajudam muito nesse processo:

PDCA

O ciclo PDCA é extremamente conhecido no mundo todo como uma ferramenta de qualidade, mas a verdade é que ele é essencial para execução de estratégias, justamente por se basear em um ciclo de 4 etapas que vão te dizer no final se você está fazendo aquela atividade bem o suficiente ou se precisa recomeçar.

Ciclo PDCA - ação - área financeira

Plano de Ação

Aliado ao ciclo PDCA, recomendo o controle de planos de ação com a metodologia 5W2H, que delimita exatamente para cada ação esses 7 itens:

  • o que
  • porque
  • quem
  • quando
  • onde
  • como
  • quanto

Planilha de Plano de Ação 5W2H

Dessa maneira, você tem 10 ferramentas essenciais para fazer uma consultoria empresarial completa e que vá ajudar de fato o seu cliente, tanto pelas ideias e sugestões levadas até ele, como pelo ferramental que ele poderá utilizar depois que você já não estiver mais do lado dele para ajudar na tomada de decisões.

Todas as ferramentas que um consultor pode querer

Nesse artigo eu separei as 10 melhores e mais importantes ferramentas (na minha opinião), mas a verdade é que no desafio do dia a dia de um consultor podem existir diversas outras demandas. Pensando nisso, sugiro que você dê uma olhada no nosso pacote de ferramentas para consultores.

pacconsultores

22 COMENTÁRIOS

  1. Legal Jefferson, fico feliz de saber que te ajudou. Sucesso ai na sua caminhada e se precisar tirar dúvidas é só falar que estamos por aqui

  2. Amigo Rafael, estou montando uma consultoria para pequenos comércios e creio que posso ajudá-los muito, embora não tenha experiência nesse ramo, conheço razoavelmente bem várias das ferramentas listadas aqui, pois sou engenheiro e meu dia a dia numa multinacional me levaram a conhecer e aplicar muitas delas. Quero agradecer por esse facho de luz (trocadilho intencional), que você lançou no meu caminho. Esses 5 primeiros passos, alinhados com algumas das ferramentas corretas para apoiá-los, era tudo o que eu precisava para estruturar o meu negócio. Agora é montar meu plano de ação e estabelecer meus cronogramas.
    Abraços e até a próxima.

  3. Valeu pelas palavras Cris! Sucesso pra você também e no que precisar estamos por aqui

  4. Rafael parabéns, seu material, suas definições são excelentes, e concordo também que não podemos usar pacotes pronto para todas as empresas, a realidade de uma não é a realidade de outra são problemas muito diferenciados mesmo que seja num mesmo setor ou numa empresa de mesmo ramo, as pessoas são diferentes. E Você eu definiria com LUZ rsrs, gostei muito de tudo. Te desejo muito sucesso

  5. Olá Rafael!
    Excelente seu material, trabalho com treinamentos corporativos e palestras na área de gestão de relacionamento com o cliente, atualmente estou abrindo o leque para prestar consultoria para profissionais liberais também, estive tão mergulhada em meio a tanta teoria dos livros e da pós graduação que estou concluindo, que fiquei um pouco confusa sobre quais passos seriam mais assertivos na hora de colocar em prática.
    Ótimo, dúvidas esclarecidas! Obrigada

  6. Oi Luma, vamos por partes. Um bom ponto de início é um diagnóstico para conhecer mais da empresa como um todo e identificar áreas problemáticas. A partir daí você pode se aprofundar pensando no que fazer e priorizando soluções. Se tiver mais dúvidas é só mandar

  7. Boa noite!
    Me chamo Luma, faço administração no Senac e escolhi o tema Consultoria para meu projeto integrador.
    Vou fazer na empresa em que trabalho mas, mesmo lendo todas as suas dicas não faço a mínima ideia de por onde começar rs.
    Gostaria de um retorno seu, um auxílio, uma luz rsrs.
    Fico no aguardo, muito obrigada!

  8. Tens um material tão necessário quanto a sua própria humildade .Rico!

  9. Muito boa explanação, conteúdo riquíssimo, tudo que foi repassado na faculdade e agora estou tento a oportunidade de aplicar na pratica como consultora.

  10. Excelente esse material gostei muito vou tentar aplicar na minha microempresa

  11. Oi Lucas, tem importância sim. O que eu quis dizer é que muitas vezes não precisamos nos fixar em definições prontas, a essência das atitudes e atividades que me importam mais. De toda forma, valeu pela mensagem.

  12. Rafael, o que o Vagner disse é importante. Pois uma pessoa pode estudar as questões concernentes à gestão, mesmo com pouca ou nenhuma experiência, ou até menos experiência que o indivíduo que precisa de ajuda. Mas se você conhecer as ferramentas necessárias, pode ajudar uma pessoa que tenha experiência. Uma pessoa que ache que a experiência é o que importa, pode se negar a contratar um consultor júnior ou uma consultoria pequena, que podem ser as melhores opções para pequenas e medias empresas por exemplo. Uma pessoa que tenha pouco conhecimento de gestão, mas que tenha muita experiência, pode acabar dando soluções que funcionaram para ela no passado, mas que não funcionariam com a tecnologia atual ou não funcionaria em uma estrutura diferente daquela na qual foi aplicada no passado.

  13. Obrigado pelas palavras Carlos! Vamos seguir aprendendo todos os dias um pouco mais =]

  14. Gostei da pureza das suas informação, você preocupou em passar a essência de uma consultoria e não a teoria dela. O tolo e aquele que sabe tudo, o sábio e aquele que procura aprender alguma coisa todos os dias absorvendo a essência .

  15. Obrigado pela correção Vagner, mas acho que mais importante que a definição é a essência da ajuda a gestores por pessoas com mais experiência.

  16. Essa sua definição é de Mentoring não de consultor.
    “A consultoria empresarial surgiu como uma forma de pessoas que já passaram por determinada experiência aconselharem gestores ou empresários que estavam enfrentando esses mesmos problemas, dificuldades ou momento similar.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome